segunda-feira, 14 de novembro de 2016

PESQUISA DO LINKEDIN COMPROVA QUE AS MULHERES BUSCAM O EQUILÍBRIO ENTRE VIDA PROFISSIONAL E PESSOAL

Já foi a época em que casar e ter filhos era a principal preocupação das mulheres. Mas, também ficaram no passado, lá na década de 90, as mulheres que só pensavam em trabalho e, por isso, abdicaram de formar uma família. O século XXI veio com uma nova proposta para a classe feminina: elas podem ter tudo que quiserem e sonhar, mas, para não ficarem insatisfeitas, é necessário buscar o equilíbrio entre os múltiplos papeis que exercem. Segundo uma pesquisa do LinkedIn, a maior rede profissional do mundo, intitulada “O Que As Mulheres Querem No Trabalho”, divulgada em março, 63% das entrevistadas definiram o sucesso profissional como ter equilíbrio perfeito entre trabalho e vida pessoal, ou seja, tem que haver espaço na sua vida para um companheiro e filhos, talvez animais, caso contrário ela não se sente feliz.

Com o objetivo de auxiliar as mulheres a encontrarem o tão desejado equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, a Master Coach Juci Nones tem dedicado parte do seu trabalho organizando programas de imersão para mulheres. “Viva sua Melhor Versão” é um programa de um dia inteiro dedicado às questões femininas. Entre os assuntos que são tratados no evento constam: técnicas para se conhecer melhor, formas de ativar o cérebro para motivar-se diariamente, ferramentas para reduzir a ansiedade e a depressão, além de eliminar os pensamentos negativos, e formas de potencializar a autoconfiança. As participantes ainda aprendem um passo a passo para a mudança de comportamento e ferramentas para ter uma carreira de sucesso. Os próximos treinamentos serão em Blumenau e São Paulo.

Juci diz que a pesquisa mostra de modo certeiro o que está acontecendo com as mulheres e fica contente em saber que as mulheres já descobriram que precisam ter equilíbrio em suas vidas. O grande problema é que a maioria, apesar de desejar o equilíbrio, ainda não sabe como chegar nesse estágio. “Tenho trabalhado muito nos treinamentos, workshops e processos de coaching individuais justamente para ajudar essas mulheres a desatarem esse nó”, conta.

Quem participou diz que valeu a pena passar pela imersão. “O processo de aprendizagem foi muito intenso. Antes desse programa eu já havia feito outros cursos e terapias alternativas, mas nunca obtinha o resultado esperado. O coaching trouxe tudo que eu precisava”, avalia a coordenadora de locação de imóveis, Joseane Haake. A gerente Samantha Gielow Rhoden, de Indaial, diz que o programa de imersão serviu para mostrar a ela que “todos somos responsáveis tanto pelo que fazemos quanto pelo que deixamos de fazer”. “Saio dele consciente de que posso fazer o que quiser tanto com minha vida pessoal quanto profissional. Que é o que todas as mulheres desejam: o equilíbrio.”

O mais surpreendente da pesquisa, de forma positiva, é que 74% delas acreditam que podem “ter tudo isso” e um pouco mais, no que a Master Coach acredita. O estudo mostra que as brasileiras se sentem confiantes sobre suas carreiras e otimistas com a possibilidade de ter tanto sucesso na profissão quanto na vida pessoal. Apesar de a maioria, 68%, acreditar que ter filhos não vai desacelerar suas carreiras, 32% acreditam que podem ser prejudicadas profissionalmente. Esta é uma questão que acompanha as mulheres nas últimas décadas, quando elas começaram a decidir quantos filhos teriam e se queriam ter filhos. “Essa é outra questão que acabo abordando bastante com minhas clientes, É um dos fantasmas que ronda as mulheres modernas, visto que, ao contrário dos homens, elas possuem um relógio biológico. Nem sempre dá para esperar fazer sucesso na carreira para depois ser mãe.”

De acordo com Juci, esse debate tem sido bastante positivo para as mulheres, visto que elas entenderam, pelo menos boa parte, que não existe um papel formatado para as mulheres. “Elas podem casar, ter filhos, ou não casarem, não terem filhos, viver apenas para o trabalho. A escolha é dela, desde que seja algo que a faça feliz e mais, é preciso que depois das escolhas se desprendam da culpa”, declara Juci.

No entanto, algumas vivem em um eterno dilema, tipo a conhecida brincadeira “caso ou compro uma bicicleta?”. Juci é especialista em temas que afligem as mulheres e, cada vez mais, tem organizado treinamentos para a classe feminina. “Os homens desde cedo aprendem que podem tudo e são estimulados a conquistar o mundo. Com as mulheres, normalmente, é diferente. E, por isso, quando chegam à fase adulta precisam assumir as rédeas da sua vida e, principalmente, aprender como fazer isso”, explica. A boa notícia, segundo Juci, é que qualquer pessoa pode mudar em qualquer momento, desde que esteja disposta. “A mudança começa primeiro na pessoa. O coach não muda ninguém, apenas usa as ferramentas necessárias para ajudar essa pessoa”, diz. Juci usa a metodologia de coaching PNL (Programação Neurolinguística) e enfaticamente a Neurociência para ajudar as mulheres a viverem a vida que realmente merecem ter.

A corretora de seguros, Elaine Cristina Depiné, diz que se sentiu inspirada em fazer o curso devido à história de dificuldades que a palestrante conseguiu vencer e que hoje é um exemplo de equilíbrio entre vida pessoal e profissional. “Descobri na imersão ferramentas que elevam minhas autoestima e autoconfiança. Estou bem motivada a colocar em prática esse conhecimento e ser bem mais feliz.” A consultora administrativa, Katia Regina Martin, de São Paulo, conta que saiu da imersão decidida a colocar em prática todas as técnicas que aprendeu com foco em ter equilíbrio em sua vida profissional e na pessoal.

Sucesso?

A pesquisa identificou que, globalmente, nos últimos 10 anos mudou o conceito de sucesso profissional. Atualmente, 63% das entrevistas buscam o equilíbrio como sucesso, enquanto que há uma década apenas 39% priorizavam esse fator. Conforme as mulheres foram progredindo em suas carreiras, foram mudando seus parâmetros de sucesso e seus desejos. Muitas vezes, elas optam por um trabalho com remuneração menor que de um cargo de alto escalão, mas que lhe permite ficar mais tempo com os filhos. “Aqui entram as escolhas e o que priorizamos em nossas vidas. Volto a repetir que, cada uma tem que buscar o que lhe faz mais feliz”, garante Juci.

Saiba mais sobre essa especialista em mulheres no site www.jucinones.com
 
Informações: (47) 9177-1272 (whats) e pelo e-mail comercial@jucinones.com
 
Foto/reprodução-divulgação - legenda: Master Coach Juci Nones

Texto: Liliani Bento/New Age Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário