sábado, 12 de março de 2022

NOVA DIRETORIA DA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS TOMA POSSE PARA O EXERCÍCIO DE 2022

 


A Academia Brasileira de Letras celebrou, nesta sexta-feira (11), a posse da Diretoria para o exercício de 2022, marcando o retorno aos trabalhos presenciais depois de dois anos de reuniões remotas devido à pandemia. A cerimônia, que antes era realizada de forma simplificada, aconteceu em sessão solene nos moldes dos eventos de posse dos imortais, modelo inédito nos últimos anos. No evento, aberto a convidados, também foi entregue o Prêmio Machado de Assis de 2021 a Ruy Castro pelo conjunto da obra.


A posse oficializou o primeiro mandato de Merval Pereira à frente da academia. O jornalista, que ocupa a cadeira 31 desde setembro de 2011, foi eleito presidente em dezembro de 2021. A Diretoria é composta, ainda, por Nélida Piñon como secretária-geral, Joaquim Falcão como primeiro-secretário, Celso Lafer como segundo-secretário e Evaldo Cabral de Mello como tesoureiro.

Grande parte dos imortais empossados participaram do evento. Estiveram presentes, também, novos membros da academia ainda não empossados, como a atriz Fernanda Montenegro e o cantor Gilberto Gil. A cerimônia de posse teve também um recital da cravista Rosana Lanzelotte.

"Vivemos um período singular em diversas instituições. Por isso mesmo se faz tão importante celebrar este momento, às vésperas do aniversário de 125 anos da Academia Brasileira de Letras, numa demonstração de força da cultura brasileira", afirma Merval Pereira.

O mandato da diretoria da Academia Brasileira de Letras tem duração de um ano, renovável anualmente por votação dos imortais por outros três. 

Fonte/Foto-Reprodução-divulgação: Assessoria de Imprensa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário