domingo, 3 de setembro de 2017

CHEF OLIVIER ANQUIER AFIRMA QUE SUCESSO NO BRASIL FOI INESPERADO

O convidado do Pra Frente Sempre, apresentado pelo empresário Marcos Scaldelai, é o chef de cozinha, empresário e apresentador Olivier Anquier. Nascido em Montfermeil, na França, Anquier se apaixonou pelo Brasil em 1979, quando chegou ao Rio de Janeiro para passar férias. O francês não sabia falar português e não conhecia ninguém. No entanto, o que estava planejado para ser 30 dias de férias se tornou 36 anos fazendo deste país um lugar para empreender.

"Não tinha nada planejado. Nunca imaginei na minha vida que poderia ficar no Brasil", diz Olivier Anquier ao recordar como veio para o país. Sua primeira oportunidade de trabalho foi como modelo. "Minha primeira fotografia como modelo foi para a marca Iódice. Trabalhei nessa área durante nove anos. Fiz trabalhos internacionais também", lembra. Seu primeiro restaurante, aberto em 1989, se chamaria Aloha.

Instalado em Jericoacoara, no Ceará, permaneceu aberto por dois anos. "Eu adquiri, nesse período, uma experiência de vida fundamental, que foi ter atitude. Compreendi também que o sucesso da vida é saber invadir o território e ser invadido, é nessa troca que você aprende", explica. Em 1992, aceitaria um novo desafio e abriria na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, o Malaika.

"Minha ideia para o projeto do restaurante foi montar a cozinha no meio do salão junto com as mesas dos clientes. Nunca trabalhei tanto na vida. Não podia deixar a cozinha nas mãos de um assistente, pois minha presença era questionada pelos clientes", diz. O Malaika fechou em 1994. Com o encerramento das atividades do restaurante, viajou para Sidney, na Austrália, com o objetivo de conhecer a boulangerie e aprender a logística de uma produção de pães.

De volta ao Brasil, inaugurou sua própria boulangerie no bairro paulistano Higienópolis. "O empreendimento mudou o 'mundo do pão' no Brasil. Após alguns anos e, quando a Pain de France já tinha outras duas lojas, decidi sair da sociedade", diz. Em 2008, abriu um novo empreendimento, o Bistrô L'Entrecôte d'Olivier. "Um restaurante de um menu único como existe na França. Foi um marco naquele momento. Depois eu criei o Esther Rooftop, no bairro da República", comemora.

Televisão

"Em 1996, recebi um convite especial do Geraldo Rodrigues para estrelar um programa de culinária na TV Record, o 'Forno, Fogão & Cia'", recorda Olivier Anquier. O programa permaneceu no ar durante seis meses. "Alguns anos depois, apresentei o 'Francês', um especial da TV Globo exibido durante a Copa do Mundo da França, em 98. Percorria meu país de origem atrás de histórias especiais e curiosidade. Essas duas experiências profissionais foram essenciais para eu desenvolver o projeto 'Diário do Olivier', um grande sucesso transmitido pelo canal 'GNT'", diz.

Fonte/Imagem-reprodução/divulgação: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário