quarta-feira, 24 de julho de 2019

CANTOR TITO LANÇA VERSÃO DE CAZUZA


Tito teve uma epifania quando se apresentava como cantor em cruzeiros marítimos. Durante três anos ele rodou o mundo com shows a bordo, então percebeu que pela música ele conseguiria abrir o diálogo sobre assuntos com intuito transformador.

Sua estrada (e seus oceanos) na música completam 15 anos. Ele começou com grande sucesso, em 2008, quando do seu álbum de estreia, “Bem-Vindo”, Claudia Leitte gravou a canção “Horizonte”. Não parou mais, de lá pra cá lançou um single e dois EP’s, todos com músicas autorais, sempre com letras que convidam a pensar sobre o simplesmente “ser”, “estar”, “viver”, “sonhar” e principalmente “questionar”.

Não à toa ele lança neste conturbado 2019 uma versão no mínimo visceral de O Tempo Não Para, de Cazuza, primeiro single de um novo EP.

A ideia de manifestação contundente, porém, poética se deu primeiramente através da música “Eles Resistem”, que gravou na Av. Paulista à noite tendo sua voz extra melódica acompanhada tão somente pela “percussão” do seu pisar.

Isso foi no auge da polarização que a eleição presidencial trouxe ao país. Tito soltou o vídeo no simbólico 7 de setembro de 2018.

Ali estava a semente de O Tempo Não Para, que sai agora, em todas as plataformas digitais, com produção musical da Pparalelo e clipe dirigido pela C 38 estúdio.

A proposta de Tito com a versão (e atingida à perfeição) é a de utilização da comunicação não-violenta. Mesmo que tudo indique um caminho natural para o contrário – a letra áspera e atual, o cenário político do Brasil.

Porém, Tito não tira o pé do peso ao conduzir a enfática melodia de O Tempo Não Para, incluindo em sua versão a citação incidental de Ideologia: “Meus heróis morreram de overdose/meus inimigos estão no poder).

Essa capacidade plural de brincar com a música está escrita em sua trajetória, desde que começou a fazer shows em caravanas artísticas de rádios da região de Campinas, para que sua música tocasse nas emissoras.

Tito, que começara na dança aos 9 anos, passou a compor aos 18 anos, com uma base de piano e solfejando melodias para acompanhar as letras que escrevia. Teve Banda de Bossa Nova, gravou álbum, EP, Single, embarcou em navios onde tudo começou, incluindo esse texto.

E Tito segue, com a certeza de quem sabe de seu propósito e de sua relação de amor, tão bem sucedida, com a música.

Sorte a nossa ter um artista assim tão engajado com a arte e tão generoso em compartilha-la conosco.

CLIPE DISPONÍVEL NO YOUTUBE

https://www.youtube.com/watch?v=w32h3u6YrRo

Foto/crédito: Carmen Campos

Fonte: Juliny Barreto

Nenhum comentário:

Postar um comentário