quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

1ª MARATONA CULTURAL CARIOCA 2015 COMEMORA OS 450 ANOS DO RIO DE JANEIRO

 
 
A Prefeitura do Rio preparou uma ampla programação para comemorar os 450 anos do Rio de Janeiro. Shows, teatro, exposições e passeios guiados vão reverenciar a trajetória da Cidade ao longo desses 450 anos.
 
A Maratona Cultural Carioca tem mais de 70 eventos. As comemorações dos 450 anos do Rio prosseguem até março de 2016. Um megashow na Quinta da Boa Vista com repertório de músicas em homenagem ao Rio de Janeiro, cantadas por grandes nomes da música popular, como Gilberto Gil, Zeca Pagodinho, Jorge Ben Jor, Caetano Veloso e muitos outros, abre a agenda festiva na noite de véspera de 1º de Março, no sábado.

Para o dia do aniversário, a Secretaria Municipal de Cultura preparou a 1ª Maratona Cultural Carioca, que terá como grande atração a apresentação gratuita do musical S'imbora, sobre a vida de Wilson Simonal, no Teatro Carlos Gomes. As senhas serão distribuídas a partir de 15h, com limitação de um ingresso por pessoa. Outros espetáculos terão desconto de 50% para todos os cariocas que apresentarem documento comprovando que nasceram ou que moram no Rio.
 
"Queremos que o carioca comemore o aniversário de 450 anos de forma entusiasmada, aproveitando a rica programação cultural que a Cidade oferece", afirma o Secretário Municipal de Cultura e Presidente do Comitê Rio450, Marcelo Calero.

Entre os espetáculos da Maratona Cultural Carioca que custarão metade do preço estão o musical Lapinha, estrelado por Isabela Fillardis, no Imperator, no Méier, e o show de Fafá de Belém, na Lona Cultural Jacob do Bandolim, em Jacarepaguá. Espetáculos teatrais consagrados como Calango Deu e O Dia Em Que Sam Morreu, da Armazém Companhia de Teatro, fazem parte da agenda especial do dia 1º de Março.

A programação infantil gratuita inclui o espetáculo Epopeia da Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, que a Cia Triângulo de Teatro de Bonecos & Atores leva ao Teatro Municipal de Marionetes Carlos Werneck de Carvalho, no Aterro do Flamengo.
 
Calendário comemorativo dos 450 Anos
 
A 1ª Maratona Cultural Carioca integra o calendário comemorativo dos 450 anos, que foi idealizado pelo Comitê Rio450. Centros culturais e museus públicos e privados da Cidade pensaram em programações especiais para o mês do aniversário. As iniciativas do calendário estão divididas nas categorias (i) Artes, (ii) Esportes, (iii) Seminários, (iv) Presentes, (v) Música, (vi) Festivais e (vii) Passeios.

Confira abaixo alguns destaques da programação comemorativa dos 450 anos, que estará em cartaz no dia 1º de Março.
 
RioTur
 
SHOW DE ANIVERSÁRIO. O grande show para comemorar os 450 anos reunirá nomes consagrados da música brasileira, como Gilberto Gil, Caetano Veloso, Baby do Brasil, Jorge Ben Jor, Paulinho da Viola, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Diogo Nogueira, Erasmo Carlos, Frejat, Paralamas do Sucesso, Fernanda Abreu, Marcelo D2 e Neguinho da Beija Flor. No repertório, estarão canções que exaltem o Rio de Janeiro e o carioca. Quinta da Boa Vista. Sábado, às 21h. Grátis.
 
IMPÉRIO SERRANO E PORTELA. As duas escolas de samba mais tradicionais da região de Madureira apresentam repertório de grandes sambas encerrando a programação do dia 1º de Março. Parque Madureira, às 21h. Grátis.
 
1ª Maratona Cultural Carioca *
* Cariocas que apresentarem documentos comprovando que nasceram ou que moram na cidade pagam meia na programação da Maratona Cultural Carioca.
.
FAFÁ DE BELÉM. Show com a cantora que apresenta, entre outros sucessos, "Abandonada", "Coração do Agreste", "O Homem Que Amei", "Foi assim" e "Amor da Minha Vida". Às 20h30, na Lona Cultural Municipal Jacob do Bandolim, Jacarepaguá. R$ 40, antecipado, e R$ 50, na hora. (Informações no telefone: 2425-0825).

CALANGO DEU. Monólogo construído ao longo de cinco anos de uma pesquisa que abrange vocabulário, hábitos, histórias, músicas e crenças, numa grande celebração à cultura popular. Dona Zaninha é uma guardiã desses ricos acervos de memórias, uma genuína contadora de causos. Além de contar histórias, ela convida a plateia a cantar com seu bandolim, enquanto ensina uma receita ou simpatia. Texto, direção musical e interpretação de Suzana Nascimento. Direção de Isaac Bernat. De sexta-feira a domingo, às 20h. Até 15 de março. R$ 40. Teatro Municipal Maria Clara Machado, Gávea. Classificação: 14 anos.

LAPINHA. Musical estrelado por Isabel Fillardis, com direção de Edio Nunes e Vilma Melo, que conta a história de Joaquina Maria Conceição da Lapa, conhecida como Lapinha. A personagem foi uma cantora lírica e atriz dramática que alcançou grande sucesso no final do século XVIII e início do século XIX. "Lapinha" leva para o palco uma versão romântica da vida da artista, uma vez que seu talento e sucesso são documentados em raríssimos registros da época (como críticas e programas de espetáculos), mas pouco se sabe sobre sua vida pessoal. Sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 19h30. Até 8 de março. R$ 40. Imperator – Centro Cultural João Nogueira, Méier. Classificação: Livre.

S`IMBORA, O MUSICAL – A HISTÓRIA DE WILSON SIMONAL. O sucesso pode ser efêmero, mas o verdadeiro talento é eterno. A trajetória de Wilson Simonal levou essa máxima às últimas consequências. O cantor se transformou em ídolo nacional de forma meteórica e suas músicas estiveram no topo das paradas, onde só Roberto Carlos rivalizava com ele em popularidade. De repente, a sombra de uma acusação de delator envolveu sua carreira, que entrou em um exílio artístico, de onde nunca mais conseguiu sair. A obra de Simonal, contudo, se mantém cada vez mais moderna e chega pela primeira vez ao teatro pelas mãos de Nelson Motta e Patrícia Andrade, com direção de Pedro Brício. Com Ícaro Silva. De quinta a sábado, às 20h, e domingo, às 18h. Até 12 de abril. Grátis. Teatro Municipal Carlos Gomes, Centro. Classificação: 12 anos.

EPOPEIA DA CIDADE DE SÃO SEBASTIÃO DO RIO DE JANEIRO. A peça conta a história da Fundação da Cidade desde a sua descoberta pelos portugueses, em 1502, até a reforma urbana de Pereira Passos, no século XX. O roteiro, baseado em fatos históricos, atravessa cenas como o diálogo entre dois escravos carregando mantimentos no antigo morro do castelo, dois piolhos comentando a chegada de D. João VI ao Brasil, a vacinação pública feita pela brigada sanitária do Dr. Oswaldo Cruz, entre outros. Texto de Josué Soares e Leila Carvalho. Direção de Josué Soares. Com Leila Carvalho. Às 11h, no Teatro Municipal de Marionetes Carlos Werneck, Flamengo. Classificação: Livre. Grátis.

PEDRO MALAZARTE E A ARARA GIGANTE. Personagem folclórico e consagrado pelas brincadeiras malandras, Pedro Malazarte ganhou os palcos em espetáculo infantil escrito pelo gaúcho Jorge Furtado. Com direção de Debora Lamm e elenco formado por George Sauma, João Pedro Zappa, Luisa Arraes, Cadí Oliveira e André Sigaud. Sábados e domingos, às 16h. Até 15 de março. R$ 30. Imperator – Centro Cultural João Nogueira, Méier. Classificação: Livre.
 
BIBLIOTECA MUNICIPAL DA ILHA DO GOVERNADOR. Exposição de fotos da Ilha do Governador, das 10h às 16h. Grátis.

Parcerias Institucionais

A CIDADE IDEALIZADA - CARTÕES-POSTAIS DO RIO DE JANEIRO ENTRE 1900 E 1930. No século XIX, numa época em que o Rio de Janeiro vivia transformações urbanísticas em grande escala, os cartões-postais foram os principais veículos de registro de hábitos, do surgimento de novos bairros, praças, hotéis, além de obras públicas, como a construção da Avenida Central e do novo Porto, captados pelas lentes de fotógrafos profissionais e amadores. A exposição reúne mais de 200 cartões-postais de coleções privadas, circulados entre 1900 e 1930. Centro Cultural Justiça Federal. Av. Rio Branco, 241, Centro. Data: 26 fevereiro a 29 março de 2015. De terça a domingo, das 12h às 19h.

RIO: PRIMEIRAS POSES. A mostra apresenta cerca de 150 imagens do Rio produzidas pelos principais fotógrafos do século XIX ao início do XX. Todas as imagens são do acervo do Instituto.
Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea. De 24 de fevereiro a 21 de dezembro.
 
PAISAGENS NÃO VISTAS – MARCOS CHAVES. Reúne trabalhos anteriores e inéditos em torno do principal tema do artista, a cidade do Rio de Janeiro. Entre o humor, a ironia e a tragédia, as obras discutem a paisagem, o cotidiano, a cultura e aspectos sociais e econômicos do Rio. Museu de Arte do Rio (MAR). Praça Mauá, 5, Centro. De 27 de janeiro a 31 de maio
 
CYCLOPHONICA. A Cyclophonica é a única orquestra profissional de bicicletas do mundo e formada por dez músicos experientes. O projeto integra música e ciclismo possibilitando a execução musical expressiva e de qualidade, enquanto seus artistas pedalam em movimento através de ciclovias, ruas, ginásios, orlas, parques, praças, estradas e cidades. Convidados musicais e professores especializados em nossa história, ajudarão a tornar cada volta em um mergulho e celebração de nossa Cidade Maravilhosa. Uma no dia 1º de março pelos bairros Flamengo, Laranjeiras e Cosme Velho, e outra celebrando o Dia da Mulher, pela Praça da Bandeira, Praça Onze, Tiradentes e Lapa. Horários: 1º de março - 8h e 08 de março - 9 h

JOGOS CARIOCAS DE VERÃO. Competições esportivas em diferentes modalidades, que acontecem em points genuinamente cariocas. No total, serão 18 modalidades disputadas em pontos diferentes do Rio de Janeiro. Do Parque Madureira à praia de Copacabana, os atletas se apresentarão em 5 etapas.

2ª etapa: Mar
Dias: 28 de fevereiro e 1º de março
Locais: praias da Joatinga e da Barra da Tijuca
Competições: surf, stand-up paddle, kitesurfe e natação.

Fonte: http://www.rio.rj.gov.br/web/smc/exibeconteudo?id=5215767


Nenhum comentário:

Postar um comentário