quinta-feira, 12 de setembro de 2019

ANGELA DAVIS REFLETE SOBRE O SISTEMA CARCERÁRIO AMERICANO EM "ESTARÃO AS PRISÕES OBSOLETAS?"


Referência para os movimentos negro e feminista, a professora e filósofa Angela Davis volta seu olhar para o sistema de encarceramento americano em “Estarão as prisões obsoletas?”, lançado pela Difel.

Os Estados Unidos são o país com a maior população carcerária do mundo e, desde os anos 1980, a construção de prisões e a taxa de encarceramento só faz aumentar exponencialmente. Uma das razões parece ser a privatização e a consequente promessa de lucros do sistema carcerário que, no entanto, abriga quantidades desproporcionais de minorias étnicas.

No texto, Angela fala sobre esse racismo explícito do sistema, e propõe uma reflexão radical em busca de alternativas aos atuais programas de reabilitação. A autora defende que essa revisão é essencial para finalmente começar a desmantelar estruturas racistas que perduram há décadas.

TRECHO:

“O encarceramento, entretanto, acabou por se tornar a pena em si, fazendo surgir uma distinção entre o aprisionamento como punição e a detenção antes do julgamento ou até a aplicação da pena. O processo por meio do qual o encarceramento se tornou a maneira primária de punição imposta pelo Estado estava intimamente relacionado à ascensão do capitalismo e ao surgimento de um novo conjunto de condições ideológicas.”

Angela Davis é professora emérita da Universidade da Califórnia, filósofa e símbolo da luta pelos direitos civis, pelos direitos das mulheres e contra a discriminação social e racial nos Estados Unidos. É autora de livros como A democracia da abolição, Mulheres, raça e classe e Mulheres, cultura e política. Siga-a no Twitter: @angeladavis_

Serviço

ESTARÃO AS PRISÕES OBSOLETAS?
(Are prisons obsolete?)

ANGELA DAVIS

Tradução: Mariana Vargas

Páginas: 144

Editora: Bertrand Brasil| Selo Difel | Grupo Editorial Record

Fonte: Departamento de Comunicação - Grupo Editorial Record

Nenhum comentário:

Postar um comentário