domingo, 25 de maio de 2014

“JOÃO E MARIA E A FANTÁSTICA CASA DE DOCES” ENCERRA HOJE A TEMPORADA DE SUCESSO NO TEATRO EDNALDO DO EGYPTO

A peça infantil “João e Maria e a fantástica casa de doces” da Cia. Mangai de Atividades Culturais encerra hoje, 24 de maio, a temporada de sucesso no Teatro Ednaldo do Egypto, em João Pessoa/PB.

Pontualmente às 17h, o espetáculo traz para o cotidiano da realidade social problemas como: desigualdade social e a realidade do abandono vivida por muitas crianças.

Ingressos no valor de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (estudante); à venda na bilheteria do Centro de Arte e Cultura Municipal Teatro Ednaldo do Egypto localizado na Avenida Maria Rosa, 284, Manaíra.

SOBRE O INFANTIL “JOÃO E MARIA E A FANTÁSTICA CASA DE DOCES”

Baseado no conto original dos irmãos Grimm, a montagem de “João e Maria e a fantástica casa de doces” da Cia. Mangai de Atividades Culturais, traz para o cotidiano das nossas realidades sociais problemas como: desigualdade social e a realidade do abandono vivida por muitas crianças. A partir desse enfoque é possível perceber a importância do cuidado que os pais devem ter na formação e no acompanhamento de seus filhos. Didaticamente o bem e o mal se fazem presentes na narrativa através dos personagens centrais; João e Maria, símbolos da pureza infantil, tendo como contraponto a presença do mal, representado pela Bruxa, que traz o arquétipo das máscaras sociais em forma de símbolos e signos teatrais que muito se assemelham as bruxas contemporâneas do século XXI (Pedofilia, tráfico e exploração de menores).

Nesta montagem, os irmãos João e Maria, filhos de um pobre lenhador, ao desobedecer o pai se perdem na floresta. Para marcar o caminho que os levaria de volta para casa, João e Maria espalham migalhas de pão marcando o caminho. As migalhas, que é o detalhe mais conhecido e característico da obra, acabam sendo comidas por um pássaro, que induz João e Maria a seguir o caminho da casa de doces, onde poderão saciar a fome. No decorrer da trama, ambos perceberão que não se pode confiar em desconhecidos e pagarão um preço alto, por não seguirem os conselhos do pai. Recolhidos pela dona da casa que se revela uma bruxa, ela planejava engordar as crianças para depois comercializá-las. O desfecho dessa história vocês já sabem, o bem vencerá o mal e todos serão felizes, menos a Bruxa.

Partindo da história original e se apropriando de elementos contemporâneos, ousaremos mesclar o tradicional com o moderno através de um olhar simbiótico para abordar os problemas do cotidiano. A plástica do espetáculo é baseada no lúdico. Painéis cenográficos trazem a atmosfera dos ambientes através de pinturas. Os adereços se fazem presentes no espetáculo pontuando e demarcando o espaço físico de cada cena. Os figurinos tem inspiração em moradores do campo. A música do espetáculo é uma seleção de clássicos infantis. A iluminação será elaborada baseando-se na oposição entre o bem e o mal, o dia e a noite, o claro e o escuro.

FICHA TÉCNICA

Adaptação: O grupo

Direção: Geóstenys Melo e Márcio Bacellar

Elenco: Marcio Bacellar, Izabelle Costa e Lucas Miguel.

Sonoplastia: Geóstenys Melo

Maquiagem: O grupo

Iluminação e fotografia: Junior Staneck

Concepção de cenário - adereços - figurinos: Geóstenys Melo

Confecção de figurinos: Ana Paula Rodrigues

Contato: Geóstenys Melo – Telefone (83) 8778-3934 – E-mail gelmelo@hotmail.com

Realização: CIA MANGAI DE ATIVIDADES CULTURAIS

SERVIÇO

“JOÃO E MARIA E A FANTÁSTICA CASA DE DOCES”
  
Local: Teatro Ednaldo do Egypto.

Acessível para cadeirantes.

Ar condicionado. 

Capacidade: 170 Lugares.   

Endereço: Avenida Maria Rosa, 284, Manaíra.

Crédito fotos: Bruno Vinelli


Nenhum comentário:

Postar um comentário