quarta-feira, 22 de março de 2017

NESTA TERÇA-FEIRA A FIESP REALIZARÁ EXTENSA PROGRAMAÇÃO A FIM DE COMEMORAR O DIA MUNDIAL DA ÁGUA (DIA 22/03)

Nesta, terça-feira, a Fiesp realizará extensa programação a fim de comemorar o Dia Mundial da Água (dia 22), tendo como foco a Mudança do Clima e a Segurança Hídrica, para debater e avaliar os reflexos e impactos resultantes para toda a sociedade.

Na abertura do encontro, serão lançados dois estudos. O primeiro deles, “Mudança do Clima: avaliação dos reflexos das metas de redução de emissões sobre a economia e a indústria brasileira”, desenvolvido sob a iniciativa e coordenação do Comitê do Clima da FIESP que participa, desde 2009, das Conferências da Organização das Nações Unidas sobre Mudança do Clima.

Para contribuir com o cumprimento das metas propostas pelo Brasil no Acordo de Paris, em 2016, esse estudo específico visa prover subsídios às discussões de políticas públicas que envolvem o setor industrial a fim de manter sua competitividade e o desenvolvimento sustentável. Seu objetivo é investigar potenciais impactos em uma economia global de baixo carbono, indicando possíveis custos advindos da adoção de diferentes estratégias e de potenciais modelos que possam ser adotados na precificação, objetivando a mitigação das emissões de Gases de Efeito Estufa. No modelo, foram simulados cenários do Brasil e dos principais países emissores, estendidos até o ano de 2050, considerando cortes hipotéticos de emissão.

O segundo estudo, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), trata da Simulação de Sistema de Comércio de Emissões.

ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃO – Após a apresentação dos estudos, será realizada mesa-redonda sobre estratégia e instrumentos econômicos aplicados à política de mudança do clima. Entre os participantes, Adriano Santhiago de Oliveira (diretor do Departamento de Mudança do Clima do Ministério do Meio Ambiente); Aloísio Melo (coordenador Geral de Meio Ambiente e Mudanças Climáticas do Ministério da Fazenda); Beatriz Carneiro (Pacto Global); Demétrio Florentino de Toledo Filho (coordenação de Energia e Desenvolvimento Sustentável do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços); Elizabeth de Carvalhaes (Indústria Brasileira de Árvores – Ibá); Elizabeth Farina (União da Indústria da Cana-de-Açúcar – Única); e Jailson de Andrade (secretaria de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento - SEPED/MCTIC).

À tarde ocorrerão debates sobre adaptação às mudanças do clima e a segurança hídrica com Alexandre Gross (Centro de Estudos em Sustentabilidade-GVces); Alexei Macorin Vivan (Associação Brasileira de Consultores de Engenharia-ABCE); Jerson Kelman (Sabesp) e Mário Pino (Braskem).

Para encerrar, os desafios do gerenciamento integrado dos recursos hídricos com Beatriz Carneiro (Comitê Brasileiro do Pacto Global), Ricardo Salles (secretário de Estado do Meio Ambiente) e Silvia Chicarino (Santander).

À noite, serão conhecidos os vencedores da 12ª edição do Prêmio de Conservação e Reúso de Água. Este ano, foram inscritos 36 projetos industriais, sendo 31 de empresas de médio e grande porte e 5 de micro e pequeno porte. Com o prêmio, divulgam-se iniciativas das indústrias que apostam na redução do consumo e desperdício de água, o que leva a benefícios ambientais, econômicos e sociais.

SERVIÇO

Data e hora: 21 de março, terça-feira, das 8h30 às 19h

A partir das 19h entrega do Prêmio de Conservação e Reúso de Água

Local: avenida Paulista, 1313, 15º andar

Saiba mais:http://www.fiesp.com.br/agenda/mudanca-do-clima-e-seguranca-hidrica-reflexos-e-impactos-para-a-sociedade/ 

Fonte: Solange Borge - Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Nenhum comentário:

Postar um comentário