terça-feira, 19 de outubro de 2021

AGUARDADO DRAMA SOL, DE LÔ POLITI, DIVULGA CARTAZ E TRAILER

 


O novo longa de Lô Politi (“Jonas”, “Alvorada”), SOL, acaba de divulgar seu cartaz e trailer oficiais. O filme terá sua première no país na 45a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, que começa na próxima semana, e terá apenas sessões presenciais, nos cinemas de São Paulo, sendo a primeira em 27 de outubro. A estreia em todo o Brasil está prevista para o primeiro trimestre de 2022, com distribuição da Paris Filmes e Downtown Filmes.

O trailer de SOL apresenta o drama dos personagens Theo (Braga) e seu pai Theodoro (Pontes), dois homens que nunca tiveram uma relação próxima, e agora precisam acertar as contas com o passado. Quando é obrigado a viajar à pequena cidade, no interior da Bahia, onde o pai está prestes a morrer, o protagonista também leva sua filha pequena, Duda (a estreante Malu Landim), e ela acabará estabelecendo uma ponte entre os dois.

Theodoro, no entanto, tem uma melhora inesperada, e Theo precisa agora cuidar do pai. Uma viagem de carro, de volta a Salvador, conforme mostra o trailer, terá efeito sobre os dois, e as feridas abertas precisarão ser acessadas. Politi define seu longa como um filme sobre desconexão. “A grande história não é a de pai e filho, mas de pai e filha. Ele precisa enfrentar o abandono e desconexão com pai para, ao fim, se reconectar com a filha.”

Também foi revelado o cartaz do filme, que traz os três personagens em níveis distintos, ressaltando a desconexão entre pai e filho, e pequena Duda como uma figura mediadora entre eles.

Programação na Mostra Internacional:

SOL (SOL), de Lô Politi (100'). BRASIL. Falado em português. Legendas em inglês. Indicado para: Livre.

27/10/21 - 20:30 - ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA - AUGUSTA SALA 1.

28/10/21 - 14:00 - ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA - AUGUSTA SALA 3.

30/10/21 - 13:30 - ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA - FREI CANECA 5.

Sinopse

Um pai recém-separado, que não consegue se reconectar com a filha de dez anos, é obrigado a viajar com ela para o interior do País em busca do próprio pai que o abandonou quando criança e agora quer morrer. O convívio forçado com o pai que ele odeia e a imediata conexão de sua filha com o avô testa todos os seus limites, mas lhe dá a chance de se reaproximar da filha.

Ficha Técnica

Direção: Lô Politi

Roteiro: Lô Politi

Produtores: Eliane Ferreira, Pablo Iraola e Lô Politi

Produção Executiva: Eliane Ferreira

Direção de Fotografia: Breno César

Montagem: Helena Maura, AMC

Direção de Arte: Mariana Hermann

Edição de Som: Beto Ferraz

Mixagem: Paulo Gama

Trilha Sonora Original: Guilherme Garbato e Janecy Nascimento

Direção de Produção: Cláudia Reis

Figurino: Teresa Abreu

Maquiagem: Nayara Homem

Som Direto: Ana Luiza Penna

Pós Produção: Psycho n' Look

Empresas produtoras: Dramática Filmes, Muiraquitã Filmes

Distribuidora: Paris Filmes e Downtown Filmes

Biografia – Lô Politi

Lô Politi é diretora e roteirista. Seu primeiro longa-metragem, “Jonas”, em que assina direção e roteiro, recebeu o Prêmio Especial do Júri no Festival Internacional do Rio e participou de mais de dez festivais internacionais. Atualmente, está  disponível no catálogo da Netflix em 190 países.

“Sol”, seu segundo filme de ficção, em que também assina direção e roteiro, será lançado no início de 2022 e integrou a seleção da 45a. Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. 

Lô também dirigiu, em parceria com Anna Muylaert o longa-metragem documentário “Alvorada”, sobre o processo de impeachment da presidente Dilma Roussef, lançado em maio de 2021. 

Atualmente, a diretora trabalha na pré-produção de seu terceiro longa ficção: “Meu Nome é Gal”,  a ser codirigido com Dandara Ferreira, com lançamento previsto para o final de 2022.

Sobre

Muiraquitã Filmes

A Muiraquitã Filmes foi fundada pela produtora Eliane Ferreira e se dedica a produzir filmes e séries de ficção e não-ficção com perspectivas únicas e autênticas, em colaboração com cineastas talentosos e parceiros em todo o mundo. Em 2015, Pablo Iraola se tornou sócio, agregando sua experiência internacional para a produtora. Seus filmes já foram selecionados e exibidos em grandes festivais como: Berlim, IDFA, Dok Leipzig, Jeonju, além de terem sido distribuídos para diversos países. Suas mais recentes produções foram os documentários: “Os Arrependidos” de Armando Antenore e Ricardo Calil – vencedor do É tudo verdade 2021; “Fico te devendo uma carta sobre o Brasil” de Carol Benjamin - menção especial do júri no IDFA e É tudo verdade; “Cine Marrocos” de Ricardo Calil - melhor documentário em Dok Leipzig (Next Masters Competition), Festival Internacional de Guadalajara e É Tudo Verdade, e o longa ficção “Querência” de Helvécio Marins Jr. - seleção do Forum no Festival de Berlim (Berlinale) e melhor filme no Festival de Jeonju. 

Seu mais novo longa de ficção “Sol” de Lô Politi estreará na Mostra Internacional de São Paulo 2021. Para o próximo ano tem previsto o lançamento dos filmes “Mar de Dentro” de Dainara Tofolli, com Monica Iozzi como protagonista; “Bala sem Nome” de Felipe Cagno, com Paolla Oliveira como protagonista e os documentários “Os Arrependidos” de Ricardo Calil e “Eneida”, de Heloisa Passos.  Atualmente em produção tem os documentários “Testament”, de Meena Nanji e Zippy Kimundu - projeto selecionado para o IDFA Forum 2020, e que já recebeu o apoio de importantes fundos, tais como: IDFA Bertha Fund, Hot Docs Blue Ice, IDA, Chicken & Eggs e Ford Foundation e “Sobre Memória e Esquecimento” de Ricardo Martensen que recebeu apoio de desenvolvimento do Sundance e do IDFA Bertha Fund.  Para o próximo irá filmar o longa “Silêncio” de Henrique Dantas, uma coprodução com a Itália.

Dramática Filmes

A DRAMÁTICA FILMES é a produtora da diretora e roteirista Lô Politi, voltada à realização dos seus próprios projetos, investindo no desenvolvimento deles todo o tempo que for preciso e se associando a outras produtoras para a realização. Dessa forma, como coprodutora, consegue garantir que cada projeto atinja a maturidade necessária, sem perder de vista a qualidade de produção.

Assim foram produzidos os filmes JONAS (2015), ALVORADA (2021), SOL (que será lançado no começo de 2022) e MEU NOME É GAL (que será lançado no final de 2022).

Paris Filmes

A Paris Filmes é uma empresa brasileira que atua no mercado de distribuição e produção de filmes, destacando-se pela alta qualidade cinematográfica. Além de ter distribuído grandes sucessos mundiais como as sagas “Crepúsculo” e “Jogos Vorazes”, o premiado “O Lado Bom da Vida”, que rendeu o Globo de Ouro® e o Oscar® de Melhor Atriz a Jennifer Lawrence em 2013 e “Meia-Noite em Paris”, que fez no Brasil a maior bilheteria de um filme de Woody Allen, a distribuidora também possui em sua carteira os maiores sucessos do cinema nacional, como as franquias “De Pernas Pro Ar”, “Até Que a Sorte nos Separe” e “DPA – O Filme”. Nos últimos anos a empresa esteve à frente de importantes lançamentos como “John Wick”, “La La Land – Cantando Estações”, “A Cabana”, “Extraordinário”, “Nada a Perder” e “Turma da Mônica – Laços”. Para os próximos lançamentos, a companhia aposta em um line-up diversificado, que inclui títulos como “Marighella”, “Turma da Mônica – Lições”, “A Sogra Perfeita”, “Detetives do Prédio Azul 3 – Uma Aventura no Fim do Mundo”, as sequências de “John Wick” e “Jogos Vorazes”, entre outros.

Downtown Filmes

Fundada em 2006, a Downtown Filmes é a única distribuidora dedicada exclusivamente ao cinema brasileiro. Desde 2011, ocupa a posição da distribuidora número 1 no ranking de filmes nacionais. De 2006 até hoje, vendeu mais de 50% de todos os ingressos de filmes brasileiros lançados. Até janeiro de 2020, a Downtown Filmes lançou 147 longas nacionais, que acumularam mais de 157 milhões de ingressos vendidos e contando...

Entre os maiores sucessos da distribuidora estão “Minha Mãe É Uma Peça 1, 2 e 3”, estrelados por Paulo Gustavo; “De Pernas Pro Ar 1 e 2”, e “Loucas Pra Casar”, com Ingrid Guimarães; “Chico Xavier”, “Elis”, “Fala Sério, Mãe!” com Ingrid Guimarães e Larissa Manoela, “Os Farofeiros” com Mauricio Manfrini e Cacau Protásio, “Minha Vida em Marte” com Paulo Gustavo e Monica Martelli, “Cine Holliúdy 1 e 2” e “Simonal”.


Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário