sexta-feira, 2 de novembro de 2018

CHEF MARINA SABINO TRAZ O CERRADO BAIANO PARA O MESA SÃO PAULO


A chef baiana Marina Sabino estará no Mesa São Paulo, que acontece entre 9 e 11 de novembro, no Memorial da América Latina. Nesta edição, o evento traz o tema Cozinha que Emociona. Marina participa do Mesa ao Vivo no sábado, 10, às 19h, e irá preparar a moqueca do cerrado. O prato leva ovas de curimatá, peixe abundante no rio São Francisco e ainda pescado de forma artesanal. Conhecido como caviar nordestino, as ovas de curimatá se unem ao leite de baru, dendê e a uma farofa de buriti, que resgata as raízes da chef.

Após formar-se em São Paulo e partir para experiências no exterior, há cinco anos Marina decidiu retornar à sua cidade natal, Barreiras, no oeste da Bahia, uma região cortada por afluentes do rio São Francisco. Em seu restaurante, Casa Marina, ela dedica-se a produzir pratos com ingredientes do cerrado baiano, oferecendo uma cozinha baiana bastante diferente da convencional. Deste rico bioma, ainda com muito a ser descoberto, saem frutas como a cagaita e o maracujá-do-mato, peixes de rios, como o surubim e o tambaqui, além do pequi, da castanha baru, e da carne de bode. “Há um vasto mundo a ser descoberto no cerrado baiano, quanto mais pesquiso, mais me deparo com sua diversidade e encantamento”, afirma Marina.

Sobre a chef

Nascida em Barreiras, no Oeste da Bahia, a chef Marina Sabino, 32 anos, deixou sua cidade natal na adolescência para terminar os estudos em São Paulo. Na capital paulista, formou-se em Engenharia de Alimentos, mas sua paixão pela culinária levou-a às salas do Senac Santo Amaro, onde se pós-graduou em Cozinheiro Chef Internacional. Após trabalhar em restaurantes da cidade, partiu para uma temporada em um navio de cruzeiro no Mediterrâneo e Mar do Norte. De volta a São Paulo, trabalhou em restaurantes e estagiou com o chef Laurent Suaudeau. Há cinco anos, retornou para sua cidade natal e em 2016 abriu seu restaurante, Casa Marina, onde apresenta um menu sazonal de culinária brasileira a partir de pesquisas com ingredientes e produtores da região. Neste ano, participou do The Taste Brasil 4 (time André Mifano), do qual foi finalista.

Foto/crédito: Marco Pinto/Bress Comunicação - Legenda: A moqueca do cerrado da chef Marina Sabino leva ovas de curimatã, peixe do São Francisco.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário