quinta-feira, 10 de julho de 2014

COPA DO MUNDO DE ROBÓTICA SERÁ REALIZADA EM JOÃO PESSOA



Com parceria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a  RoboCup ocorre, de 19 a 25 de julho, uma semana após a final da copa da FIFA. Os mais brilhantes engenheiros do mundo se reunirão, pela primeira vez no Brasil e na América Latina, para disputar um campeonato de futebol de robôs.

'O evento é um dos maiores de tecnologia do mundo, particularmente conhecido pela plataforma do Futebol de Robôs - motivo de seu forte vínculo com a Copa', ressalta Alexandre da Silva Simões, professor da Unesp de Sorocaba (SP) e coordenador do evento.

A RoboCup 2014 deve contar de 3 a 4 mil participantes de mais de 45 países, e com um público estimado em 60 mil pessoas, sendo muito conhecido pelas diversas categorias de "futebol de robôs", todos dotados de inteligência artificial, ou seja, não são controlados por humanos durante as partidas.

O objetivo de longo prazo é que, em 2050, um time de futebol composto por robôs humanoides e totalmente autônomos jogará contra o time de humanos vencedor da Copa do Mundo da FIFA, saindo vitorioso.

A primeira RoboCup foi realizada em Nagoya, no Japão, em 1997, logo depois do “mais espetacular evento de xadrez da história”, quando o campeão mundial, o imbatível Garry Kasparov, foi derrotado, numa revanche, pelo supercomputador da IBM, o Deep Blue. Desde então, anualmente, grandes pesquisadores do mundo e os melhores computadores se reúnem num grande desafio de Inteligência Artificial.

A RoboCup acontece em um país diferente a cada ano. Quando há Copa do Mundo, a competição é realizada, preferencialmente, no país sede do evento da FIFA.

O local escolhido é o recém-inaugurado Centro de Convenções “Poeta Ronaldo Cunha Lima”, cujos 48 mil m² serão ocupados por campos, arquibancadas, área de exposição com estandes e diversas atrações gratuitas e abertas ao público, uma vez que um dos objetivos desse grande evento é divulgar e estimular a produção científica. A RoboCup 2014 é um evento oficial do Ministério do Esporte, corealizada pelo Governo do Estado de Paraíba e organizada pela Sociedade Brasileira de Computação em conjunto com dezenas de universidades do país.

Futebol de robôs
Durante seis dias, robôs totalmente independentes e livres de controles remotos disputarão um campeonato de futebol, em times representados por universidades selecionadas de 45 países. Os robôs devem obedecer às mesmas regras de um jogo de futebol convencional, com dois tempos, chutes, marcação de gols, de faltas e até cobrança de lateral – um grande desafio técnico. Os jogos serão observados por um juiz humano, muitas vezes com o auxílio de um juiz robô. A competição de futebol é dividida em cinco categorias principais, além de subcategorias. A equipe vencedora da categoria humanoide AdultSize ficará, durante um ano, com a taça Louis Vuitton, esculpida em cristal e desenhada especialmente para a RoboCup.

Programação
Além das disputas futebolísticas, haverá também competições interessantes em outras categorias. Na categoria “Rescue”, serão apresentados robôs projetados para substituir humanos em arriscadas situações de resgate. No acidente nuclear de Fukushima, ocorrido em março 2011, por exemplo, foram utilizados robôs desenvolvidos na RoboCup. Outra categoria é @Home, em que os robôs desempenham atividades domésticas com a finalidade de ajudar pessoas com dificuldades motoras, como idosos e deficientes. Há, ainda, uma modalidade industrial, voltada para tarefas logísticas. E, na categoria RoboCupJunior, alunos do ensino fundamental e médio de todo o mundo criam robôs inteligentes que dançam, jogam futebol e até trabalham em tarefas de resgate. Na categoria de resgate, os representantes brasileiros são os vencedores da Olimpíada Brasileira de Robótica, apoiada pelo MCTI/CNPq/SECIS/ MEC/CA PES/FNDE.

Estímulo à ciência
A programação ainda conta com oficinas de robótica direcionadas a professores da rede pública de ensino para mostrar como robôs podem ser usados em sala de aula, de forma lúdica, para ensinar e despertar os alunos para a ciência. No último dia do evento, um simpósio encerrará as atividades com apresentações de trabalhos acadêmicos de pesquisa de ponta e uma palestra do cientista australiano Rodney Brooks, professor emérito do MIT e fundador da iRobot.

Organização
A RoboCup 2014 é organizada por professores voluntários do mundo todo. O evento, sem fins lucrativos, está sendo realizado de forma sustentável, em observância às recomendações de política verde e de acessibilidade e espera deixar para João Pessoa, para Paraíba, para o Nordeste e para o Brasil um legado científico em que a inovação é um desafio para melhorar a qualidade de vida do ser humano.

Site: www.robocup2014.org.

Contato: press@robocup2014.org
Assessoria de Comunicação e Imprensa.
Fonte: Agência de Notícias da UFPB - Com Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário