quarta-feira, 23 de setembro de 2015

OLINDA SEDIA 5º TOCANDO PÍFANOS NOS DIAS 2 E 3 DE OUTUBRO

Tocadores de pífano de todo o Brasil vão se reunir durante o 5° Tocando Pífanos, que acontece em Olinda, nos dias 2 e 3 de outubro. O evento tem todas as atividades gratuitas e o objetivo é promover a arte histórica do pífano e compartilhar conhecimento sobre as bandas. Durante o encontro, os realizadores do evento, os produtores Amaro Filho, Cláudia Moraes e Rafael Coelho, da Página 21, encaminharão ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) solicitação de reconhecimento das bandas de pífanos como Patrimônio Cultural do Brasil.

Os documentos que embasam o pleito serão entregues ao representante do Iphan pelas mãos do consagrado pifeiro Sebastião Biano, de 96 anos, último remanescente da formação original da Banda de Pífanos de Caruaru, formada em 1924. A banda, que chegou a realizar apresentação para Lampião, destaca-se por ter sido uma das influências do movimento tropicalista da música popular brasileira. “Seu Sebastião é a memória viva do pífano e ninguém melhor do que ele para entregar ao Iphan este pedido”, afirma Amaro Filho, da Página 21.

Sebastião Biano e seu Terno Esquenta Muié (SP) é, inclusive, uma das atrações do 5° Tocando Pífanos, conta com extensa programação que envolve oficina prática de confecção de zabumbas, novenas como referência para salvaguarda das bandas de pífano e bate-papo com mestres do instrumento sobre suas trajetórias. Haverá, ainda, o lançamento do livro Pífanos do Agreste, escrito numa parceria entre pesquisadores, historiadores e músicos, que traz a história das bandas e pifeiros pernambucanos. O evento oferece ainda palestra com representante do Iphan sobre “Patrimônio Imaterial”, importante tema para esta edição do evento.

A programação de shows conta ainda com a Banda de pífanos São Cristovão (Panelas PE), a Banda de Pífanos Alvorada (Caruaru-PE) e o Grupo Musical Armorial de Piranhas (Piranhas-AL). Neste ano, os homenageados do evento serão o maestro Egildo Vieira, que faleceu há pouco, e Manoel Ribeiro – mestre Lunga de Caruaru, pifeiro mais antigo em atividade na cidade.

Para encerrar o evento, um grande cortejo tomará conta das ladeiras de Olinda. O percurso seguirá do Museu de Arte Contemporânea (MAC), na Rua Treze de Mario, à sede do Iphan, localizada na Rua do Amparo, quando acontecerá a entrega dos documentos à instituição.

“A ideia do Encontro de Pífanos é congregar todas as pessoas que fazem, trabalham, apreciam e se divertem com a música de banda pífano. Além da programação educativa sobre o tema, teremos as apresentações musicais, quando vamos transformar aquela praça num grande arraial festivo”, conta, entusiasmado, o coordenador do evento e coautor do livro que será lançado durante a programação, Amaro Filho.

As atividades de formação acontecerão no MAC, já as apresentações musicais acontecerão na Praça Laura Nigro, na Ribeira, Cidade Alta, Olinda. O 5° Tocando Pífanos tem incentivo do Funcultura/Governo de Pernambuco e apoio da Prefeitura de Olinda.

PROGRAMAÇÃO:

Dia 2 de outubro (Sexta)

Manhã

– 9h30 – Abertura – Saudações aos pifeiros.
 
– 10h00 às 12h00 – Oficina prática de confecção de zabumbas, por José Feliciano e Sebastião Feliciano.

Tarde
 
– 14h30 às 17h00 – As novenas como referência para salvaguarda das bandas de pífano, por Genaldo Barros e Eduardo Monteiro.

Noite

– 20h30 às 22h30 – Apresentações musicais:
 
Banda de pífanos São Cristovão – Panelas/PE.
 
Banda de Pífanos Alvorada – Caruaru/PE.

Dia 3 de outubro (Sábado)

Manhã

– 9h30 às 11h00 – Fala Mestre: mestres das bandas de pífanos convidadas conversam sobre suas trajetórias.
 
– 11h00 às 12h00 – Lançamento de livros sobre o tema.
 
Tarde
 
– 14h30 às 17h00 – Palestra: Patrimônio Cultural do Brasil, pelo Iphan
 
– 17h10 – Cortejo e entrega do documento para o reconhecimento das bandas de pífanos como Patrimônio Cultural do Brasil.

Noite

– 21h00 – Homenagem a Manoel Ribeiro de Lima e a Egildo Vieira.

– 22h00 – Apresentações musicais:
 
Grupo Musical Armorial de Piranhas – Piranhas/AL.
 
Sebastião Biano e seu Terno Esquenta Muié – São Paulo/SP.
 
As atividades de formação serão no MAC – Museu de Arte Contemporânea, rua 13 de maio, Cidade Alta – Olinda. As apresentações musicais serão na Praça Laura Nigro – Ribeira – Cidade Alta – Olinda.
 
Todas as atividades são gratuitas.
 



Nenhum comentário:

Postar um comentário