sexta-feira, 30 de outubro de 2020

CABÍRIA FESTIVAL - MULHERES & AUDIOVISUAL HOMENAGEIA A CINEASTA INDÍGENA PATRÍCIA FERREIRA PARÁ YXAPY

 

A cineasta Patrícia Ferreira Pará Yxapy, indígena da etnia Mbyá-Guarani, é a homenageada da edição 2020 do Cabíria Festival - Mulheres & Audiovisual, dedicado à celebração do protagonismo de mulheres e da diversidade à frente e atrás das câmeras. O evento acontece pela primeira vez online, de 18 a 29 de novembro.

A homenagem é um reconhecimento por sua obra, de realização coletiva, que leva a cultura e a perspectiva guarani para as telas em busca de uma narrativa própria. Será promovida uma mostra dedicada com 11 filmes da sua filmografia, incluindo destaques como os médias “As Bicicletas de Nhanderu” (2011, Vídeo nas Aldeias), premiado no FICA – Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, codirigido com Ariel Ortega, e “Teko Haxy – Ser Imperfeita” (2018), realizado com Sophia Pinheiro, além do curta "New York, just another city" de André Lopes e Joana Brandão (2020), no qual a cineasta se torna personagem.

Reconhecida internacionalmente, Patrícia foi uma das cineastas presentes no Festival de Berlim, em fevereiro último, participando da sessão Forum Expanded da Berlinale 2020 com a exposição Carta De Uma Mulher Guarani Em Busca De Uma Terra Sem Mal”, com curadoria da cineasta Anna Azevedo. A mostra incluiu filmes e instalações sonoras e visuais. Patrícia está em finalização do seu primeiro longa autoral.

Cabíria Festival – Mulheres & Audiovisual

Em razão da pandemia de Covid-19, o Cabíria Festival - Mulheres & Audiovisual terá a sua segunda edição em ambiente online, de 18 a 29 de novembro. Com isso, o evento amplia seu alcance e estará disponível em todo o país. No mesmo formato virtual, acontece em seguida o Cabíria LAB de 30 de novembro a 5 de dezembro, ação voltada para as finalistas do Cabíria Prêmio de Roteiro, que reúne quatro categorias: Piloto de série documental; Longa-metragem de ficção; Argumento infantojuvenil de longa ficção; Piloto de série de ficção. Toda a programação será gratuita.

O evento é uma expansão do Cabíria Prêmio de Roteiro, que desde 2015 incentiva a valorização de roteiristas mulheres e protagonistas inspiradoras. Criado para somar ao debate e ações em prol à igualdade de gênero e diversidade na cadeia produtiva do audiovisual, em consonância com diversas iniciativas ao redor do mundo, sua primeira edição foi realizada em 2019, no Rio de Janeiro, com financiamento coletivo, parcerias e voluntariado. Desafiadora, a edição resultou em cinco dias de atividades gratuitas, com uma rede de 70 cineastas, 35 filmes, seminário com painéis, oficinas e masterclass, envolvendo 16 instituições/empresas do setor.

A linha curatorial do festival se orienta pela ampliação da representatividade em termos de gênero, cor, sexualidade e território, do ponto de vista do conjunto de obras e atividades, e da sua audiência, no intuito de estimular imaginários possíveis. Ao público será oferecida uma ampla programação de obras de cineastas com sessões de longas e curtas-metragens, debates com xs realizadorxs, além de painéis, oficinas e masterclasses, voltados ao estímulo da rede de cineastas, impulsionamento profissional e à provação de reflexões.

PARCERIAS

O festival conta com diversas parcerias, entre elas: Embaixada da França no Brasil, Goethe Institut, Instituto Alana, Videocamp, Spcine, Projeto Paradiso, Tertúlia Narrativa, ETC Filmes, Capital Cinema Cultural Exchange, Cardume Curtas, FRAPA – Festival do Roteiro Audiovisual de Porto Alegre, ROTA – Festival do Roteiro Audiovisual, Serie_Lab, Selo ELAS, Hysteria, Mubi, LATC, ABRA, Wifit Brazil, Imprensa Mahon, entre outras.

Acesse o site e siga nas redes www.cabiria.com.br

Foto/crédito: Sophia Pinheiro - Legenda: Cineasta Patrícia Ferreira Pará Yxapy. Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário