segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

FICÇÃO-CIENTÍFICA MOSTRA VIDA EM UMA NOVA YORK INUNDADA POR CONTA DO AQUECIMENTO GLOBAL


Chega ao Brasil Nova York 2140 do americano Kim Stanley Robinson, um dos mais principais autores de ficção-científica da atualidade. Publicado pelo Planeta Minotauro, selo de ficção especulativa da Editora Planeta, o livro se passa em 2140, ano no qual Nova York se tornou uma cidade parcialmente submersa após o aumento de 15 metros no nível do mar por conta do aquecimento global.

Os ricos vivem em arranha-céus recém-construídos na parte alta da cidade e Manhattan ganhou o apelido de Super-Veneza Vários dos personagens principais moram na MetLife Tower, na qual uma associação de inquilinos equipou com mecanismos de prevenção de inundações. Denver substituiu Nova York como o centro das finanças e da cultura americanas, e grande parte dos Estados Unidos foi deliberadamente abandonada.

Robinson é conhecido por retratar personagens que lutam para preservar o mundo ao redor em ambientes tomados pelo individualismo, enfrentando frequentemente o autoritarismo político/econômico do poder corporativo que atua nesse ambiente. Em suas obras, o americano demonstra preocupação com modelos concorrentes de organização política e econômica.

Nascido em 1952, Kim Stanley Robinson já publicou mais de vinte romances e uma série de contos. Mais conhecido mundialmente por sua trilogia de Marte, tem como um dos seus temas principais as mudanças climáticas e suas consequências culturais e políticas no futuro da humanidade.

"Nesta visão, ao mesmo tempo animadora e desalentadora, de um mundo pós-apocalíptico, a ambição humana (é claro) é a grande vilã. Contra ela, apenas a tenacidade e a determinação do espírito humano." - FINANCIAL TIMES

"Nova York pode estar debaixo d’água, mas está melhor do que nunca." - THE NEW YORKER

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário