segunda-feira, 4 de março de 2019

DESIGN EXPANDE NÚMERO DE EXPOSITORES E PROGRAMAÇÃO NA 15ª EDIÇÃO DA SP-ARTE



O limite entre o design e a arte tem ganhado contornos cada vez mais fluidos. Para além da utilidade e funcionalidade, o design incorpora processos e questionamentos do fazer artístico. Tais conexões levam a SP-Arte a apostar no setor Design, que chega mais forte à 15ª edição do Festival Internacional de Arte de São Paulo, de 3 e 7 de abril, no Pavilhão da Bienal.

Na ocasião, o terceiro pavimento do prédio desenhado por Oscar Niemeyer será ocupado por 45 expositores – doze a mais que no ano anterior. Em sua quarta edição, o setor Design inova e divide-se ainda em cinco núcleos distintos: ModernoContemporâneoArquitetos, Designers Independentes e Antiquários.

A Feira reúne peças vintage e reedições modernas e contemporâneas que juntas remontam a trajetória do Design no Brasil. Em meio a essa linha do tempo, destaca-se o centenário do nascimento de Zanine Caldas, designer e arquiteto autodidata cuja produção transformou o mobiliário moderno no Brasil a partir dos anos 1940. A SP-Arte homenageia esta história com a Ocupação Zanine Caldas. Além disso, expositores diversos apresentam peças de época e reedições de Zanine.

Modernos

A galeria Apartamento 61 traz, por exemplo, a Poltrona Boomerang, peça vintage garimpada de uma casa dos anos 1960. A Loja Teo, por sua vez, apresenta um conjunto de mobiliário do designer que tem, entre seus destaques, a Poltrona N – uma das mais reconhecidas de Caldas.

Já a Etel, em celebração ao centenário do grande mestre, traz reedições da renomada Linha Z. São dezoito móveis selecionados e desenvolvidos em estreita parceria com os familiares de Zanine, numerados e produzidos artesanalmente. As peças salientam pontos fundamentais da obra do arquiteto-designer: o amor à mata, à madeira, a importância da beleza, do desfrute da vida e do saber-fazer artesanal.

O núcleo Modernos conta ainda com a presença da Passado Composto Século XX que, em seu estande, destaca uma tapeçaria de Norberto Nicola – integrante da VIII Bienal de São Paulo (1965) –, e outra de proporções monumentais do artista francês Jacques Douchez. Além disso, leva raros móveis modernos assinados por nomes como Joaquim TenreiroGeraldo de BarrosSergio Rodrigues e Jorge Zalszupin.

Já a Artemobilia traz chaises dos anos 1950 e 1970, assinadas por Carlo HaunerOscar Niemeyer e Giuseppe Scapinelli. Deste último, levam mesas modernistas dos anos 1950 influenciadas pelo surrealismo.

Contemporâneos

Estreiam na quarta edição do Design na SP-Arte a Sollos e a Louis Vuitton. A primeira marca presença através de clássicos de sua coleção desenvolvida por Jader de Almeida, como a cadeira Dinna e a mesa de apoio Jazz, assim como o lançamento da poltrona Ella. A Louis Vuitton apresenta ao público a coleção Objets Nomades, móveis e objetos inéditos concebidos por renomados designers ao redor do mundo. Na Feira, estarão expostas criações dos irmãos Humberto e Fernando Campana – os únicos a realizarem quatro coleções consecutivas para a marca. Destaque em Art Basel/Design Miami, a Louis Vuitton traz, entre as peças, o armário suspenso Maracatu, criado com fitas de couro coloridas e inspirado em trajes de festas populares do Brasil.

Ovo lança duas linhas inéditas: Paisagem, que traz estofados modulares angulosos, e a linha Praça, composta por mesas de centro e lateral, feitas em madeira de catuaba ou granito preto. O estande trará ainda clássicos da marca, além de uma série de fotogramas que dialogam diretamente com os novos trabalhos. Já a Herança Cultural, destaque de outras edições do núcleo Modernos, apresenta desta vez peças inéditas de autores contemporâneos como Zanini de ZanineRonald SassonRodrigo Othake e Marcelo Magalhães.

Entre os destaques do Atelier Gustavo Bittencourt está o Banco Benjamin, peça em madeira maciça, cujo peso é contraposto à utilização da palha natural sobre os assentos e de uma estrutura metálica em aço como sustentação, atribuindo ao móvel uma sensação de leveza.

Arquitetos

Surge nesta edição o núcleo Arquitetos, em que profissionais ganham estandes de autoria própria e apresentam projetos de mobiliário raramente vistos.

Referência da arquitetura brasileira contemporânea, Jaime Lerner direcionou recentemente sua atuação para o design. O arquiteto apresenta um conjunto em chapa de aço carbono – peças de desenho minimalista, cuja beleza se dá pela simplicidade. Serão três cadeiras, Lua TurcaToinoinoin e We a poltrona M, além de um trabalho inédito.

Paulo Mendes da Rocha + MMBB retornam à Feira com o mobiliário desenhado para o Sesc 24 de Maio. As peças ganham produção em escala pela Ovo, possibilitando ao público a aquisição do mobiliário exclusivo do icônico prédio do centro de São Paulo.

Entre os arquitetos mais jovens, Rodrigo Ohtake apresenta ao público peças da linha Pouso, concebidas artesanalmente em aço inox pela Mekal. A densidade do material é balanceada com linhas simples que atribuem leveza e sofisticação aos trabalhos.

Designers Independentes

Trata-se de um espaço que estimula a inserção de novos designers no mercado e fomenta uma produção inovadora. Em parceria com aItens Collections, a designer Ana Neute lança uma coleção de luminárias em vidro borossilicato, composta por sete modelos distintos, inspirados nas relações entre tempo, formas, transformações e fluidez.

Já o Estúdio Rain apresenta a série Correntes – três esculturas em aço inox, produzidas manualmente, com elos brilhantes e de diferentes tamanhos. Os objetos têm sua função anulada, servindo apenas à contemplação.

A arquiteta russa Vera Odyn, do escritório inglês Form Bureau, estreia em São Paulo com trabalhos independentes. Entre as peças que serão apresentadas, a instalação Forest, que traz um espelho vertical de fundo preto, combinado a pequenas esculturas em aço.

Outra novidade é a chegada da Plataforma 4 à Feira com uma nova versão de sua Poltrona Areia, sem estofado, apenas em madeira e couro. A partir de uma reflexão acerca da ação humana sobre a natureza e sua resposta a esta intervenção, o estúdio convidou as artistas Inês Schertel e Ana Vaz para personalizar algumas peças.

Antiquários

Os antiquários Resplendor Antiguidades e ArteHomenco Antiguidades e Sandra & Marcio retornam à Feira, trazendo tapeçarias e mobiliários antigos para a 15ª edição da SP-ArteRafael Moraes, por sua vez, apresenta joias raras dos séculos XVIII e XIX.

Projetos especiais

Em parceria com a Artemobilia, Galeria Murilo Castro e Loja Teo, a SP-Arte apresenta uma exposição em homenagem ao artista visual Abraham Palatnik, traçando um diálogo entre seu legado artístico e uma série de mobiliários, como aparadores e banquetas desenhados nos anos 1950.

Por meio da exposição Ocupação Zanine Caldas, a SP-Arte reconstrói o universo criativo do designer e apresenta móveis que faziam parte do seu estúdio. Dessa forma, cem anos após seu nascimento, o projeto aproxima o público dos bastidores de sua produção.

Associação Mobiliário e Design Moderno Brasileiro (AMDMB) promove ainda a exposição Cadeiras brasileiras, com curadoria de Sérgio Campos (Artemobilia). Por meio de um recorte afetivo, convivem cadeiras dos anos 1930 aos 1970, assinadas por nomes como Flávio de CarvalhoLina Bo BardiZanine CaldasJoaquim TenreiroCarlo e Ernesto Hauner, com peças contemporâneas dos Irmãos Campana, Hugo França e Jacqueline Terpins.


15ª edição da SP-Arte

Preview para convidados: 

3 de abril

Datas abertas ao público:

4 a 6 de abril – Quinta-feira a sábado, das 13h às 21h. 

7 de abril – Domingo, de 11h às 19h.

Local: 

Pavilhão da Bienal - Parque Ibirapuera, Portão 3 - São Paulo, Brasil

Entrada:

R$ 50,00 [geral] - R$ 20,00 [meia promocional*]

*estudantes, portadores de deficiência e idosos com mais de sessenta anos [necessária a apresentação de documento]. O Vale-Cultura poderá ser utilizado para o abatimento de 50% do valor do ingresso. Crianças de até dez anos não pagam entrada.

A bilheteria encerra suas atividades trinta minutos antes do término do evento.

Foto/crédito: Jéssica Mangaba para SP-Arte/2018 – Legenda; O público aproveita os corredores do Design, no 3º andar do Pavilhão.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário