segunda-feira, 15 de outubro de 2018

ÍCARO SILVA E RENATO GÓES SÃO SURPREENDIDOS PELA POLÍCIA EM CENA DE ‘LEGALIZE JÁ – AMIZADE NUNCA MORRE’


 “A diferença entre nós e os malucos é que eles acreditam no que estão falando, ‘sacoé’? Eles acreditam no que estão fazendo. Eles não ficam igual você ‘tá’ aí (...), com a cabeça na merda, cheio de medo desse discurso da sociedade policial, que fica pisando na sua cara”, se posiciona Skunk (Ícaro Silva) ao comparar Marcelo (Renato Góes) com os rappers internacionais. Ele incentiva o amigo a mostrar as letras que escreve em seu caderno e, no meio da conversa, os dois escutam uma sirene da polícia que os deixa em situação de perigo. A cena disponível aqui faz parte do filme “Legalize Já – Amizade Nunca Morre”, dirigida por Johnny Araujo e Gustavo Bonafé, com lançamento no dia 18. A cinebiografia mostra a amizade dos dois artistas até os primeiros passos do Planet Hemp.

Além dos protagonistas, o elenco tem nomes como Stepan Nercessian, Paulete Maldonado, Rafaela Mandelli, Ernesto Alterio, Marina Provenzzano e Shirley Cruz. O projeto conta com o apoio de Marcelo D2, que assina o argumento do filme junto do diretor Johnny Araújo e é um dos responsáveis pela trilha sonora.

“Legalize Já – Amizade Nunca Morre” já conquistou o prêmio de Melhor Ficção Nacional Segundo o Público na 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e também Melhor Longa-metragem pelo Júri Popular e Melhor Roteiro no 12º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, além de ter participado do Festival do Rio de 2017 e do Festival MIMO de Cinema 2018. Com roteiro de Felipe Braga, o drama tem produção da Academia de Filmes, distribuição da RioFilme e Imagem Filmes e coprodução do Telecine e da RioFilme.

Este filme foi realizado com recursos da SABESP - Programa de Fomento ao Cinema Paulista - e do Programa de Apoio à Cultura - Lei Estadual 12.268/06 - da Secretaria do Estado da Cultura e do Governo do Estado de São Paulo e com o apoio da Ancine – Prêmio Adicional de renda 2008, conferido a RioFilme.

SINOPSE

Como o encontro entre dois jovens que vendiam camisetas e fitas cassete no centro do Rio de Janeiro para se sustentar pôde dar origem a uma das bandas mais populares do Brasil na década de 1990? O filme narra esse momento transformador na vida de Marcelo - futuramente, conhecido como Marcelo D2 - e Skunk, que culminou na formação do Planet Hemp. Reprimidos por uma sociedade preconceituosa, os dois fizeram da música um grito de alerta e de resistência, conquistando corações e mentes de toda uma geração.

ELENCO

Renato Góes – Marcelo

Ícaro Silva – Skunk

Ernesto Alterio - Brennand

Marina Provenzzano – Sônia

Stepan Nercessian – Dark (Pai de Marcelo)

Rafaela Mandelli – Suzanna

Shirley Cruz – Marli

FICHA TÉCNICA

Direção: Johnny Araújo e Gustavo Bonafé 

Roteiro: Felipe Braga

Produção: Academia de Filmes

Produtor: Paulo Roberto Schmidt

Fotografia: Pedro Cardillo

Montagem: Marcelo Junqueira

Trilha Sonora: Mauro Berman, Lourenço Monteiro e Marcelo D2

Distribuição: RioFilme e Imagem Filmes

SOBRE

OS DIRETORES

Johnny Araujo é diretor de cinema, televisão, publicidade e videoclipes. Dentre seus trabalhos destacam-se os filmes “O Magnata”, de 2007, “Depois de Tudo”, de 2014, e “Chocante”, em 2017, e as séries “Alice” e “FDP” (HBO), “As Canalhas” e “Copa Hotel” (GNT) e “E Ai Comeu...” (Multishow). Gustavo Bonafé trabalhou como assistente de direção por dez anos, antes de dirigir videoclipes, filmes publicitários e longa-metragens. Foi assistente de direção no filme “O Magnata” e nas séries de TV “Alice” e “Destino SP” (HBO), e diretor-assistente em “E Aí Comeu?” (Multishow). No cinema, dirigiu “O Doutrinador” (2018) e codirigiu “Chocante” (2017).

ACADEMIA FILMES

A Academia de Filmes produz conteúdo audiovisual de entretenimento, cultura e interatividade para todas as telas há 22 anos. Mais recentemente, em cinema, coproduziu “Elis” (2016), de Hugo Prata. Está em produção dos dois novos longas-metragens de Luiz Fernando Carvalho: “A Paixão Segundo G.H.”, baseado no romance homônimo de Clarice Lispector, e “Objetos Perdidos”, com roteiro do diretor em parceria com João Paulo Cuenca. Ainda em cinema, a produtora assina “Infância Clandestina”, de Benjamín Ávila – indicação Argentina ao Oscar 2013 –; “Amanhã Nunca Mais” (2011), de Tadeu Jungle; “Titãs – a Vida até Parece uma Festa” (2009), de Branco Mello e Oscar Rodrigues Alves; “Natimorto” (2009), de Paulo Machline, e “Cabeça a Prêmio” (2009), de Marco Ricca.  Em TV, a Academia de Filmes produziu, entre outras obras, as microsséries “Amor em 4 Atos” (TV Globo), direção geral de Roberto Talma; “A Pedra do Reino (TV Globo), da obra de Ariano Suassuna, direção geral de Luiz Fernando Carvalho, e “Nathalia” (TV Brasil/Universal Channel), direção de André Pellenz. Além das séries documentais “Eu Te Dedico” (Arte 1), “Linhas Tortas” (Play TV), “Futuros Campeões” (Canal Combate), “Espírito da Luta” (Canal Combate), Mixados (PlayTV) e “200 Graus” (Discovery H&H), entre outras produções. Para mais informações, acesse: www.academiadefilmes.com.br

 IMAGEM FILMES

A Imagem é uma distribuidora nacional de filmes independentes comprometida com a qualidade e variedade de produções. Atuando nos segmentos de cinema, vídeo e televisão a distribuidora é responsável pelos lançamentos de grandes produções nacionais, dentre elas, destacam-se os recentes: “É Fada!”, “Nise - O Coração da Loucura”, “Soundtrack”, “O Rastro”, além das produções internacionais: “Florence – Quem é Essa Mulher”, “Café Society”, “Gênios do Crime”, “Silêncio”, “Círculo” e os recentes “Roda Gigante” e “Paddington 2”.

 RIOFILME

A RioFilme é uma empresa pública de investimento em audiovisual, vinculada à Prefeitura do Rio de Janeiro e subordinada à Secretaria Municipal de Cultura. Fundada em 1992 para apoiar a produção e distribuição de cinema na cidade, atua nas áreas de apoio à expansão do mercado exibidor, estímulo à formação de público e fomento à produção audiovisual, visando o efetivo desenvolvimento da indústria audiovisual carioca. Ao longo de sua existência, tem desempenhado papel fundamental na revitalização do Cinema Brasileiro, tendo lançado mais de 300 filmes nacionais no mercado ­– sucessos de público e crítica, como “Baile Perfumado” (Paulo Caldas e Lirio Ferreira), “Central do Brasil” (Walter Salles), “Lavoura Arcaica” (Luiz Fernando Carvalho), “Terra Estrangeira” (Walter Salles e Daniela Thomas, distribuição em vídeo), “Amarelo Manga” (Claudio Assis), “Divã” (José Alvarenga Jr.), “Simonal: Ninguém sabe o duro que dei” (Calvito Leal, Cláudio Manoel e MicaelLanger), entre vários outros. Além do fomento à produção, a RioFilme apoia eventos, como festivais, mostras e feiras ligadas ao mercado audiovisual bem como premiações como o GP do Cinema e pré-estreias. Desde 2017, retornou à sua função original, que imprime o seu DNA: a distribuição. O filme “Encantados”, de Tizuka Yamasaki, foi o primeiro, com estreia em dezembro. Em janeiro foi a vez de “Peixonauta, o filme”.

REDE TELECINE

Joint-venture entre a Globosat e os quatro maiores estúdios de Hollywood – Paramount, MGM, Universal e Fox –, a Rede Telecine também exibe com exclusividade as produções da Disney e sucessos do mercado independente. O melhor do cinema mundial estreia na TV brasileira através da Rede Telecine cada vez mais rápido.

Para investir cada vez mais na produção cinematográfica nacional, a Rede Telecine lançou em 2008 o Telecine Productions, selo de coprodução de títulos em parceria com grandes produtoras brasileiras. Além de estimular a criação de novos filmes, o Telecine garante a exibição desses títulos com exclusividade em suas diferentes plataformas.

Em 2017, o Telecine foi o mais lembrado entre todos os canais da TV por assinatura, categoria na qual é líder isolado pelo quarto ano consecutivo conquistando na pesquisa Top of Mind do Datafolha. Na de canais de filmes, a Rede mantém a liderança desde 2007 ¹. O Telecine é o canal fundamental na manutenção da TV por Assinatura2 e, neste ano, tem em sua programação sete dos 10 filmes mais vistos pelo público brasileiro em 2017³.

FONTES:

¹ – Top Of Mind 2016 – Datafolha – Perguntas: "Quando você pensa em CANAIS DE TV POR ASSINATURA, qual o primeiro canal que lhe vem à cabeça?" e "Quando você pensa em CANAIS DE FILMES POR ASSINATURA por assinatura, qual o primeiro canal que lhe vem à cabeça?"

²   – 21ª Pay TV Pop – Ibope 2014; Top Of Mind – Datafolha (A partir de 2015)

³ – Iboe. Brasil. Estreias de 2016. Público Acumulado


Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário