quinta-feira, 7 de junho de 2018

TERÇA CULTURAL COMEMORARÁ UM ANO DE PROJETO, EM PILÕES


O Projeto Terça Cultural é fruto de uma parceria da Secretaria de Desenvolvimento Social e Departamento de Cultura e Turismo e tem como principal objetivo a exposição de produtos artesanais e gastronômicos. O projeto apresenta em praça pública os talentos dos artistas cadastrados no Banco de Dados dos Artista de Pilões.

A professora e atual secretária municipal de desenvolvimento social, Socorro Flor, foi a idealizadora e comenta que o projeto nasceu através de um sonho particular em criar uma associação de mulheres artesãs.

"Eu sempre fui apaixonada por produtos artesanais, nas horas vagas produzo algumas peças para mim mesma, não comercializo. E através dessa paixão, sempre sonhei em criar uma associação de mulheres artesãs. Nessa atual gestão, tive a oportunidade de externar esse sonho, e vejo que foi realizado maior do que imaginava. O projeto que foi pensado com periodicidade mensal, iniciou ousando com exposição semanal. E graças a Deus, estamos conseguindo deixar de pé um projeto que valoriza a cultura nordestina e que se tornou ícone da região do brejo", comentou entusiasmada a secretária.

O jornalista e atual diretor municipal de cultura e turismo, Jaime Souza, fala que o projeto foi uma excelente estratégia de valorizar principalmente, o artista local. "No início do nosso trabalho, lançamos o cadastro municipal dos artistas locais, com a intensão de conhecer os talentos que temos. No cadastro, recebemos muitos artesãos e empreendedores da área gastronômica, como também, muitos artistas musicais. Dessa forma, unimos o útil com o agradável. Firmamos uma parceria e executamos o grande projeto que Socorro nos presenteou, e que hoje, estamos vendo o resultado do nosso trabalho. Um ano sendo executado com muito sucesso", frisou.

A Terça Cultural vem se destacando na região do brejo, por levar a arte e a cultura para a Praça, incentivando o empreendedorismo, promovendo a socialização e melhorando a qualidade de vida, além de ocupar o espaço público com programação cultural gratuita.

"Não imaginaria que fosse de grande repercussão. Estamos há um ano batalhando e recebendo elogios da nossa iniciativa. É incrível como estamos evoluindo. Já temos artistas agendados para até o mês de agosto. O mais interessante, são os apoios que temos das demais secretarias e dos próprios expositores, que dão o seu melhor para a feirinha acontecer. O mérito do sucesso são de todos!", acrescentou Socorro sobre o projeto.

O projeto também é uma vitrine de talentos e fomenta o empreendedorismo. Através dele, os artistas artesanais e gastronômicos aumentaram as vendas de seus produtos, garantindo emprego e renda extra. O projeto está se expandindo e formalizando. Ainda esse mês, será transformado em associação cultural, que será denominado como Associação Terça Cultural - ATEC.

"Estamos passando por um processo de capacitação com todos os expositores. Sempre conversamos sobre a importância do associativismo e agora estamos trabalhando na área financeira, em parceria com o Sebrae. A Terça Cultural está se formalizando e temos a certeza do progresso. Esse projeto é muito mais que uma feira cultural, a Terça Cultural é empreendedorismo, é emprego, é renda extra, é qualidade de vida e principalmente, valorização da cultura nordestina", acrescentou Jaime Souza.

Todos as terças-feiras, o projeto está expondo seus produtos na Praça João Pessoa, a partir das 18h, e se estende até às 22h, podendo prolongar o horário de acordo com a programação local. Já essa semana, o projeto estará expondo até a sexta-feira em comemoração de um ano do projeto, bem como ao padroeiro do município.

Fonte: ASCOM Prefeitura de Pilões

Nenhum comentário:

Postar um comentário