quarta-feira, 27 de julho de 2016

ANITTA E O CANTOR COLOMBIANO MALUMA LANÇAM NOVO CLIPE JUNTOS


Anitta divulgou nesta quarta-feira (27) o clipe de "Sim ou Não", nova aposta de sua carreira depois do estouro de "Bang", em outubro do ano passado. A estratégia de divulgação do clipe é também bem parecida com a usada para o hit anterior. O vídeo primeiro foi lançado no canal da cantora no YouTube, seguido por exibição no programa TVZ, do canal pago Multishow (às 19h), e depois nas plataformas digitais.

"Sim ou Não" é uma parceria de Anitta com o cantor colombiano Maluma. O clipe foi gravado no início do mês de julho, no México. Seguindo uma maratona de shows pelo Brasil, a cantora fez um bate e volta para a Cidade do México onde encontrou o seu parceiro musical.

Repleto de cenas sensuais protagonizadas por Anitta e Maluma, o clipe lembra um pouco a estética de "Work", de Rihanna em parceria com Drake, de quem a brasileira é fã declarada. O vídeo mescla cenas de Anitta dançando sensualmente em uma balada, com a coreografia da música "Sim ou Não" e alguns momentos em que ela divide uma espécie de trono sentada no colo do cantor colombiano.

Além da dança provocativa, os dois cantores chegam até a trocar um selinho e um beijo mais quente durante o videoclipe. Assim como o remix que Aniita gravou no início do ano com J. Balvin, a letra de "Sim ou Não" mistura português e espanhol.

A direção do clipe ficou a cargo do porto-riquenho Jessy Terrero, que já fez trabalhos para nomes como Jennifer Lopez, Ricky Martin, Enrique Iglesias, Anahí e o rapper 50 Cent. Além de videoclipes, Terrero também dirigiu vários filmes, como "Assassinos de Aluguel", de 2012, com Robert De Niro e Forest Whitaker no elenco.

Investindo na carreira internacional, essa é a segunda parceria de Anitta com um cantor colombiano. A primeira aconteceu em fevereiro, quando ela gravou um remix do reggaeton "Ginza", sucesso de J. Balvin. A cantora, no entanto, não interage nem aparece ao lado de J. Balvin, já que a sua participação na música foi gravada só depois que o hit já estava estourado na América Latina. 

Fonte: http://musica.uol.com.br/
Fotos: Divulgação


Nenhum comentário:

Postar um comentário