domingo, 2 de julho de 2017

LIVRO " FIZ O QUE PUDE " LANÇA SUA 3ª EDIÇÃO PELA EDITORA MODERNA


Exercer a cidadania é o conjunto de ações que a pessoa pode e deve realizar, tanto individualmente ou em grupos. Atitudes simples e corriqueiras podem fazer toda a diferença no dia a dia de alguém. Apesar de sabermos que um pequeno ato é importante, muitas vezes esquecemos que cada um tem uma missão importante a cumprir. A relevância do papel social do cidadão é abordada no livro infanto-juvenil Fiz o que pude, que acaba de ter sua 3ª edição lançada pela Editora Moderna.

A obra escrita por Lucília Junqueira de Almeida Prado apresenta uma história de coragem, ética e reconhecimento, por meio de um valente passarinho. Na floresta em que ele morava, animais de todas as espécies conviviam em harmonia e davam seus palpites de como poderiam cuidar do habitat, que era a moradia de todos. Porém, a pequenina ave passava despercebida por todos e nunca apresentava as suas sugestões. Até que um dia, de repente, veio o fogo. Muito alto e com muita força, começou a destruir a floresta, e os animais apavorados só pensavam em fugir.

No entanto, o passarinho voou até a nascente do riacho, encheu o bico de água e, incansavelmente, levou até o fogaréu. Depois de muitas idas e vindas, o incêndio minguou e os outros bichos, admirados, questionaram a ave: “De que adianta todo seu esforço, se você não conseguirá apagar o fogo da floresta?”, e ele retrucou: “Sei disso, mas quando o fogo se apagar e o chão estiver coberto de cinzas, se me perguntarem o que fiz para evitar a destruição, posso responder: ‘Fiz o que pude’.”

Essa história promete engajar o pequeno leitor e conscientizá-lo de que ele também pode fazer a parte dele na sociedade. A obra integra a Coleção Girassol, que está de cara nova, com projeto gráfico e capa totalmente reformulados. As ricas ilustrações são de Susana Hoslet.

Preço: R$42,00

SOBRE

A AUTORA

Lucília Junqueira de Almeida Prado passou a infância numa fazenda no Triângulo Mineiro, até que voltou para sua cidade natal, São Paulo, para fazer o ginásio. Terminado o curso, fez secretariado, além de cursos de inglês, francês e literatura. Aos 19 anos, casou-se e voltou a morar numa fazenda, no interior paulista. Lucília tem cinco filhos, onze netos e seis bisnetos. É autora de 65 livros infantis e juvenis e dez livros de contos. Ao longo da carreira, recebeu diversos prêmios, entre eles o Jabuti e o Pen Clube Internacional.

A MODERNA

A Moderna na área de Literatura desenvolve projetos para que o aluno-leitor – desde a Educação Infantil até o Ensino Médio – ative sua capacidade de compreender, analisar e refletir sobre os conteúdos estudados. Com obras de ficção, não ficção e arte, o selo disponibiliza recursos para que o professor tenha a sua disposição todas as oportunidades de ensino, tais como: um plano leitor, apresentando os níveis de dificuldade de cada livro; um projeto de leitura, sugerindo atividades criadas por especialistas; e uma assessoria pedagógica específica para a necessidade da escola. Sempre em busca de novos caminhos para a excelência de suas publicações, a Moderna Literatura, numa iniciativa inédita no mercado editorial brasileiro, trouxe, com exclusividade para seu catálogo, todas as obras do renomado autor Pedro Bandeira, criando assim um momento importante para a literatura brasileira infantil e juvenil. O sucesso desta ação foi repetido com a escritora e ilustradora Eva Furnari e com o autor Walcyr Carrasco, cronista, dramaturgo, roteirista, tradutor e adaptador de clássicos da literatura.

Fonte: Weber Shandwick Brasil




Nenhum comentário:

Postar um comentário