sábado, 25 de setembro de 2021

COMIDA DIBUTECO 2021: COMEÇA A FASE NACIONAL

 

Qual o melhor buteco do Brasil em 2021? A resposta a essa pergunta começa a ser construída com o início da Fase Nacional do Concurso Comida di Buteco 2021. Após a definição dos campeões das etapas regionais, agora os jurados analisarão os participantes da etapa nacional até o dia 30 de setembro. A avaliação será feita pela comissão de 63 jurados, escolhida especificamente para esta fase, onde irão visitar os campeões de cada cidade avaliando sua performance em quatro categorias:  petisco, atendimento, temperatura da bebida e higiene. A premiação da Fase Nacional acontecerá no dia 6 de outubro, na cidade de São Paulo.

Ao longo de um mês,  butecos de 21 das principais cidades do país participaram do maior concurso do gênero  realizado no Brasil e que tem a missão de transformar a vida dos pequenos negócios familiares  através da cozinha de raiz trazendo visibilidade aos butecos tradicionais. É o pioneiro e o único em todo o mundo a reconhecer um ícone da cultura local em abrangência nacional. Neste ano, o concurso comemorou seus 21 anos de existência celebrando cada vez mais a culinária de raiz e as histórias de superação e empreendedorismo dos participantes. 

“Teremos, mais uma vez, uma bela disputa pelo título nacional do Comida di Buteco, dando sequência ao grande trabalho feitos pelos butecos na fase regional, em especial depois de toda a dificuldade enfrentada pelos estabelecimentos nos últimos 18 meses com as restrições e obstáculos trazidos pela pandemia”, destaca Flávia Rocha, organizadora do Comida di Buteco.

A relação de finalistas e seus petiscos é a  seguinte:

Belém (PA) - Egua Tche – Belém – “Pão da Terra”

BH (MG) - Café Palhares – Belo Horizonte – “Bochecha de porco ao vinho, vatapá de banana da terra e beterraba”

Brasília (DF) - Bem Amigos Bar – Brasília – “Bolinho de Salmão”

Campinas (SP) - Eskina Bar – Campinas – “Escondidinho Maluco Beleza”

Curitiba (PR) - Armazém do Espetinho – Curitiba – “De Lamber os Dedos”

Florianópolis (SC) - Centro Social da Cerveja – Florianópolis – “Canoa do Portuga”

Fortaleza (CE)- O Camocim – Fortaleza – “Melhor do Mundo”

Goiás (GO) - Bar do Chicão -  Goiânia – “Casal Raiz”

Juiz de Fora (MG) - Reza Forte – Juiz de Fora –  “Mineiroca”

Manaus (AM) - Quiosque Beer (Tetracampeão) – Manaus - ”Raízes de Cabôco”

Monte Claros (MG) - Thom Bar -  Montes Claros – “Rapunzel no sertão das raízes "encantadas"

Poços de Caldas (MG) - Rota do Petisco – “Poços de Caldas - Uai Sô

Porto Alegre (RS) –  Tuim -  Porto Alegre -  “Até Gaúcho Come”

Recife (PE) – Esquina do Malte - Areais – “Minhas Raízes”

Ribeirão Preto (SP) – Empório Mobiglia – Ribeirão Preto – “Tá na Tábua”

Rio de Janeiro (RJ) – Boteco do Portuga -  Baixada Fluminense – “Roupa Velha”

Salvador (BA) – Forças Bar – Salvador – “Mix de Raízes”

São Paulo (SP) - Bar do Jão – São Paulo – “Lascas Madeirense da Vó Encarnação”

Uberlândia (MG) - Camindo d' Casa – Uberlândia – “Costela Cura Cachaça”

Vale do Aço (MG) - Bar Galpão – Ipatinga – “É a Rapa de Um e o Fucinho do Outro”

Fonte: Assessoria de Imprensa - Legenda: Finalista de São Paulo - Bar do Jão - Petisco:“Lascas Madeirense da Vó Encarnação” - Foto/crédito: Barbara Kierme

Nenhum comentário:

Postar um comentário