quarta-feira, 7 de junho de 2017

OFICINA GASTRONÔMICA INCENTIVA SURGIMENTO DE NOVOS CHEFS

O caminho entre gastronomia e empreendedorismo está cada vez mais interligado. Prova disso foi a grande participação na oficina Chefes do Futuro, realizada na última terça-feira no Restaurante Popular de Mangabeira, em João Pessoa. Cerca de 120 pessoas foram não somente com o intuito de aprender segredos da culinária regional, mas também de se informar sobre formas de empreender com o apoio da prefeitura municipal.

O evento foi promovido pela Secretaria Municipal de Turismo (Setur) em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), Secretaria de Trabalho, Produção e Renda (Setrab), Banco Cidadão, Sistema Nacional de Emprego de João Pessoa (Sine-JP) e Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação (Seha-JP) e apoio da Associação Brasileira de Bares, Restaurantes e Similares (Abrasel).

De acordo com o secretário adjunto da Setur, Graco Parente, chefes de cozinha de quatro restaurantes ministraram as oficinas: Pizza do Paulista, Estaleiro, Sushi do Bom e Terraço Lisboa. “São pessoas que vieram de outras áreas, ingressaram no mercado da alimentação, montaram o próprio negócio e estão em crescimento. As oficinas foram um sucesso e a ideia é estimular a mão de obra e o empreendedorismo”, afirmou.

O secretário adjunto de Trabalho, Produção e Renda (Setrab), José de Paiva Gadelha, afirmou que muitos se interessaram no trabalho desenvolvido pelo Banco Cidadão. “A secretaria trabalha em três vertentes: o Banco Cidadão, o Cinturão Verde e o Sine. Cada um que se inscreve no Banco Cidadão é analisado individualmente de acordo com sua necessidade de crédito. Uma pessoa que trabalha com coxinhas, por exemplo, é diferente de quem trabalha com pizza ou bolo”, disse.

Somente neste ano, já foram investidos R$ 2.129.800,00 em microcrédito concedido pelo Banco Cidadão em João Pessoa, contemplando 435 microempreendedores. Desde 2013, a PMJP já investiu R$ 35,7 milhões em microcrédito.

A presidente da Abrasel, Neide Lisboa, ministrou uma oficina na qual apresentou um prato regional de carne de sol com banana da terra, queijo coalho e manteiga de garrafa. “A ideia era como utilizar produtos simples para fazer um prato gourmet, com apresentação de restaurantes contemporâneos. Foi muito bacana a oficina, as pessoas perguntaram bastante e as expectativas foram superadas”, comentou.

Educação Alimentar

As oficinas possuem foco prioritário na educação alimentar e nutricional dos beneficiários na política de Segurança Alimentar no município. O projeto também prevê a realização de oficinas nas cozinhas comunitárias, visando sensibilizar os beneficiários sobre a importância de cultivar uma horta comunitária ou no quintal de casa.

A ação faz parte de um ciclo de oficinas realizadas pela Diretoria de Economia Solidária Segurança Alimentar e Nutricional (Dessan) desde o mês passado, tratando do tema da gastronomia em diferentes espaços que funcionam com gêneros alimentícios na Prefeitura.

Fonte/Foto-reprodução/divulgação: Fabio Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário