quarta-feira, 5 de outubro de 2016

WORKSHOP GRATUITO DE TEATRO COM O ATOR-AUTOR JOÃO MIGUEL SERÁ REALIZADO NESTA QUINTA-FEIRA NA USINA CULTURAL ENERGISA - SALA VLADIMIR CARVALHO

Ministério da Cultura e Grupo Energisa, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, apresentam o WORKSHOP GRATUITO DE TEATRO COM O ATOR-AUTOR JOÃO MIGUEL que será realizado nesta quinta-feira, 06 de outubro, das 18h às 21h, na Usina Cultural Energisa, Sala Vladimir Carvalho.
 
Workshop gratuito para atores e/ou estudantes de teatro, ou interessados em teatro, ministrados por João Miguel, com 3 horas de duração, composto por uma parte teórica (sobre o processo de criação do espetáculo) e uma demonstração prática do trabalho; com capacidade para 30 participantes (seleção feita através de carta de intenção).
 
“O workshop consiste no encontro entre o ator João Miguel e o grupo de participantes, onde a temática abordada será ‘ator-autor’ e serão realizados alguns exercícios práticos.”
 
A Usina Cultural Energisa, Sala Vladimir Carvalho, funciona na Rua João Bernardo de Albuquerque, 243 - Tambiá, João Pessoa – PB.
 
SOBRE
 
JOÃO MIGUEL
 
Com mais de trinta anos de carreira, já participou de inúmeros filmes, espetáculos teatrais, minisséries e novelas. Deu início à sua carreira de ator aos nove anos, no programa de televisão Bombom Show, de Nonato Freire. Entre 1990 e 1996 João Miguel foi integrante do Grupo Piolim (João Pessoa), onde atuou como produtor do espetáculo Vau da Sarapalha, e iniciou as apresentações como Palhaço Magal. Ainda como Magal, apresentou-se no Circo Picolino e em hospitais públicos, favelas e ruas de Salvador e do interior da Bahia.
 
No teatro, João Miguel atuou em diversas montagens, entre elas, espetáculo “Bispo”, com direção do próprio João Miguel (2016); “Só” (2009), direção: Alvise Camozzi; De 2001 até 2006 “Bispo”, com direção de Edgard Navarro; de 1997 a 1999, integrou o elenco da Novíssima Poesia Baiana, com grupo o Los Catedráticos, com direção de Paulo Dourado; “A Ver Estrelas” (1997), com direção de João Falcão; “Carne Fraca” (1997), com direção de Fernando Guerreiro; “Fala Comigo Doce como a Chuva” (1993), com direção de Paulo Henrique Alcântara;” Viva o Cordão Encarnado” (1991), com direção de Luis Mendonça; “Barrela” (1989), com direção de Francisco Milani.
 
João Miguel já foi contemplado com mais de vinte prêmios, dentre os quais se destacam: o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) de melhor ator em cinema, que ele ganhou em 2015, com o filme 'A hora e a vez de Augusto Matraga'; prêmio de melhor ator no Festival do Rio de 2005, 2007 e 2011, com os filmes Cinema, Aspirina e Urubus; Estômago e A Hora e a Vez de Augusto Matraga.
 
Prêmio da Educação Nacional do Festival de Cannes, em 2005, para o filme Cinema, Aspirina e Urubus. Prêmio de melhor ator na Mostra Internacional de Cinema de 2005, com Cinema, Aspirina e Urubus. O júri da mostra, que normalmente não premia atores, criou esta categoria especialmente naquele ano para premia-lo. Prêmio de melhor ator no Festival de Guadalajara de 2005, com Cinema, Aspirina e Urubus. Prêmio de melhor ator no Festival de Valladolid em 2008, com o filme Estômago. Prêmio de melhor ator no Festival de Cinema Brasileiro em Paris em 2009, com Se nada mais der certo. Prêmio de melhor ator no Festival Internacional de Cinema Brasileiro em Miami em 2009, com Se nada mais der certo. Entre dezenas de outros prêmios pelo mundo. Ainda em 2016, João Miguel vai protagonizar a primeira série original brasileira do Netflix, chamada "3%".
 
SERVIÇO
 
WORKSHOP GRATUITO DE TEATRO COM O ATOR-AUTOR JOÃO MIGUEL
Uma ação do Projeto
 
Dia 06 de outubro, quinta-feira
 
De 18h às 21h
 
Na Usina Cultural Energisa
 
Sala Vladimir Carvalho
 
Rua João Bernardo de Albuquerque, 243 - Tambiá, João Pessoa – PB.
 
Capacidade: 30 participantes
 
Informações:
 
(83) 99623 2690 TIM/WhatsApp e (83) 98823 9767 Oi - Nina
(83) 99635 1677 Tim/WhatsApp - Metilde
 
Patrocínio: Grupo Energisa e Faculdade Baiana de Direito, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.
 
Realização: Coletivo Bispo, Máquina Cultural e Ministério da Cultura – Governo Federal – Brasil – Ordem e Progresso.
 
Apoio: SECULT/PB - Secretaria de Estado da Cultura da Paraíba, FUNESC, Ambassador Flat.
 
Fonte: Metilde Alves e Nina Rosa.
 
Foto: Reprodução/divulgação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário