segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

SUAS ROUPAS ESTÃO COMUNICANDO AS MENSAGENS CERTAS A SEU RESPEITO?


Ninguém duvida de que uma boa aparência, harmoniosa e condizente com o tipo físico da pessoa, pode funcionar como um cartão de visitas. Aproxima pessoas, facilita amizades e até a conclusão de negócios. No entanto, nem todo mundo gosta de pensar no que vai vestir e nem se dá conta de que mensagem está enviando com a roupa que está usando. Estudos comprovam que a aparência é responsável por 55% do impacto que causamos em outras pessoas e são necessários apenas 30 segundos para que os outros formem uma impressão a nosso respeito. Por esse motivo, que, nos últimos tempos, surgiu um profissional que ajuda as pessoas a comunicarem com suas roupas quem elas são e, principalmente, a não passar mensagem equivocada. Esse profissional é o consultor de imagem, bem diferente do “personal styling”.

A consultora de estilo, Liana Medeiros, um bom exemplo deste profissional, alerta que as pessoas deveriam prestar atenção ao se vestirem, para que se comuniquem de forma correta com os outros, sejam contatos pessoais ou profissionais. “É comum nos dias de hoje nos vestimos no “piloto automático” sem nos darmos conta do que estamos comunicando ao nosso respeito”, diz a consultora.
Experiências práticas demonstram que há uma forte ligação da aparência com a motivação, autoestima, e até o desempenho. “A autoestima é a chave para um guarda roupa funcional, coerente com a vida que você leva. Entenda o que você quer comunicar e adorne-se de acordo”, afirma a consultora.

A consultoria é indicada para quem quer descobrir seu estilo pessoal, otimizar o guarda-roupas, quem passou ou está passando por uma mudança de vida, como uma promoção, uma gestação, perda de peso e adequar assim sua imagem à mensagem que deseja transmitir no ambiente profissional ou pessoal. A consultoria orienta inclusive, quem está sempre comprando roupas novas e mesmo assim acha que nunca tem nada para vestir, até mesmo para quem já tem ótimas peças no guarda-roupas, mas se sente um pouco sem graça quando se veste.

Liana aproveita para explicar que na consultoria são respeitados o gosto, a personalidade e o tipo físico de cada cliente. “No processo da consultoria não são impostos os meus gostos pessoais, nem o quê ou quem está na tendência da moda, nele o estilo pessoal se desenvolve com base na soma das preferências e da personalidade de cada cliente. Estilo tem sua essência e evolui, assim como nós. É quem nós somos, só que em forma de aparência”, explica Liana.

De acordo com Liana, todas as pessoas passeiam pelos sete estilos: clássico/tradicional, moderno, criativo, esportivo, sexy, romântico e elegante.

Normalmente, as pessoas têm peças que se encaixam em até uns três deles. “É muito difícil alguém ter peças de todos os estilos, mas, de uns três é bem possível, considerando as peças para trabalho, lazer ou outras atividades”, avalia.

Porém, Liana reafirma que essas peças sempre devem ser baseadas nas prioridades de cada um e nos papeis que exercem no dia a dia, seja no trabalho ou na vida pessoal. “Mais importante do que “etiquetar” os seres humanos é compreender o cliente, sua personalidade, e o que ele quer.”

Por exemplo, uma mãe, a princípio, possui um guarda-roupas diferente de uma mulher sem filhos, que não precisa pegar criança no colo a todo instante. Quem trabalha em um ambiente mais formal, que possui uma norma para se vestir, ou seja, um dress code mais rígido, tem roupas diferentes das que trabalham em uma agência de publicidade, onde ele não é pré-definido, por ser ambiente mais criativo. Porém, nos momentos de lazer essas pessoas escolhem outras roupas e, por isso, acabamos passeando por diversos estilos.

A consultoria acontece em seis encontros. Durante esse período, a consultora busca conhecer a fundo o seu cliente, saber o que o motivou a fazer as escolhas que tem no seu guarda-roupa, como é sua vida, sua rotina, e que mensagem pretende passar com o que veste. O trabalho de consultoria de estilo pessoal completa dura em torno de um mês, depois de todas as análises técnicas, visitas ao guarda roupa, é montado uma proposta de identidade visual, que funciona como um guia prático de estilo o qual é totalmente personalizado para cada cliente com todas as informações técnicas e dicas personalizadas, em seguida um acompanhamento às compras de peças ou acessórios, e montagem de looks. O grande diferencial do consultor de estilo pessoal é que a consultora não ajuda apenas a comprar roupas para um evento ou uma ocasião diferente, mas ensina o cliente a fazer buscas acertadas sozinho. “Não jogo nada fora quando conheço o guarda-roupa do meu cliente. Procuro fazer questionamentos técnicos sobre as peças em questão, junto ao meu cliente, e ele é quem decide se deve continuar tendo ou se deve descartar dentro dessa sua definição de estilo. O foco é no que fica e no que o cliente gosta de usar”, conta.

Segundo Liana, o importante é aprender a fazer as combinações, apostar em acessórios e deixar tudo funcional. “No fim do trabalho meu cliente fica com algo entre 20 e 30 looks diferentes para usar, com as roupas que já tinha mescladas com o que adquiriu”, avalia.

SOBRE

CONSULTORA

Liana Medeiros é do Rio de Janeiro e está trabalhando, há pouco tempo, em toda a região do Vale do Itajaí, estando sediada em Blumenau. Trabalha há seis anos como consultora de estilo e se formou em moda na Universidade Veiga Almeida (UVA) e em consultoria de imagem pela Fashion Institute of Tecnology (FIT), em Nova York. Além disso, tem formação em Moda Contemporânea pela Esmod International, em Paris, e, atualmente, utiliza a metodologia da Oficina de Estilo de São Paulo.

Liana sempre quis trabalhar com moda, mas de uma forma diferente, que atingisse as pessoas, e não só de uma forma conceitual ou de produção. Foi então que se encontrou na consultoria, trabalhando o ser humano como um todo e não apenas como um cabide para andar na moda.

Informações: http://lianamedeirosconsultoria.com.br/

Foto/Imagem: Reprodução/divulgação

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário