domingo, 2 de julho de 2017

GIVE A HOME: UMA SÉRIE DE SHOWS GLOBAIS EM SOLIDARIEDADE A PESSOAS REFUGIADAS

Laura Mvula, Mumford and Sons e The National figurarão entre os mil músicos que vão se apresentar em mais de 200 cidades do mundo todo para um dia de shows em um formato jamais visto antes, que unirão as pessoas no acolhimento aos refugiados. Esse é anúncio da Anistia Internacional e Sofar Sounds, que marca 20 de junho, o Dia Internacional das Pessoas Refugiadas.

Essa nova série de shows, chamada Give a Home, acontecerá no dia 20 de setembro de 2017, e reunirá artistas pouco conhecidos e já consagrados com refugiados e comunidades locais em mais de 300 shows em 60 países ao redor do globo. Os parceiros VICE e Facebook promoverão o evento e transmitirão os shows mundialmente via live-streaming.

“Com mais de 21 milhões de pessoas forçadas a fugir de seus países de nascença, a crise mundial de refugiados é uma das questões determinantes da nossa era”, declara Salil Shetty, Secretário-Geral da Anistia Internacional. “A maneira como respondemos a isto moldará quem somos para as gerações futuras. Esse é o momento de defendermos as coisas que nos unem e de nos recusarmos a deixar o medo e o preconceito vencerem”, completa.

“A música e a arte sempre foram parceiros poderosos da justiça porque nos tocam profundamente, nos ajudam a olhar além das fronteiras e enxergar o que nos une. É por isso que, neste Dia Internacional das Pessoas Refugiadas, estamos anunciando os shows do Give a Home. As apresentações serão uma oportunidade para refletir sobre nossa humanidade compartilhada e reforçar nossa determinação em encarar esse desafio humanitário sem precedentes”, explica Shetty.

Dentre os artistas confirmados até o momento em diferentes países estão: Above&Beyond, Bad Suns, Band of Skulls, Bastille, Billy Bragg, BØRNS, Broods, Cosmo Sheldrake, David Arnold and Michael Price, Deaf Havana, Everything Everything, Fenech Soler, Frank Turner, Gorgon City, James Morrison, Jessie Ware, Jezebels, JP Cooper, Julia Holter, Julien Baker, Kevin Ross, KT Tunstall, Laura Mvula, Local Natives, Mumford and Sons, Nothing but Thieves, Oh Wonder, Paper Route, POLICA, Public Service Broadcasting, Rudimental, SK Shlomo, The Fratellis, The Naked and Famous, The National, The Staves, Toothless, Wild Beasts e Wiley.

Fãs de música abrem as portas de suas casas

Fãs de música ao redor do mundo abrirão as portas de suas casas – cujas localizações permanecerão secretas até que o dia dos shows se aproxime – para servirem de palco para as apresentações. Cada evento vai contar com performances de dois ou três artistas, bem como a palavra de ativistas para dar destaque às soluções nas quais as pessoas estão trabalhando para enfrentar a crise dos refugiados.

A série de shows é uma colaboração entre a Anistia Internacional, a maior organização de direitos humanos do mundo, e a Sofar Sounds, empresa sediada em Londres especializada em promover shows secretos nas casas das pessoas em diversos países. A Sofar Sounds já promoveu shows em locais que vão de quintais na Cidade do Cabo até esconderijos nas montanhas de Los Angeles, estufas em Tóquio, pequenos apartamentos em Londres, mansões em Mumbai, fazendas na zona rural de Melbourne, e prédios escolares reformados em São Paulo.

“O Give a Home está alinhada com a visão da Anistia Internacional e da Sofar de uma comunidade global unida pelas coisas que realmente importam, da mesma forma que a Sofar une milhares de pessoas ao redor do mundo todos os dias através de sua paixão compartilhada pela música”, comenra Rafe Offer, um dos CEIs da Sofar Sounds.

“No dia 20 de setembro, a comunidade global da música vai se unir como nunca antes para celebrar uma história mais esperançosa, que valoriza e celebra a igualdade e a dignidade fundamentais de todos os seres humanos”.

Fãs poderão se candidatar a ingressos a partir de hoje – Dia Internacional das Pessoas Refugiadas – pelo endereço: sofarsounds.com/giveahome. No site, as pessoas poderão selecionar a cidade e o evento de sua escolha para se candidatarem a ganhar dois ingressos. Haverá a opção de fazer doações durante essa candidatura.

Os recursos arrecadados com esse projeto ajudarão o trabalho da Anistia Internacional de documentar abusos e violações dos direitos humanos praticados contra refugiados e refugiadas e de pressionar os governos a encontrar uma solução para a crise dos refugiados.

Enfrentando a crise mundial de refugiados

A crise de refugiados afeta mais de 21 milhões de pessoas ao redor do mundo. Quase todas estão abrigadas longe das nações mais ricas, que simplesmente não estão fazendo a sua parte para ajudar. Atualmente, apenas 10 dos 193 países do mundo abrigam mais da metade dos refugiados.

A campanha “Eu Acolho” da Anistia Internacional pede que todos os governos façam mais para garantir que os refugiados sejam protegidos e possam gozar de seus direitos humanos, incluindo a expansão segura e legal das rotas pelas quais os refugiados podem buscar abrigo e a interrupção da prática de deter e devolver refugiados a locais nos quais eles correrão riscos. A campanha também pretende construir solidariedade com pessoas refugiadas, de modo a apoiar programas liderados pelas comunidades.

Fonte: @anistia.org.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário