quarta-feira, 14 de outubro de 2015

FELIPE FOLGOSI LANÇA SUA PRIMEIRA GRAPHIC NOVEL “AURORA” NESTA QUINTA-FEIRA NA FNAC DO BARRA SHOPPING

Desde pequeno ele já lia de tudo: Asterix, Maurício de Souza, Moebius, Marvel e DC. Tanto que um dos seus maiores sonhos era fazer uma HQ. Neste ano o sonho do ator Felipe Folgosi de transformar um dos seus roteiros de cinema em uma graphic novel, foi realizado.
 
Felipe lança sua primeira graphic novel “Aurora”, no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (15), na Fnac do Barra Shopping, a partir das 19h.
 
“Aurora” é um thriller de ficção científica que conta a história de Rafael, pescador que presencia um fenômeno natural nunca visto antes. Essa experiência o transforma em algo maior que um simples humano, um herói moldado pela evolução natural que acaba perseguido pelo governo americano por conta de seus poderes.

O projeto foi apoiado por meio de financiamento coletivo no Catarse. Arrecadou R$ 40.750, acima da meta de R$ 36.000.
 
É a história clássica de um homem comum que se encontra em uma situação extraordinária e acaba por se descobrir herói”, conta Felipe, que se uniu ao Instituto HQ para concretizar o projeto.
 
“Aurora” mistura fatos científicos e questões filosóficas. “Como fã do gênero, penso que as melhores histórias partem de premissas reais combinadas de forma inusitada e levadas às últimas consequências, então pesquisei muito para que cada termo científico usado, cada dado técnico citado gerasse uma sensação de verossimilhança no leitor”, explica.

O autor levou dez anos entre a ideia original e seu lançamento, período dedicado à pesquisa exigida pelo projeto: “A pesquisa foi extensa, detalhada, começando com os locais onde se passa a história, dados sobre astronomia e astrofísica, sobre partículas cósmicas, precessão dos equinócios, neandertais versus homo sapiens, aceleradores de partículas, agências de pesquisa militar, maçonaria e por aí vai”, relata.

Felipe desenvolveu inicialmente o roteiro de “Aurora” para o cinema, mas adaptou a trama para história em quadrinhos ao perceber seu imenso potencial gráfico. “Consegui juntar elementos suficientes para criar uma história plausível partindo de uma premissa fantástica, misturando astronomia, medicina, evolucionismo com uma boa dose de sociedades secretas e teorias da conspiração”.

A popularidade de Felipe Folgosi vêm da atuação e muitos ainda não o conhece como fã de quadrinhos, autor e roteirista. “Comecei cedo na TV. É normal que as pessoas só conheçam meu trabalho como ator e apresentador. Escrevo desde os quinze anos. Fiz faculdade de cinema e me especializei em roteiro. Ao longo dos anos colaborei com jornais e revistas, escrevi peças de teatro e roteiros de cinema como o “Aurora”. Sempre fui fã de quadrinhos, desde criança. Em 2014, tive a ideia de adaptar a história do cinema para os quadrinhos e estou muito feliz com o resultado. Agora quero compartilhar o “Aurora” com as pessoas”, declara.

“Aurora” começará a participar do cenário dos quadrinhos no Brasil que vem crescendo cada vez mais. Felipe fará lançamento de graphic novel “Aurora” também em outras Capitais, nos Estados Unidos e na Europa.

SOBRE

FELIPE FOLGOSI
 
Felipe Folgosi estudou cinema na FAAP e fez especialização na UCLA por dois anos, com ênfase em roteiro. Desde 2000, tem colaborado em vários veículos como o Jornal da Tarde e a revista da Avianca, escrevendo sobre cinema. Em 2001 ganhou o Concurso Nacional de Dramaturgia promovido pelo Ministério da Cultura com a peça “Um Outro Dia”.
 
Começou a fazer teatro aos quinze anos e estreou aos dezessete na televisão com a minissérie “Sex Appeal”, na Rede Globo, em 1993. Em seguida fez a novela “Olho no Olho”, onde era o protagonista Alef. Depois esteve em “Explode Coração”, “Corpo Dourado”, “Vidas Cruzadas”, “Jamais te Esquecerei”, “Começar de Novo”, “Os Ricos Também Choram”, “Prova de Amor” e na trilogia “Os Mutantes” na Rede Record.
 
Como apresentador, esteve no programa “Tá Ligado” da Fundação Roberto Marinho, em STV na Dança na TV Senac, em “Acredite Se Quiser” na Band. Mais recentemente participou do longa-metragem “A Grande Vitória” com Caio Castro e Sabrina Sato, da série “Politicamente Incorreto” com Danilo Gentilli, na FOX, e da novela “Chiquititas” do SBT. No teatro fez mais de dez peças, entre elas “Gato Vira-Lata”, de Juca de Oliveira.

“AURORA”

“Aurora” é um thriller de ficção científica que conta a história de Rafael, pescador que presencia um fenômeno natural nunca visto antes. Essa experiência o transforma em algo maior que um simples humano, um herói moldado pela evolução natural que acaba perseguido pelo governo americano por conta de seus poderes. “É a história clássica de um homem comum que se encontra em uma situação extraordinária e acaba por se descobrir herói”, conta Felipe, que se uniu ao Instituto HQ para concretizar o projeto.

Felipe desenvolve uma história de ação surpreendente que mistura fatos científicos e questões filosóficas. “Como fã do gênero, penso que as melhores histórias partem de premissas reais combinadas de forma inusitada e levadas às últimas consequências, então pesquisei muito para que cada termo científico usado, cada dado técnico citado gerasse uma sensação de verossimilhança no leitor”, explica o autor, que levou dez anos entre a ideia original e seu lançamento, período dedicado à pesquisa exigida pelo projeto: “a pesquisa foi extensa, detalhada, começando com os locais onde se passa a história, dados sobre astronomia e astrofísica, sobre partículas cósmicas, precessão dos equinócios, Neandertais versus Homo sapiens, aceleradores de partículas, agências de pesquisa militar, maçonaria e por aí vai”, relata.

Inicialmente o roteiro de “Aurora” foi desenvolvido para o cinema, Felipe, adaptou a trama para história em quadrinhos ao perceber seu imenso potencial gráfico. “Consegui juntar elementos suficientes para criar uma história plausível partindo de uma premissa fantástica, misturando astronomia, medicina, evolucionismo com uma boa dose de sociedades secretas e teorias da conspiração”, finaliza.

A inspiração de “Aurora” vem tanto do universo da HQ quanto da ciência. “Além de gostar da cultura pop, gosto muito de ciência e, apesar de leigo, leio frequentemente sobre o assunto, mas no final penso que meu grande interesse é sobre o ser humano e sua relação com o universo, sobre a construção da realidade e da possibilidade da existência e manifestação de uma metafísica ou Deus”, finaliza o autor.

INSTITUTO DOS QUADRINHOS

Fundado por Klebs Junior, em 1999, o Instituto dos Quadrinhos é um polo de criação de quadrinhos, animação e ilustração. Como escola, prepara uma nova geração de artistas para abraçar esta forma de arte que cresce e se difunde por outras mídias. Como estúdio, agencia e gerencia mais de 50 artistas no mercado internacional, em editoras como Marvel, DC, Dargaud e Bonelli. Como editora, o Instituto HQ é o selo que traz agora para as bancas e livrarias do Brasil histórias em quadrinhos feitas por artistas da terra. Quadrinhos por brasileiros, para o mundo. Pátria Armada, Nikkey e O Caminho foram os lançamentos do Instituto em 2015.

SERVIÇO

Felipe Folgosi Lança graphic novel “Aurora”

Datas e locais:

RIO DE JANEIRO - 15 de outubro (quinta-feira) – Local: Fnac do Barra Shopping - Horário: a partir das 19h

RIBEIRÃO PRETO /SP - 22 de outubro (quinta-feira) – Local: Fnac de Ribeirão Preto.

CAMPINAS/SP - 23 de outubro (sexta-feira) – Local: Fnac de Campinas.

BELO HORIZONTE/MG - Novembro - Local: FIQ

OLINDA/PE - Fenelivro.

Comic Con Experince - Dezembro

GRAPHIC NOVEL “AURORA”

Editora: Instituto HQ

Quantidade de páginas: 108

Preço: R$39,90

Produção: Instituto HQ

Adaptação e layout: Felipe Folgosi

Arte: Leno Carvalho

Foto: Carla Fialdini

Capa: Klebs Junior

Contato: Marcelo Cia - www.agencialema.com.br








Um comentário:

  1. Que maravilha sou fã do Felipe como ator, e tenho certeza que esse novo empreendimento dele está fantástico. Quero adquirir "Aurora". Como posso fazê-lo?

    ResponderExcluir