segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

SOCORRO RAPÔSO SERÁ UMA DAS HOMENAGEADAS NO 2º ESPETÁCULO DO CURSO LIVRE DE TEATRO "A ARTE DE APRENDER"


Amanhã dia 20 de dezembro (terça-feira), a partir das 20h, no Centro de Arte e Cultura Municipal Teatro Ednaldo do Egypto, será realizado o 2º Espetáculo do Curso Livre de Teatro "A Arte de Aprender".

A convidada especial será a Teatróloga paraibana Socorro Rapôso, pernambucana de coração, onde mora e administra  em Recife o Espaço Cultural Inácia Rapôso Meira. Aos 80 anos, atriz Socorro Rapôso, está em cartaz com a peça “O Auto da Compadecida”, fazendo a Compadecida, desde a primeira montagem em 1956, sob direção de Clênio Wanderley e autoria do Mestre Ariano Suassuna que também é amigo da atriz.

E na comemoração dos seus 15 anos "A Arte de Aprender", homenageará amigos e empresários que tem apoiado o projeto durante esses anos,   são eles: Maria Helena Moura Bolos Artísticos, Ione Pimenta (Sonho Doce ), Ana Luiza do Restaurante Canyon de Coqueirinho, André Luiz Flores e Decoração, Fernando Souza Gerente Geral do Tropical Hotel Tambaú, Eduardo Correia da Preview Produtora, Carlos Queiroga da Cliotur, Edilson Alves da Arretado Produções, Dr. Alfredo Alemán Neto do Atelier Dental, SEBRAE, Dalvanira Frinéia do D&F Studio de Beleza, Alexandre Dias,  Teatróloga Socorro Rapôso Meira , Apresentadora Thereza Madalena, Estilista Lúcia Chianca, Hermanny Cruz, Fillip Miranda, Lauriston Pinheiro Gerente de Marketing da TV Cabo Branco e Jornal da Paraíba, Flávio Freitas, Professor Luciano Medeiros, Therezinha Meireles do Maison d`Mel Recepções (Guarabira), Fabiano do Egypto, Maritiam Marques, Humberto Arruda,  Auxiliadora Pessoa da JPM Imobiliária, os Jornalistas Astrid Bakke, Hélia Botelho, Goretti Zenaide, Rogério Almeida, Lílian Moraes, Hermano José e Rogério Freire.

Os participantes atores de várias idades interpretarão textos de Érika Vernik, Jaciara Mendes, Antônio Carlos Nóbrega, Bráulio Tavares, Diego Tavares, dentre outros.

O espetáculo será beneficente e  os alimentos não perecíveis arrecadados serão doados para os idosos do Retiro dos Artistas (RJ), Instituição DECAJESA (Cidade Verde) e o Hospital Padre Zé.

O crédito para a foto da atriz Socorro Rapôso é de Jorge Clésio.

Serviço:

2º Espetáculo do Curso Livre de Teatro "A Arte de Aprender"

Entrada: R$ 5,00 e mais 01 quilo de alimento não perecível.

Data: 20/12/2011 – Terça-feira

Horário: 20h

Local: Centro de Arte e Cultura Municipal Teatro Ednaldo do Egypto.

Endereço:  Avenida Maria Rosa, 284, Manaíra.

Informações: 3214-8021

Apoio:   André Luiz Flores e Decoração, SATED PB,  Fillip Miranda Cerimonial & Eventos, Alblack Produções, Imaginart Festas e Fantasias e D&F Studio de Beleza.

Sobre Socorro Rapôso:

Socorro, natural da cidade de Souza, na Paraíba  e é considerada uma pessoa especial no Teatro Pernambucano. Com 80 anos de idade (completos em 24 de junho último), foi ela quem viveu a Compadecida na primeira montagem da peça, em 1956, sob direção de Clênio Wanderley, com o Teatro Adolescente do Recife. O curioso é que ainda hoje, na versão da sua Dramart Produções, prestes há comemorar 20 anos em cartaz circulando pelo Brasil (isso em março de 2012), ela ainda faz o mesmo papel. Na época da primeira montagem, o grupo atraiu as atenções do Brasil para Ariano Suassuna, dramaturgo até então desconhecido, quando ganhou o I Festival de Amadores Nacionais no Rio de Janeiro, no Teatro Dulcina, em 1957. “A cortina fechou e abriu umas nove vezes. Foi apoteótico”, lembra.

Em entrevista ao Jornal do Brasil (RJ), ela declarou: “Aprendi o papel poucos dias antes de subir no palco. Estava tão tensa que tive um branco total. Mas, graças ao Divino Espírito Santo, as palavras me voltaram à cabeça. Foi um milagre”, brinca. Socorro foi convocada às pressas para substituir a atriz que acabara de desistir da personagem. Clênio Wanderley, o diretor da primeira versão, era seu dentista e foi ele mesmo quem a convidou. Naquela noite da estréia, depois de ser aplaudidíssima, inclusive por um Ariano Suassuna bastante emocionado, Socorro saiu do Teatro de Santa Isabel direto para o hospital. Estava inchada e ardendo com 40 graus de febre.

Em 1992, resolveu montar a mesma peça que se transformou num dos maiores sucessos do teatro pernambucano. Não é à toa que a montagem já comemorou 19 anos de aplausos por todo o Brasil (muito antes de qualquer microssérie de TV), visitando o Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Amazonas, Ceará, Paraíba, Alagoas, Rio Grande do Norte, Bahia, Sergipe e muitas cidades em Pernambuco, sempre com teatros lotados.

Socorro é dentista e exerce a profissão há mais de 40 anos. É também proprietária do Espaço Cultural Inácia Rapôso, na Rua da Glória, 465 – Boa Vista, onde muitos artistas realizam ensaios e cursos de dança, teatro, violão, moda e outras atividades culturais. Ela nem casou nem teve filhos, aliás, diz que as 24 pessoas que trabalham com ela na peça são os seus “filhos adotivos”.

Socorro também foi destaque na Escola de Samba Império Serrano, na homenagem a Ariano Suassuna, em 2002, quando parte do elenco da peça dividiu o carro “Auto da Compadecida” com atores da microssérie da Globo. O convite para ela foi um desejo do próprio Suassuna. Mesmo com toda a sua admiração a Fernanda Montenegro, Compadecida na TV e no cinema, o autor pediu que o posto fosse dado a Socorro, segundo ele “a minha Compadecida de ontem, hoje e sempre”. Socorro Rapôso participa todos os anos da “Paixão de Cristo do Recife”. Entre seus outros trabalhos como atriz, destacam-se “Batalha dos Guararapes”, “Cantarim de Cantará”, “A Comédia do Amor”, “O Menino do Dedo Verde” e “Cadeira Vazia”. Fez ainda a leitura dramática “Flores d’América”, texto de João Denys. Atualmente, além do “Auto da Compadecida”, produz a peça “Palhaços – O Reverso do Espelho”, com direção de Célio Pontes, ambas pela Dramart Produções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário