sábado, 14 de julho de 2018

ETHIOPIAN AIRLINES CELEBRA 5 ANOS DE OPERAÇÃO NO BRASIL


Há 5 anos a Ethiopian Airlines iniciou a primeira operação regular para a América do Sul, pousando no Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU) três vezes por semana, com escala em Lomé (LFW) e no Rio de Janeiro (GIG). De 2013 para cá, muitas coisas mudaram e, atualmente, a Ethiopian Airlines registra mais de 300 mil passageiros transportados na rota, operando diariamente em São Paulo e também na capital portenha, Buenos Aires.

Além do início da operação da Ethiopian Airlines na América do Sul, em julho de 2013, com o lançamento dos voos para Rio de Janeiro e São Paulo, a companhia fez história ao pousar no País com o primeiro Dreamliner em operação regular. Naquele ano, a Ethiopian também recebeu cinco diferentes reconhecimentos no setor da aviação mundial, como, por exemplo, melhor serviço de equipe de bordo na África, de acordo com o SKYTRAX, melhor companhia aérea regional na África e melhor tripulação na África.

Em 2014, a Ethiopian decidiu descontinuar a operação no Rio de Janeiro, anunciando o fim da escala na cidade e dando continuidade com a operação em São Paulo. Entre 2015 e 2016, houve a retirada e a retomada da escala em Lomé, que foi um importante momento de avaliação da companhia perante os passageiros brasileiros, que demonstravam cada vez mais interesse em voar pela Ethiopian. Ainda em 2016, a Ethiopian anunciou uma parceria de codeshare com a Avianca por meio da qual a empresa brasileira adicionou seu código (O6) aos voos da Ethiopian para Addis Abeba, com possibilidades de voos além do país africano, como destinos na China e outros mercados asiáticos. Reciprocamente, a Ethiopian, que opera a maior frota entre as aéreas da África, incluiu seu código (ET) em voos da Avianca para cidades brasileiras selecionadas.

Em março de 2017, a Ethiopian Airlines anunciou a quarta frequência semanal e a retirada definitiva da escala em Lomé, um passo significativo para que mais tarde, no mesmo ano, em dezembro, fosse iniciada a quinta frequência semanal da rota Addis Abeba – São Paulo, o que reafirmou ainda mais seu compromisso em aprimorar seus serviços no mercado brasileiro. Além disso, a companhia anunciou também a parceria com a Azul Linhas Aéreas, oferecendo aos passageiros brasileiros a possibilidade de comprar bilhetes diretamente dos canais de vendas da Ethiopian Airlines para voar para sete destinos brasileiros operados pela Azul. 

Ainda em 2017, a Ethiopian apoiou a facilitação de solicitação de visto para a Etiópia com o lançamento do e-visa, um visto digital que é emitido online em uma única página em que os candidatos fazem o cadastro, pagam e garantem seu visto de entrada. Uma vez aprovado o pedido, os candidatos recebem um e-mail com a autorização para viajar para a Etiópia e recebem o carimbo do visto no passaporte no momento da chegada no Aeroporto Internacional de Bole (ADD), um importante passo da companhia para fomentar o turismo da Etiópia.

Em 8 de março de 2018, a Ethiopian lançou a extensão do voo em operação para Buenos Aires em um voo operado exclusivamente por uma tripulação feminina. A nova operação na América do Sul foi ovacionada pelos portenhos, que receberam a companhia no aeroporto com a presença da vice-presidente do país, Gabriela Michetti. Com tantos marcos e com a crescente demanda no mercado, a Ethiopian Airlines iniciou, em junho de 2018, a operação diária de Addis Abeba para São Paulo-Buenos Aires com o upgrade da aeronave em operação para um Boeing 777, que compreende uma maior capacidade de passageiros. Ainda em 2018, a Ethiopian firmou parceria de codeshare também com a GOL, a fim de ampliar ainda mais as possibilidades de voo para todo o mercado em diferentes regiões do País.

"Com a história construída até o momento, estamos orgulhosos das conquistas feitas no mercado brasileiro e ambiciosos em relação aos projetos futuros de expansão a fim de facilitar ainda mais os destinos mais procurados pelos brasileiros, como ChinaTailândiaJapão e Índia, e também a chegada de mais turistas no próprio hub da companhia, Addis Abeba, e arredores", afirma Girum Abebe, diretor geral da Ethiopian Airlines no Brasil. "Nosso país é o berço da humanidade e oferece muitas atratividades para os viajantes que procuram por cultura, história, natureza e gastronomia, e é onde está o obelisco de Axum da era pré-cristã, a magnífica cidade murada de Harar do século IX, as igrejas de pedra de Lalibela do século XII, o esplendor dos castelos de Gonder, a paisagem montanhosa do Parque Nacional de Simien, o maravilhoso Konso, o impressionante Bale Natural Park, com sua variedade imensa de animais selvagens, e a região de Kaffa, onde o café surgiu para o resto do mundo", complementa Abebe.

Ethiopian Airlines é a companhia aérea que mais cresce na África. Em suas sete décadas de existência, a Ethiopian tornou-se uma das maiores empresas do continente, incomparável em eficiência e sucesso operacional. A empresa comanda o lion's share da rede de passageiros e cargas pan-africanas, operando a frota mais jovem e moderna para mais de 100 destinos internacionais em cinco continentes.

A frota da Ethiopian inclui aviões ultra-modernos e ecológicos, como Airbus A350, Boeing 787, Boeing 777-300ER, Boeing 777-200LR, Boeing 777-200 Cargueiro e Bombardier Q-400 de cabine dupla com uma idade média de cinco anos. A Ethiopian é, de fato, a primeira companhia aérea na África a possuir e operar estas aeronaves.

A companhia está atualmente implementando um plano estratégico de 15 anos, chamado de Visão 2025, que vai mantê-la no grupo de aviação líder na África, com sete centros de negócios: Ethiopian Domestic and Regional AirlineEthiopian International Passenger AirlineEthiopian Cargo; Ethiopian MRO; Ethiopian Aviation Academy; Ethiopian In-flight Catering Services e Ethiopian Ground Service.

Em comemoração ao 5º aniversário da operação da Ethiopian no Brasil, a companhia lançou tarifas promocionais em alguns dos trechos de maior interesse do passageiro brasileiro, válidas para compras até 10 de julho de 2018:

Voos partindo de São Paulo (GRU) em Classe Econômica com destino a:

Buenos Aires (EZE) a partir de USD 149 por passageiro

Beirute (BEY) a partir de USD 831 por passageiro

Dubai (DXB) a partir de USD 934 por passageiro

Cairo (CAI) a partir de 938 por passageiro

Bangkok (BKK) a partir de 1043 por passageiro

Pequim (PEK) a partir de USD 1054 por passageiro

Seoul (ICN) a partir de USD 1113 por passageiro

Hong Kong (HKG) a partir de USD 1127 por passageiro

Kuala Lumpur (KUL) a partir de USD 1141 por passageiro

Delhi (DEL) a partir de USD 1164 por passageiro

Shanghai (PVG) a partir de USD 1245 por passageiro

Bombai (BOM) a partir de USD 1247 por passageiro

Guanghzou (CAN) a partir de USD 1354 por passageiro

Voos partindo de São Paulo (GRU) em Classe Executiva com destino a:

Tel Aviv (TLV) a partir de USD 2599 por passageiro

Cairo (CAI) a partir de USD 2599 por passageiro

Beirute (BEY) a partir de USD 2999 por passageiro 

Dubai (DXB) a partir de USD 2999 por passageiro

Bangkok (BKK) a partir de USD 3999 por passageiro

Hong Kong (HKG) a partir de USD 3999 por passageiro

Delhi (DEL) a partir de USD 3999 por passageiro

Shangai (PVG) a partir de USD 4499 por passageiro

Singapura (SIN) a partir de USD 4599 por passageiro 

Tóquio (NRT) a partir de USD 4699 por passageiro

Para mais informações sobre a companhia, acesse www.ethiopianairlines.com. A Ethiopian também está nas redes sociais, no Facebook em www.facebook.com/EthiopianAirlines.BR, no Instagram em www.instagram.com/fly.ethiopian e no Twitter em http://twitter.com/flyethiopian

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário