segunda-feira, 3 de setembro de 2018

CONHEÇA ALTERNATIVAS SAUDÁVEIS AOS SNACKS PARA O PET


Na hora de recompensar ou apenas para agradar o pet, os petiscos são fortes aliados para os tutores. Mas nem sempre podem fazer bem ao cãozinho. O ideal é sempre procurar a opinião de um veterinário nutrólogo. Alguns snacks naturais podem ser mais eficazes para as necessidades do peludo, que é sempre individual. Pensando nisso, a DogHero, plataforma que conecta mães e pais de cachorro a anfitriões que hospedam os pets em casa, separou uma lista com petiscos saudáveis que não apresentam riscos aos animais de estimação e, se usados sem exagero, ajudam na saúde do pet. 

Confira:

Frutas, legumes e sementes

Há uma grande variedade de frutas, legumes e sementes que podem ser dadas aos cães
Ótimas opções:

• Caqui

• Batata doce (sempre cozida)

• Maçã

• Banana

• Tomate

• Couve-flor

• Amendoim (sem sal ou açúcar)

• Manga

• Abóbora

• Nozes

• Melancia

*Atenção: sempre retire cascas e todas as sementes, pois muitas são tóxicas e podem fazer com que o cãozinho se engasgue. Lembre-se também de que nada pode ser dado em excesso: pequenas quantidades desses alimentos são suficientes para dar nutrientes ao seu peludo e deixá-lo feliz!

Proibidos:

• Carambola

• Cebola

• Pimenta

• Uva

• Abacate

• Chocolate

• Macadâmia

*Outra opção é procurar por petiscos naturais vendidos em petshops. Hoje em dia existem diversas marcas que produzem "ossinhos" feitos apenas de partes animais desidratadas ou ossos mesmo, materiais que não fazem mal ao pet. Esses ossinhos naturais são seguros e substituem os ossos brancos de couro bovino (que soltam pedaços e têm alvejantes químicos perigosos). Além de estarem se popularizando em petshops físicas, também são facilmente encontrados em lojas online, como a Petlove.

Sobre a DogHero

Disponível para Android, iOS e web, a DogHero (www.doghero.com.br) é uma plataforma que conecta donos de cães a anfitriões com o objetivo de encontrar um lar para o pet enquanto os tutores precisam viajar ou se ausentar de casa por algum motivo. Atualmente, o aplicativo conta com mais de 15 mil anfitriões em 650 cidades de todo o Brasil e mais de mil na Argentina, que passam por um extenso e rigoroso cadastro e recebem um treinamento adequado. Em 2018, a startup foi listada no ranking das "100 startups to watch", resultado de uma parceria entre as revistas PEGN e Época Negócios e a Corp.vc. A DogHero foi fundada em 2014 por Eduardo Baer, que atua como CEO, e por Fernando Gadotti, CFO da startup.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário