sexta-feira, 31 de agosto de 2012

PROJETO TEATRO PIOLLIN LANÇA PROGRAMAÇÃO ATÉ NOVEMBRO


Mais de 50 artistas de várias regiões do Brasil passarão por João Pessoa nos próximos oito meses. Oportunidade única de estimular trocas estéticas e experiências de gestão entre os grupos visitantes e os grupos locais. É com essa perspectiva que o projeto Teatro Piollin inicia sua extensa programação no dia 13 de setembro.

Com realização do Piollin Grupo de Teatro, comemorando 35 anos de fundação, a ação busca contribuir para a ampliação do público de teatro em João Pessoa,  por meio da oferta qualificada da produção teatral e da interação entre os grupos locais e convidados.

Além das apresentações, também estão previstos debates e vivências entre os grupos que integram a programação. Espera-se assim, propiciar uma reflexão sobre as formas de criação e organização de grupos de teatro, além de contribuir com o fortalecimento das redes que desenham o setor teatral brasileiro.

Segundo Nanego Lira, curador do projeto, o mais importante dessa ação é proporcionar a troca de experiência e o aprofundamento por meio dos debates entre os grupos e o público. Além disso, a efetiva contribuição na formação de plateia com espetáculos de qualidade escolhido entre grupos que tem um trabalho continuado de pesquisa.

“Esta escolha tem a clara intenção de estreitar as relações entre esses grupos, especialmente, grupos do Nordeste, mas não somente, pois receberemos grupos do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais”, diz Nanego Lira.

Serão 32 apresentações artísticas de 16 grupos convidados, sendo oito de João Pessoa. A cada mês, sempre de quinta a domingo, dois grupos dividirão os espaços do Teatro Piollin, onde também serão realizados os debates e as vivências. Os ingressos serão vendidos a preços populares, com os valores de R$ 10,00 e R$ 5,00.

Para receber os artistas e o público em geral, a sede do Grupo Piollin, antigo engenho de cana de açúcar e patrimônio histórico da Paraíba, está recebendo reparos em sua estrutura física e elétrica. A Casa Grande e as áreas externas do complexo que integram o Engenho Paul também serão utilizadas nos vários espaços cênicos propostos pelos 16 grupos da programação.

 Cada espetáculo será assistido por dois jornalistas da área de teatro e por uma pesquisadora de dramaturgia do doutorado em Letras da UFPB. Ao final do projeto, será lançado um caderno de registro do evento, que reunirá não apenas as críticas publicadas pelos jornalistas, como também a edição de entrevistas e anotações dos grupos participantes da programação.

Espera-se atingir um público aproximado de quatro mil pessoas, em especial os moradores do Bairro Roger, com quem o Piollin mantém um projeto sócio-educativo por mais de três décadas, como explica Buda Lira, um dos coordenadores do Centro Cultural Piollin.

“Tantos os educandos do projeto político pedagógico do Piollin como as instituições que junto com o Centro integram a rede social no Bairro serão beneficiadas com o projeto por meio da cessão de convites e preços promocionais exclusivos para as comunidades do baixo Roger”, enfatiza Buda Lira.

A programação de setembro, que inicia dia 13, terá como convidados a Cia Os Dezequilibrados, (RJ) com sua mais recente montagem “A Serpente”, e o grupo Lavoura (PB) apresentando o espetáculo Bruta Flor.
No mês de outubro estão previstas as participações do Grupo Bagaceira (CE) com o espetáculo “InCerto” e em comemoração ao dia das crianças (12), o Grupo Graxa (PB) apresenta o infantil “Do Outro Lado da Chuva”. Em novembro a programação segue com a Cia Clara de Teatro (MG) e o espetáculo “Coisas invisíveis” e o Ser Tão Teatro apresenta “Flor de Macambira”.

A programação de dezembro a março será divulgada nos próximos meses. Visite nossa página do Facebook: http://www.facebook.com/PiollinGrupodeTeatro

Serviço e sinopses programação de Setembro:

Dias: 13 e 14 (quinta e sexta-feira)
Hora: 20h
Local: Teatro Piollin
Espetáculo: A Serpente
Grupo: Os dezequilibrados / Rio de Janeiro (RJ)
Duração: 60 minutos
Debate após apresentações
Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00
Classificação etária: 16 anos 

Sinopse A Serpente:
O texto conta a história de um triângulo amoroso formado por duas irmãs e o marido de uma delas. As irmãs são cúmplices e muito íntimas. Elas se casaram no mesmo dia, na mesma igreja e com o mesmo padre. 

Ficha técnica A Serpente:
Texto: Nelson Rodrigues
Direção: Ivan Sugahara
Elenco: Ângela Câmara, Carolina Ferman, José Karini e Saulo Rodrigues.

Dias: 15 e 16 (sábado e domingo)
Hora: 20h
Local: Teatro Piollin
Espetáculo: Bruta Flor
Grupo: Grupo de Teatro Lavoura / João Pessoa-PB
Duração: 55 minutos
Debate após apresentações
Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00
Classificação etária: 12 anos 

Sinopse Bruta Flor:
Tendo como universo o espaço do sonho e do lirismo de um ser humano, Bruta Flor conta  a viagem de um personagem pelo interior de si mesmo, um Trovador que conta e canta sua história. 

Ficha técnica Bruta Flor:
Texto: citações de Fernando Pessoa, Clarice Lispector, Hilda Hilst, Emily Dickinson e Caio Fernando Abreu.
Interpretação e Dramaturgia: André Morais
Direção: Jorge Bweres e André Morais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário