terça-feira, 19 de agosto de 2014

19 DE AGOSTO É O DIA DO ARTISTA DO TEATRO

No Brasil o DIA DO ARTISTA DO TEATRO celebra-se 19 de Agosto. Atriz Socorro Rapôso dama das Artes Cênicas do Nordeste é digna de aplausos.

Socorro Rapôso nasceu na cidade de Souza, no Estado da Paraíba, mora há décadas no Recife. A atriz interpretou por 20 anos ininterruptos, a ‘Compadecida’, no Auto da Compadecida, do saudoso mestre Ariano Suassuna. Em 2002, a Escola de Samba Império Serrano prestou homenagem a Ariano Suassuna, Socorro também foi destaque ao lado de parte do elenco da peça que dividiu o carro “Auto da Compadecida” com atores da microssérie da Globo. Mesmo com toda a sua admiração a Fernanda Montenegro, Compadecida na TV e no cinema, o autor pediu que o posto fosse dado a Socorro, segundo ele “a minha Compadecida de ontem, hoje e sempre”.

Nossa amada Socorro sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que deixou como sequela o comprometimento de movimentos no lado direito do corpo – por conta de um coágulo formado no cérebro após o AVC.

A atriz criou o Espaço Cultural Inácia Raposo Meira na Rua da Glória, 465, Bairro Boa Vista, desativado no mês de julho e que permanecerá inativo por um tempo. O local acolheu todas as formas de expressão artística, onde muitos artistas realizavam ensaios e cursos de dança, teatro, violão, moda e outras atividades culturais. Todo acervo será acondicionado temporariamente na casa de uma de suas irmãs. No entanto, é necessária uma pequena reforma no novo espaço, além de transporte para tanto material.

Admiradores, colegas, amigos que queiram contribuir para a reforma poderá depositar qualquer quantia através da Conta Bancária em nome de Maria do Socorro Rapôso Meira, Ag. 0325-5, C/C 708.077-8, Banco do Brasil.

SOBRE SOCORRO RAPÔSO:

A atriz paraibana Socorro Rapôso é considerada especial no Teatro Pernambucano. Com 83 anos de idade (completos em 24 de junho último), foi ela quem viveu a Compadecida na primeira montagem da peça, em 1956, sob direção de Clênio Wanderley, com o Teatro Adolescente do Recife. Na época da primeira montagem, o grupo atraiu as atenções do Brasil para o saudoso Ariano Suassuna, dramaturgo até então desconhecido, quando ganhou o I Festival de Amadores Nacionais no Rio de Janeiro, no Teatro Dulcina, em 1957. “A cortina fechou e abriu nove vezes. Foi apoteótico”, lembra.

Em entrevista ao Jornal do Brasil (RJ), ela declarou: “Aprendi o papel poucos dias antes de subir no palco. Estava tão tensa que tive um branco total. Mas, graças ao Divino Espírito Santo, as palavras me voltaram à cabeça. Foi um milagre”, brinca. Socorro foi convocada às pressas para substituir a atriz que acabara de desistir da personagem.

Clênio Wanderley, o diretor da primeira versão, era seu dentista e foi ele mesmo quem a convidou. Naquela noite da estreia, depois de ser aplaudidíssima, inclusive por um Ariano Suassuna bastante emocionado, Socorro saiu do Teatro de Santa Isabel direto para o hospital. Estava inchada e ardendo com 40 graus de febre.

Em 1992, resolveu montar a mesma peça que se transformou num dos maiores sucessos do teatro pernambucano. Não é à toa que a montagem já comemorou 19 anos de aplausos por todo o Brasil (muito antes de qualquer microssérie de TV), visitando o Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Amazonas, Ceará, Paraíba, Alagoas, Rio Grande do Norte, Bahia, Sergipe e muitas cidades em Pernambuco, sempre com teatros lotados.

Socorro é dentista e exercendo a profissão há mais de 40 anos. Ela nem casou nem teve filhos, aliás, diz que as 24 pessoas que trabalharam com ela na peça são os seus “filhos adotivos”.

Socorro Rapôso participa todos os anos da “Paixão de Cristo do Recife”. Entre seus outros trabalhos como atriz, destacam-se “Batalha dos Guararapes”, “Cantarim de Cantará”, “A Comédia do Amor”, “O Menino do Dedo Verde” e “Cadeira Vazia”. Fez ainda a leitura dramática “Flores d’América”, texto de João Denys. Além do “Auto da Compadecida” que foram 20 anos em cartaz circulando pelo Brasil. Produziu também a peça “Palhaços – O Reverso do Espelho”, com direção de Célio Pontes, realização da Dramart Produções.

Na foto Ariano Suassuna, Socorro Rapôso e o ator Williams Sant’Anna.

Foto/arte:Divulgação-reprodução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário