quinta-feira, 30 de maio de 2019

CANTOR, COMPOSITOR E MULTI-INSTRUMENTISTA RODRIGO SURICATO LANÇA O EP "ADMIRÁVEL ESTRANHO", NESTA SEXTA-FEIRA (31), EM TODAS AS PLATAFORMAS DIGITAIS


O tempo, o senhor do castelo onde mora o destino, tem suas razões. E elas vão nos moldando ao longo da estrada da vida. Artista de muitas facetas, Suricato costuma dizer que nasceu músico e guitarrista, e desejou ser compositor, numa busca que apenas a experiência poderia concretizar e aprimorar - ou não.

Felizmente, o tempo tem sido amigo de Rodrigo Suricato, como prova o EP "Admirável Estranho", com a faixa-título (acompanhada de videoclipe) e as músicas "Na mão as flores" e "Horizonte", um bonito cartão-postal folk rock e pop do terceiro álbum do músico talentoso - e cada vez melhor compositor. Tudo que ele sempre quis. O álbum será lançado em breve, mas o EP, composto, tocado e produzido por Suricato e Marco Vasconcellos, chega às plataformas digitais nesta sexta-feira,  dia 31 de maio.

"Eu estou muito de coração aberto com esse trabalho. Ele é tão genuíno, tão verdadeiro para mim, tem um esforço tão grande. Gosto de todas as três canções, mas o single "Admirável Estranho" é meio que uma unanimidade entre os amigos mais próximos. E, como composição, é uma das que sinto mais orgulho de ter feito, de ter realizado. Tem uma complexidade no violão e uma simplicidade na canção que eu fico orgulhoso", explica o cantor.

"Admirável estranho/ Vejo o que você fez/ Ninguém imaginou/ Gostar de quem mal se conhece/ Cada pedaço, um encanto/ Tudo é tão novo, eu sei/ E agora o que eu sou?/ Alguém que mal se reconhece/ Bastou um pouco de atenção/ Desenho uma constelação/ Depois de um dia tão comum/ O que era infinito, agora é um", diz a letra da melodiosa composição de arranjo folk pop.

Rodrigo Suricato ganhou projeção no showbiz ao participar com seu projeto na primeira temporada do reality show SuperStar, da Rede Globo, em 2014. Suricato lançou dois álbuns, sempre entre o folk e o rock, antes de absorver novas influências sonoras (incluindo um toque mais eletrônico) e se transformar numa "banda de um homem só", na qual toca violão, guitarra, gaita e instrumentos de percussão com os pés.

O EP "Admirável Estranho" e o álbum que virá a seguir coroam esse amadurecimento de Suricato, artista admirado por Moska, Nando Reis, Fito Páez, Lulu Santos e Liminha, entre outros ilustres do pop brasileiro, e que atualmente também é vocalista do Barão Vermelho. "Acho que esse novo trabalho é fruto de um processo de autoconhecimento, do meu relógio da vida, das coisas que eu já realizei", afirma o artista, ressaltando o tom meio autobiográfico das suas novas canções.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário