quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

PARTICIPANTES DE PROGRAMAS DE FIDELIDADE ACUMULAM MAIS DE 62 BILHÕES DE PONTOS/MILHAS NO TERCEIRO TRIMESTRE


A Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF) divulgou o balanço de suas associadas no terceiro trimestre de 2017. Os participantes da Dotz, LTM, Multiplus, Netpoints, Smiles e TudoAzul acumularam 62,1 bilhões de pontos/milhas, o que representa um aumento de 23,2% na comparação com o mesmo período de 2016. A quantidade de pontos/milhas resgatados chegou a 50,5 bilhões, um crescimento anual de 28%.

Somente no terceiro trimestre, os programas ganharam mais de 7 milhões de novos cadastros, alcançando 107,9 milhões em todo o país. O número é 27,8% superior ao 3T16, quando havia 84,4 milhões de inscrições. O faturamento das empresas também confirma a expansão deste mercado no Brasil. Chegou a R$ 1,52 bilhão no 3T17, aumento de 9,2% frente ao 3T16.

O estudo da ABEMF aponta ainda que as principais fontes de emissão de pontos/milhas continuam sendo o cartão de crédito e o varejo, responsáveis por 85,4% do total acumulado. Os outros 14,6% vêm de companhias aéreas. No momento da troca por produtos ou serviços, as viagens ganham mais destaque. Os bilhetes aéreos são o destino de 75,8% dos pontos/milhas resgatados, 24,2% vão para a aquisição de produtos e outros serviços.

De acordo com Roberto Medeiros, presidente da ABEMF, o setor manteve a tendência de crescimento, tanto pelo fato de ser um mercado novo no Brasil, que tem espaço para evoluir, como também pelo momento econômico do país incentivar as pessoas a procurar maneiras de continuar consumindo sem pôr a mão no bolso. "As pessoas têm percebido que não é preciso aumentar o consumo para acumular pontos/milhas. Mesmo quem precisa economizar pode aproveitar. Isso porque as compras do dia a dia podem render um bom saldo para uma futura viagem ou mesmo para trocas que podem ajudar no orçamento como itens de supermercado, combustível ou uma recarga de celular", diz.

A taxa de breakage, que se manteve estável, na casa dos 19%, em linha com mercados mais desenvolvidos.

Na lista de destinos nacionais mais procurados para o resgate de passagens aéreas, São Paulo continua em primeiro lugar, seguida por Rio de Janeiro e Brasília. Já entre as viagens internacionais, os bilhetes mais resgatados foram para Buenos Aires, que passou da terceira para a primeira posição, Santiago e Lisboa, segundo e terceiro colocados, respectivamente. Destaque para a Cidade do Panamá, Dallas, Lima e Frankfurt, que aparecem pela primeira vez entre as 10 primeiras localidades.

Confira o ranking completo:

Destinos nacionais:

1. São Paulo

2. Rio de Janeiro

3. Brasília

4. Curitiba

5. Salvador

6. Porto Alegre

7. Florianópolis

8. Recife

9. Belo Horizonte

10. Fortaleza

Destinos internacionais:

1. Buenos Aires

2. Santiago

3. Lisboa

4. Nova Iorque

5. Panamá

6. Montevideo

7. Lima

8. Dallas

9. Frankfurt

10. Madri

*A MasterCard e a Visa são as mais recentes empresas associadas à ABEMF, mas seus números ainda não foram contemplados nos indicadores da associação.

Sobre a ABEMF

A Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF) nasceu em 2014 com o objetivo de debater questões institucionais e regulatórias do setor, representar os interesses de empresas e profissionais, além de fomentar ações para o fortalecimento e aperfeiçoamento contínuo do mercado brasileiro de fidelização.

Fazem parte da entidade oito das maiores companhias do segmento no país: Dotz, Grupo LTM, MasterCard, Multiplus, Netpoints, Smiles, TudoAzul e Visa. Entre as atividades desenvolvidas pela ABEMF estão a divulgação de dados do setor, obtidos por meio de estudos e pesquisas, e a busca por incentivos que beneficiem o mercado e seus associados.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário