domingo, 11 de fevereiro de 2018

ECHOS - LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO APRESENTA FATURAMENTO DE 9 MI E PREVÊ CRESCER MAIS 70% EM 2018


O mercado nacional despertou para a importância de investir em inovação em 2017. Mesmo com a crise vivida nos últimos anos as empresas dobram o volume de investimentos no tema. A mensuração de mercado e os resultados da Echos – Laboratório de Inovação, empresa que se tornou referência em inovação e Design Thinking no Brasil, medidos nos últimos dois anos, apontam que não só mais empresas estão buscando se atualizar nesse sentido, como as que já haviam despertado para a inovação estão investindo cada vezes mais.

Outro dado relevante da Echos que apresenta esse desenvolvimento do setor são os números de crescimento apresentado nos últimos dozes meses. A empresa atingiu um faturamento de R$ 9 mi em 2017, 74% maior do que os resultados de 2016. A empresa, que no ano passado investiu para internacionalizar seus serviços, prevê um crescimento de 70% para 2018.

Certamente os últimos anos foram de significativos avanços para a empresa. Em 2016, a Echos triplicou seu faturamento em comparação com 2015, passando de R$ 1 milhão e 800 mil reais para R$ 5 milhões e 400 mil. Já neste ano, o crescimento registrado foi de 74%, atingindo a marca de R$ 9 milhões e 300 mil. Nesse cenário, os projetos internacionais representam 8% do faturamento da empresa e a divisão de cursos online cerca de 11%. “Nos últimos anos, o Brasil viveu uma crise política e econômica, mas mesmo assim a Echos registrou um crescimento impressionante. Nossa leitura é que as empresas investiram em inovação para se diferenciar e se destacar frente à concorrência. Na divisão de cursos, as pessoas também buscaram maior qualificação para aprimorar o currículo e se recolocarem no mercado de trabalho”, explica Mario Rosa, gerente de negócios da Echos.

Segundo Mario, o sucesso da empresa pode ser atribuído a dois fatores principais, o planejamento de negócios, que é feito com a abordagem do Business Design, e a velocidade de implementação de mudanças onde a operação trabalha dentro do conceito de Design Doing. “O Business Design é mais do que uma ferramenta, é um modo de encarar os problemas. Ele acontece com a união entre o empreendedorismo e o design como ferramentas complementares. Já o conceito Design Doing é a proposta de sair da ideação e partir para o fazer. Testar hipóteses é a melhor maneira de construir produtos e serviços que são soluções reais”, justifica.

Para o ano de 2018, a empresa projeta um crescimento de mais 70% sobre os resultados de 2017. “As metas são ousadas, mas acreditamos que o mercado está se recuperando e, por conta disso, as empresas irão investir ainda mais em inovação, em processo de treinamento, mudança de mindset e cultura”, finaliza.

Sobre a Echos - Fundada em 2011, a Echos pretende formar a nova geração de inovadores do país. Ao todo, mais de 20 mil pessoas já passaram pela Escola Design Thinking, que possui atuação em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre, Blumenau, Joinville e São Luís. São oferecidos diversos cursos, entre eles o Design Thinking Experience, com três dias de duração; Design Thinking Specialisation, com quatro meses de duração; Social Innovation Experience voltado a projetos de impacto social; Business Design Experience, que utiliza do pensamento do design para desenvolvimento de negócios inovadores, Service Design Experience, especialmente desenvolvido para que empresas de serviços possam criar experiências inesquecíveis aos seus clientes; entre tantos outros. Já a divisão de projetos da Echos tem em seu portfólio mais de 30 cases realizados, entre eles empresas como Faber-Castell, Klabin, Tecnisa, Hospital Albert Einstein e a Agência Nacional de Saúde (ANS).

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário