quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

BESTSELLER LANÇA AUTOBIOGRAFIA DE PHIL COLLINS, QUE SE APRESENTA NO BRASIL ESTA SEMANA

Após várias tentativas de retorno e algumas aposentadorias, Collins ressurge com o livro de memórias ‘Ainda estou vivo’. Inteligente, franco e impiedosamente doloroso, é sem dúvida a melhor coisa que Collins produziu em muitos anos.” The New York Times.

No Brasil para quatro concorridos shows da turnê “Not dead yet” neste fim de fevereiro, Phil Collins é um dos poucos músicos do mundo a ter batido a marca de 100 milhões de álbuns vendidos, tanto em uma banda quanto em sua carreira solo. Ele narra a história de sua vida e carreira – na qual foi de baterista a vocalista e, sobretudo, compositor – em “Ainda estou vivo”, a autobiografia que tem o mesmo nome de sua série de shows e que chega ao Brasil junto com o músico, pela editora BestSeller.

Ligado à música desde muito jovem, Collins iniciou a carreira nos bares e discotecas da Londres dos anos 1960, até se fixar no posto de baterista do Genesis. Mais tarde, com a saída de Peter Gabriel do grupo, Collins ganhou ainda mais notoriedade ao assumir os vocais. Porém, o auge do cantor e compositor veio com o álbum solo “Face Value”, que trazia os hits que o impulsionariam para a fama internacional.

Na autobiografia “Ainda estou vivo”, Collins narra, de maneira sincera e espirituosa, a trajetória que vai desde a época de ator infantil até seu triunfo como um dos mais bem-sucedidos compositores da era pop. Há as histórias que inspiraram canções, os bastidores de turnês, projetos e crises pessoais, além de detalhes sobre casamentos, divórcios e manchetes de tabloides. O músico recorda ainda detalhes interessantes como suas parcerias com Eric Clapton e Robert Plant, a formação de uma big band liderada por Tony Bennett, suas composições para a Disney, e a famosa – e desastrosa – performance no Live Aid.

Collins também apresenta as dificuldades: aos 67 anos, tem problemas de coluna que o impedem de tocar bateria, além da perda parcial de audição. E conta, de forma bastante aberta, sobre o problema de alcoolismo que enfrentou após sua “aposentadoria”, em 2011, que chega ao fim agora com a turnê e o livro.

Sobre

Phil Collins nasceu em Putney, na Inglaterra, em 1951. É cantor, ator, baterista, compositor, produtor e fez parte das bandas Flaming Youth, Genesis e Brand X. Também escreveu o livro “The Alamoand Beyond: A Collector’s Journey”. Ele se apresenta no Rio de Janeiro dia 22 de fevereiro; em São Paulo nos dias 24 e 25; e em Porto Alegre no dia 27. É o primeiro show do músico britânico no país em sua carreira solo.

Serviço

AINDA ESTOU VIVO
(Not dead yet)

PHIL COLLINS

Páginas: 410

Preço: R$ 54,90

Tradutor: Phellipe Marcel

Editora: BestSeller| Grupo Editorial Record

Fonte: Departamento de Imprensa - Grupo Editorial Record

Nenhum comentário:

Postar um comentário