terça-feira, 1 de maio de 2018

EQUIPE DO PROGRAMA SER MAMÃE EM MIAMI ESTARÁ NO BRASIL NO MÊS DE MAIO

Médicos que atenderam a apresentadora Karina Bacchi irão se encontrar com familias brasileiras

A decisão de ter um filho envolve uma série de questionamentos. Os pais pesquisam sobre tipos de parto, quais sãos os melhores médicos, hospitais, além de se depararem com uma complexa lista de enxoval. E quando as famílias são mais arrojadas e preferem ter os seus bebes em outro país?

Para auxiliá-los nesta jornada, foi criado o programa "Ser Mamãe em Miami" que existe desde 2015. Até hoje, foram atendidas mais de 800 famílias o que consolidou a iniciativa como pioneira no serviço de parto internacional.

De acordo com o pediatra brasileiro e diretor do Ser Mamãe em Miami, Wladimir Lorentz, viajar para os Estados Unidos para ter um filho não é exatamente uma novidade uma vez que pessoas de diversos países optam pelos serviços médicos americanos, que são referência mundial em saúde e estrutura hospitalar. "Notei que sempre havia um choque cultural em relação a alguns procedimento e atendimento. Além disso, muitos só conheciam o obstetra e o pediatra no dia do parto", algo bastante desconfortável.

Ciente desta dificuldade das famílias, o pediatra criou um portal que reúne todas as informações necessárias para quem deseja ter um filho nos EUA. "A minha equipe reuniu no site informações sobre os profissionais, hospitais, exames, procedimentos, valores e vacinas. Há também um tópico com diversas perguntas e respostas para auxiliar as gestantes", destaca Wladimir.

O programa foi desenvolvido para oferecer um atendimento diferenciado aliado a segurança e conforto. Os pediatras vão até a casa das famílias, logo após o nascimento, para fazer o acompanhamento do bebe, além de disponibilizar um serviço 24 horas.

Para ajudar as mamães nos primeiros momentos da amamentação e esclarecer sobre a importância do aleitamento materno, são promovidos encontros gratuitos com o pediatra e com a especialista Fátima Gonzalez.

O hospital que atende as futuras mamães que participam do programa é o Mercy Miami Hospital. Por ano, nascem mais de 1.400 bebes. A instituição conta com suítes privadas e espaçosas, com uma vista para a Baia Biscayne. Localização privilegiada (próximo a Vizcaya e Coconut Grove).

Os futuros papais e mamães estão, na verdade, preocupados com a situação econômica e a total falta de segurança e por isso estão apostando nesta alternativa, que é totalmente legal nos Estados Unidos desde que gestante entre no país respeitando as leis de imigração e comprove que possui condições financeiras para custear as despesas, explica Dr. Lorentz.



Uma das recentes pacientes que ganhou destaque na mídia foi a atriz e apresentadora Karina Bacchi. Ela escolheu o estado da Flórida para ter o seu filho. "Conheci a equipe da cooperativa Ser Mamãe em Miami enquanto fazia o enxoval do Baby Bacchi, em maio de 2017. Também já havia recebido indicações de amigas sobre o serviço. Por isso, me senti bastante segura sobre esta escolha e bastante satisfeita", destaca.

E para tirar todas as dúvidas sobre como ter um bebe nos EUA, a equipe da Ser Mamãe em Miami estará em São Paulo dia 10, Rio de Janeiro, dia 12 e Brasilia dia 14. As famílias que já tiveram os seus bebes também estarão presentes para comentar sobre suas experiencias.

Para participar desse encontro, basta entrar em contato pelo telefone (11) 4680.6832 ou mandar e-mail para: info@sermamaeemmiami.com

Sobre Ser Mamãe em Miami

Há anos, gestantes de todos os lugares sempre procuraram os serviços médicos disponíveis nos Estados Unidos, por serem referência em qualidade e excelência no atendimento. Até então, falta de conhecimento e informação dificultava o acesso a esses serviços. Para atender essa demanda, foi criado o programa "Ser Mamãe em Miami". Com a integração de serviços médicos obstétricos e pediátricos, agora grávidas têm acesso a um atendimento seguro e transparente, de forma personalizada, respeitando a cultura de cada uma. Para mais informações, acesse: http://sermamaeemmiami.com/ instagram: @sermamaeemmiami

Sobre o pediatra Wladimir Lorentz

Conhecido como "O pediatra de Miami", o brasileiro Wladimir Lorentz está nos Estados Unidos há 34 anos. Estudou bioquímica na Universidade de Michigan e, em 1993, foi para New Orleans para estudar medicina na Tulane University School of Medicine, onde ganhou uma bolsa de estudos por mérito. Atualmente, ele também possui uma clínica com atendimento concierge 24 horas voltado a famílias que estão visitando o Sul da Florida. O serviço à domicílio foi elaborado especialmente voltado ao atendimento de pacientes internacionais, que muitas vezes não conhecem a cidade e preferem atendimento em domicilio. O belo edifício onde funciona seu consultório fica na intersecção de duas importantes vias de Miami, a I-95 e a 836, o que permite fácil acesso. A decoração oferece aos pacientes o conforto como de sua própria casa: uma recepção com coffee bar, bebidas frias e snacks, num ambiente amplo com sofás confortáveis e acabamento em granito e madeira. A área de atendimento se estende por toda a Grande Miami, sendo Sunny Isles, Aventura, Bal Harbour, Fisher Island, Key Biscayne e Coral Gables o foco de atendimento a pacientes brasileiros.

Fonte: Carolina Lara Assessoria
Fotos: Divulgação / Google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário