quinta-feira, 11 de junho de 2020

NO DIA MUNDIAL DE CONSCIENTIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA A PESSOA IDOSA, FUNDAÇÃO BUNGE RELEMBRA AÇÕES DESTINADAS A ESSA POPULAÇÃO


Na próxima segunda-feira, 15 de junho, é o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa idosa, instituída em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPES). Segundo a pesquisadora emérita da Fiocruz, Cecília Minayo, mais de 60% dos casos de violência contra idosos no mundo ocorrem nos lares. No Brasil, entre 2012 e 2018, a população idosa cresceu 26%. Hoje, cerca de 10% da população brasileira têm 65 anos ou mais.

Ao longo dos anos, a Fundação Bunge, por meio do Comunidade Educativa, programa de voluntariado corporativo nos municípios onde a Bunge está presente, tem realizado uma série de atividades em abrigos de idosos em diversos estados do Brasil.

Entre abril e maio, os voluntários do programa doaram alimentos, produtos de higiene e máscaras de tecido para os abrigos de idosos Lar Vicentino e Vovó Walquíria, em Santos, e da Casa Madre Teodora, em São Paulo. Eles receberam ainda cartinhas, desenhos e vídeos com mensagens de otimismo, produzidas por colaboradores da Bunge da cidade e seus filhos. O Lar dos Idosos Percis Harris, em Rondonopolis (Mato Grosso), também recebeu doações de produtos de higiene e limpeza para os 75 idosos e o lar Allan Kardec, na cidade de Paulo de Faria (São Paulo), recebeu cestas básicas. As duas iniciativas também contaram com desenhos e cartinhas de otimismo feito pelos filhos dos funcionários dos voluntariados.

Por meio de sua outra frente de atuação, o Centro de Memória Bunge reúne um acervo de mais de 100 anos de história da Bunge no Brasil, com informações, fotos e vídeos. Tal acervo auxiliou, em 2018, a produção do documentário Outros Tempos - Velhos, série brasileira produzida pela HBO e a Prodigo Films. Os documentos do acervo foram utilizados como fonte para recontar a vida e o modo de envelhecer do engenheiro agrônomo Fernando Penteado Cardoso, pioneiro na implantação da indústria de fertilizantes no Brasil, fundador da Manah, empresa que pertenceu ao grupo Bunge. Os conteúdos preservados pelo acervo recontaram seus mais de 100 anos de história. A série pode ser assistida pelo link: http://www.youtube.com/watch?v=uo9x8ov4FG0 

Sobre

Centro de Memória Bunge

O Centro de Memória Bunge foi criado em 1994 e desde então é um dos projetos da Fundação Bunge. Referência na área de preservação da memória empresarial, o local tem como objetivo a guarda e preservação de documentação histórica, a disseminação do conhecimento e a utilização de seu acervo como um instrumento estratégico de gestão. Para facilitar o acesso ao público e compartilhar com a sociedade o aprendizado construído, conta com atividades gratuitas como Atendimento a Pesquisas, Exposições Temáticas, Visitas Técnicas e Benchmarking. Além disso, promove as Jornadas Culturais, série de palestras e oficinas gratuitas com objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação de acervos históricos e patrimoniais.

Fundação Bunge

A Fundação Bunge, entidade social da Bunge no Brasil, há mais de 60 anos atua em diferentes frentes com o compromisso de valorizar pessoas e somar talentos para construir novos caminhos. Suas ações estabelecem uma relação entre passado, presente e futuro e são colocadas em práticas por meio da preservação da memória empresarial (Centro de Memória Bunge), do incentivo à leitura (Semear Leitores), do voluntariado corporativo (Comunidade Educativa), do desenvolvimento territorial sustentável (Comunidade Integrada) e do incentivo às ciências, letras e artes (Prêmio Fundação Bunge).

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário