terça-feira, 20 de agosto de 2019

"O VERDE ESTÁ DO OUTRO LADO" ENTRA EM CARTAZ NESTA QUINTA, 22


A exploração da água como um bem para poucos é destrinchada no filme O Verde Está do Outro Lado, de Daniel A. Rubio, longa de estreia do diretor. Produzido entre Chile e Brasil, o documentário traça um paralelo entre as experiências dos dois países a partir da perspectiva da Província de Petorca, a 200 quilômetros de Santiago, e de Correntina, que fica no oeste da Bahia.

Entrevistas com moradores da região, ambientalistas e políticos guiam o longa que explora as nuances econômicas e ambientais que regem as batalhas pela propriedade da água. A produção explora os efeitos da privatização da gestão da água vivida pelo Chile em 1981 e seus reflexos negativos quase quatro décadas depois. Em Petorca, grandes empresas detém o líquido e a falta de água para irrigação de plantações e para o próprio consumo humano leva pequenos agricultores e suas famílias ao sofrimento e à ruína.

O Brasil tem 12% da água doce do planeta, mas a realidade da cidade de Correntina, conhecida como a caixa d'água do Brasil, escancara um futuro pouco distante: grandes produtores de soja já foram responsáveis por extinguir 17 riachos nos últimos 15 anos.

O Verde Está do Outro Lado, que estreia no dia 22 de agosto, resume o efeito que as privatizações, a acumulação de riqueza e a globalização exercem na falta de acesso a serviços básicos vivida por muitos habitantes.

Sobre:

:Sinopse:

O Verde Está do Outro Lado estabelece um paralelismo entre as experiências do Chile e do Brasil para tratar do acesso das populações à água no mundo, explorando as nuances econômicas e ambientais envolvidas na disputa pela propriedade da água, que irá determinar o futuro do planeta. No Chile, a gestão da água foi privatizada em 1981. O documentário mostra como em Petorca, a 200 quilômetros de Santiago, a água que está nas mãos de grandes empresas tem levado pequenos agricultores e suas famílias à ruína. No filme, conhecemos uma realidade extrema que aflige a maior parte dos habitantes da Província de Petorca.

:Direção | Daniel A. Rubio:

Daniel A. Rubio é fotógrafo, diretor e produtor de projetos majoritariamente orientados por questões sociais e ecológicas.

Trabalhou na produção, realização e direção de programas produzidos pela Television Trust for the Environment, como "A Posse", "Land's Revolução", "Collision Course", "Winning Against AIDS", "Looting the Pacific", "Danger in the Dust", que foram exibidos pela BBC World e outros canais, como TVArte, France 5 e Article Z.

Ficha Técnica

Brasil/Chile, 2018, 76 min, 10 anos

Direção | Roteiro: Daniel A. Rubio

Produção-executiva: Juliana Lira

Produção | Chile: Andrea Rubio Apiolaza

Produção | Brasil: Juliana Lira, Roberto Gonçalves de Lima, Cristina Livramento, Flavio Fontes, Lara Dezan e Priscila Ihara

Produtora: Lira Filmes

Coprodutora: ArtVer

Montagem: Daniel A. Rubio, João Gil e Fred Silviero

Imagens | Chile: Daniel A. Rubio

Imagens | Brasil: Daniel A. Rubio e João Gil

Trilha: Leandro Estevão e Levi Estevão

Personagens | Brasil: Moradores da comunidade da Prainha, Dona Ana, Sr. Paulino, Sra Maria, Seu Antônio, Timóteo MAB, Marcos – Ativista, Andreia - MAB, Deputado Glauber Braga, Deputado Alfonso Florence, Deputado Bohn Gass

Personagens | Chile: 
Rodrigo Mundaca, Senadora Adraina Muños, Deputado Luis Lemus, Dona Avelinda Madariaga, Seu Pedro Madariaga, Verónica Vilches, Claudio Vilches, Ricardo Sangüesa, Alejandra Sepulveda, Ministro de Obras Públicas do Chile, Alberto Undurraga Vicuña, SeuCarlos Gilberto Tapia, Ondina Figueroa

Distribuição: Lira Filmes 

Fonte/Foto-reprodução-divulgação: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário