domingo, 8 de setembro de 2019

FILHOS E NETOS DA GERAÇÃO WOODSTOCK SÃO MAIORIA DA AUDIÊNCIA DE STREAMING DOS GRANDES ÍCONES DO FESTIVAL HOJE


Nos 50 anos de Woodstock, era de se imaginar que o festival fosse mais um verbete no almanaque da contracultura. Mas o transe coletivo das 400 mil pessoas que estiveram por lá vivenciando intensamente o amor livre e o antibelicismo transformou-se em uma mística que contagia gerações. Segundo o guitarrista Carlos Santana, que se apresentou e ganhou notoriedade no pós-evento, Woodstock foi um "um oceano de colares, cabelos, dentes, olhos e mãos... um oceano de carne em movimento."

Um levantamento da Deezer, empresa global de streaming de áudio, revela que são os filhos e netos daqueles que passaram três dias vibrando no Zeitgeist ao som do rock que mantém viva a audiência dos ícones da música na era do stream. O gosto musical pode ter sido uma herança - afinal, um outro estudo da plataforma revelou que, em 73% dos casos pesquisados, crianças de até 10 anos são influenciadas pelas faixas e bandas preferidas dos pais. A lista que inclui Joan Baez, Jimi Hendrix, Creedence Clearwater Revival, entre outros, mostra que quem pisou naquele palco permanece relevante no repertório de millenials e Zs.

A missão se torna mais fácil com o advento do streaming - basta acessar o Best Rock of All Time, a maior playlist em que os artistas performam na Deezer, para ouvir nonstop. Contudo, o curioso é que pela análise de dados é possível perceber que cada faixa etária tem o seu "ídolo Woodstock". Confira a seguir:

Creedence Clearwater Revival

O ano de 1969 foi o primeiro dos três na qual a banda foi considerada como a mais quente e popular da América - até se separarem em 1971. Se, por um lado, iam na contramão dos roqueiros pautados pelo sexo, drogas e rock'n'roll e ampliavam o espírito da vertente do rockabilly e do blues, por outro, abrigavam conflitos internos liderados pelo próprio vocalista, John Fogerty. Foi curto, mas intenso. Tanto é que, dentre todos os artistas que deixaram um legado pós-Woodstock, Creedence Clearwater Revival é o atual campeão em streaming na Deezer de acordo com os dados globais da plataforma. Sua música mais ouvida, "Fortunate Son", representa sozinha 36% do total de streams. Quem mais dá o play são os Millennials, netos da geração de Woodstock, com 26 a 35 anos (30,96%).

Faixas Etárias:

Top Cidades: Paris, São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro

Top Países: França, Brasil, Alemanha, Reino Unido, México

Músicas mais ouvidas: "Fortunate Son", "Have You Ever Seen The Rain", "Proud Mary"

Jimi Hendrix

Considerado como um dos gênios da música do século XX, Hendrix protagonizou o momento mais icônico não só do festival de 1969, mas também, segundo o New York Post, o mais importante e representativo do Zeitgeist dos anos 1960: a versão psicodélica que fez para o hino nacional dos Estados Unidos ocupou três quartos de sua apresentação. O mundo e a população norte-americana estavam testemunhando e repudiando a Guerra do Vietnã e Woodstock apresentou exatamente o oposto: uma celebração de paz, amor e música. "Justamente nesse contexto, o arranjo psicodélico escolhido por Jimi teve uma carga de protesto e de posicionamento frente à tensão política que o país enfrentava no momento", pontua Romar Sattler, editor musical da Deezer Brasil. No entanto, poucas pessoas testemunharam a cena: por conta dos atrasos dos shows, a maioria da plateia já tinha ido embora quando, às 9h da manhã, Jimi Hendrix encerrou Woodstock com seu show. Valeu para a posteridade. De todos os artistas aqui mencionados, é o mais ouvido entre a galera de 18 a 25 anos (18,44%) e vem logo atrás de Creedence Clearwater Revival na disputa pela preferência da primeira geração de netos do Woodstock, que hoje possuem entre 26 e 35 anos (29,30%).

Faixas Etárias:

Top Cidades: Paris, São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro, Belo Horizonte

Top Países: França, Brasil, Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos

Músicas mais ouvidas: "Hey Joe", "All Along the Watchtower", "Little Wing"

Santana

Antes de Woodstock, a banda realizava algumas apresentações locais em São Francisco, nos Estados Unidos e, portanto, era pouco conhecida. Após subir ao palco do festival, apresentar a fusão do Rock com elementos do som Latino e performar o instrumental "Soul Sacrifice" ao longo de 11 minutos, porém, Santana virou sensação. O primeiro disco de Santana, batizado homonimamente, foi lançado no mesmo mês do festival. Hoje, com mais de 100 milhões de discos vendidos e mais de 10 prêmios Grammy na conta, os inesquecíveis riffs de guitarra de Carlos Santana conquistam sua maior audiência no público de 26 a 35 anos (28,46%) e 36 a 45 (21,44%).

Faixas Etárias:

Top Cidades: Paris, São Paulo, Guatemala, Bogotá, Rio de Janeiro

Top Países: França, Brasil, Alemanha, Reino Unido, Estados Unidos

Músicas mais ouvidas: "Black Magic Woman (Album Version)", "Maria Maria (Radio Mix)", "Smooth"

The Who

Com raízes na convergência do movimento mod com o Rock, tendo o pop art como cenário unificador, a banda fez uma parada em Woodstock durante a turnê de Tommy, rock opera lançado no mesmo ano. Por isso, a set list do festival foi praticamente a mesma. Foi tocada até o amanhecer, sendo encerrada por "My Generation" - música que poderia muito bem ter sido batizada no plural, considerando que a audiência do The Who permeia três gerações: 26 a 35 anos (26,20%), 36 a 35 anos (24,23%) e 46 a 55 anos (17,21%).

Faixas Etárias:

Top Cidades: Paris, São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro, Belo Horizonte

Top Países: França, Brasil, Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos

Músicas mais ouvidas: "Won't Get Fooled Again", "Baba O'Riley", "Behind Blue Eyes (Original Album Version)"

Janis Joplin

"Rainha do Rock'n'Roll" ou "a maior cantora de blues e soul de sua geração" - não importa por qual título Janis Joplin era conhecida. Sua voz marcava os ares por onde passava e em Woodstock não foi diferente - ao lado de Jimi Hendrix, a artista deixou um retrato do espírito do festival e da década para a posteridade. Infelizmente, faleceu no ano seguinte vítima de uma overdose. No entanto, permaneceu viva no imaginário e nas playlists das gerações seguintes - principalmente a X e dos Millennials, nascidos entre 1974 e 1993, que representa 60% de sua audiência na Deezer.

Faixas Etárias:

Top Cidades: Paris, São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro

Top Países: França, Brasil, Alemanha, Reino Unido, Colômbia

Músicas mais ouvidas: "Move Over", "Kozmic Blues", "Piece of My Heart"

Joe Cocker

Outro artista que fez o lançamento de sua carreira em Woodstock - antes da data, mal era conhecido pelo público -, Joe Cocker performou um dos covers mais lembrados da história da música e representou The Beatles, que declinaram a entrada no lineup do festival, com uma versão intensa de "With a Little Help of My Friends." O efeito foi direto: além de ser sua faixa mais ouvida mundialmente, o artista é o maior em termos de audiência entre os filhos da geração de Woodstock, nascidos entre 1964 e 1973 e que hoje possuem de 46 a 55 anos (21,96%).

Faixas Etárias:

Top Cidades: Paris, São Paulo, Rio de Janeiro, Dublin, Curitiba

Top Países: França, Brasil, Alemanha, Reino Unido, Países Baixos

Músicas mais ouvidas: "With A Little Help From My Friends", "We Are The World (Live)", "Up Where We Belong (From "An Officer And A Gentleman")"

Joan Baez

Nome importante do folk, se tornou musa das faixas etárias extremas: de todos os artistas analisados, é a que tem a maior audiência entre os menores de 18 anos (9,56%) e os Baby Boomers com mais de 56 anos que vivenciaram, de fato, Woodstock (28,99%). O fenômeno pode ser explicado pelo ativismo sempre tão marcante de Baez, que chegou a ter seus shows vetados durante a Ditadura Militar brasileira por ser considerada subversiva. Nesse tom, se despediu dos palcos neste agosto e, em entrevistas à imprensa espanhola à ocasião, manteve seu posicionamento anti-Trump - e que pode ter levado ao engajamento com a Geração Z.

Faixas Etárias:

Top Cidades: Paris, Lyon, Dublin, Toulousse, Marseille

Top Países: França, Alemanha, Brasil, Reino Unidos, Países Baixos

Músicas mais ouvidas: "Diamonds And Rust", "Here's To You (Take 1)", "Blowin' In The Wind (Live)"

Sly and the Family Stones

Quem curte o funk brasileiro não faz ideia que o original nasceu com bandas como Sly and the Family Stones - que também teve papel essencial no desenvolvimento da música soul e do psicodelismo ao unir seus elementos com o Rock. O grupo se apresentou em Woodstock no auge de seu sucesso, entre 1967 e 1973, e foi uma das bandas afro-americanas mais populares da época. A mensagem da diversidade se estendia ao gênero também, já que a formação contava com uma mistura nada típica de homens e mulheres. Recado dado: a Geração X, nascida entre 1974 e 1983, compõe a maior base da audiência atual (30,16%), mas os Millennials não ficam atrás, representando o segundo maior público (27,27%).

Faixas Etárias:

Top Cidades: Paris, São Paulo, Lyon, Toulusse, Marseille

Top Países: França, Brasil, Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha

Músicas mais ouvidas: "If You Want Me to Stay", "Family Affair", "Remember Who You Are"

Sobre a Deezer

A Deezer conecta 14 milhões de fãs de música ativos mensalmente de todo o mundo com mais de 56 milhões de faixas. Disponível em 180 países em todo o mundo, a Deezer dá acesso imediato ao mais diverso catálogo de streaming de música em qualquer dispositivo. A Deezer é o único serviço de streaming de música com Flow, uma trilha sonora personalizada com suas músicas mais queridas e novas recomendações baseadas em dados algoritmos e nas sugestões dos nossos editores de música. Baseado em um algoritmo proprietário intuitivo e criado por pessoas que amam música, é o único lugar para ouvir as suas músicas em uma trilha sonora ilimitada com novas descobertas sob medida para você. Deezer está disponível no seu dispositivo preferido, incluindo smartphone, tablet, PC, laptop, sistema de home sound, sistema de áudio multimídia em carros, Smart TV ou console de videogames. 

Fazendo a música acontecer desde 2007, a Deezer é uma empresa de capital fechado, com sede em Paris e escritórios em São Paulo, Londres, Berlin, Miami, Dubai e em outros lugares do mundo. Deezer está disponível com download gratuito para iPhone, iPad, Android e Windows ou na web em  deezer.com.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário