domingo, 8 de novembro de 2020

BRLAB CHEGA À SUA 10ª EDIÇÃO E ACONTECE ATÉ O DIA 27 DE NOVEMBRO DE 2020 EM FORMATO ONLINE

 

BrLab, evento de mercado do setor audiovisual, chega à sua 10ª edição e acontece de 05 a 27 de novembro de 2020 em formato onlinePara celebrar o décimo aniversário deste que é o único laboratório internacional no Brasil aberto e especialmente dedicado a projetos audiovisuais e futuros filmes de toda América Latina e Península Ibérica, o evento promove diversas atividades abertas ao público, com acesso em todo território nacional.

Entre elas, uma série de lives com atividades gratuitas como master classes e debates para discutir o audiovisual em diferentes eixos e pensar o mercado mundial e brasileiro neste momento tão peculiar da indústria audiovisual. A programação é dividida entre BrLab, BrPlot e Reach, conforme o tema. O público interessado pode se inscrever gratuitamente no site www.brlab.com.br.

Além das atividades programadas, o BrLab também lança o livro com o roteiro do filme "O Lobo Atrás da Porta", de Fernando Coimbra, com prefácio inédito escrito por Fernanda Torres e conteúdo exclusivo dos bastidores do filme que inclui uma conversa entre equipe e elenco promovida especialmente para o registro no livro. O filme participou da primeira edição do laboratório, em 2011, e o lançamento dá continuidade à coleção "Roteiros do Cinema Brasileiro" criada pelo BrLab em 2019 com a publicação do roteiro de “Que horas ela volta?” de Anna Muylaert. 

Em 2020, o BrLab recebeu 591 inscrições de projetos para seu workshop principal dos quais foram selecionados 12 projetos, sendo 6 brasileiros (Bahia, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco, e São Paulo) e 6 de países como Colômbia, Cuba, Equador, Peru, Paraguai e Uruguai. Os projetos selecionados concorrem a R$650.000,00 em prêmios de empresas e instituições parceiras como Vitrine Filmes, Globo Filmes, Projeto Paradiso, entre outros, como detalhado mais abaixo.

PROGRAMAÇÃO ABERTA, ONLINE E GRATUITA

BrPlot – Encontro de Roteiristas

A partir da parceria entre BrLab e ABRA (Associação Brasileira de Autores Roteiristas), com curadoria de Gustavo Gontijo, Marta Nehring, Rafael Sampaio e participação dos Grupos de Trabalhos Identitários da ABRA, a 4ª edição do BrPlot - Encontro de Roteiristas, que acontece de 05 a 13/11, promove diversos encontros para discutir o trabalho de escrita audiovisual e o ofício dos roteiristas.

A programação tem início no dia 05/11 às 11h com a mesa Narrativas Locais, Audiências Globais: o Caso da Série “Dix Pour Cent” na qual a atriz, roteirista e showrunner francesa Fanny Herrero conversa com a atriz e roteirista Martha Nowill e o roteirista Chico Mattoso. O encontro, promovido em parceria com o Projeto Paradiso e Embaixada da França no Brasil, apresenta pela primeira vez ao público brasileiro uma conversa com Fanny Herrero, responsável por criar a série que é um dos maiores sucessos internacionais da história da televisão francesa e que acaba de lançar sua quarta temporada. Ambientada em uma agência de atores francesas a série conta com estrelas do cinema francês como Juliete Binoche, Isabelle Huppert, entre outras, interpretando a si mesmas. A atividade será em francês com tradução simultânea ao português.

Outro destaque da programação é a Master Class com Mark Goffman, showrunner da série “The Umbrella Academy” hit da Netflix, no dia 11/11, às 17h, que irá compartilhar parte de sua experiência como roteirista, executivo e showrunner de importantes projetos.  Já a badalada cineasta e roteirista argentina Albertina Carri participará no dia 13/11, às 21h, de um encontro inédito com o público brasileiro no qual conversará sobre seu processo criativo em filmes premiados como “La Rabia”, “Los Rubios” e “Las hijas del fuego”, com mediação de Érica Sarmet.

A programação continua com uma série de encontros e discussões como “Personagem e Estrutura Narrativa”, master class do cubano Eliseo Altunaga e mediação de Camila Agustini no dia 06/11, às 11h; “Salas Plurais, Narrativas Diversas” com Alice Marcone, Thays Berbe, Ludmila Naves, Esmir Filho e mediação de Maíra Oliveira, no dia 09/11, às 21h; “Quem Disse Que Não Tem Roteiro?” com Ana Abreu, Elísio Lopes Jr., Claudio Yosida e mediação de Ana Durães, no dia 10/11, às 21h; “Narrativas em Documentário e Ficção” com Flávia Castro, Gabriel Martins, Gabriel Mascaro e mediação de Maíra Buhler, no dia 12/11, às 21h; e “O cinema a poética do corpo” com Albertina Carri e mediação de Érica Sarmet, no dia 13/11, às 21h.

Reach – Questões de Audiência / Audience Matters

Ainda como parte de sua programação internacional aberta ao público, o BrLab realiza uma série de mesas focadas em apresentar questões relevantes e atuais do setor audiovisual, organizadas na programação do Reach – Questões de Audiência. Lançado em 2019, o Reach promove conversas que buscam refletir sobre as questões e transformações que o setor enfrenta, especialmente aquelas implicadas nas transformações dos hábitos de consumo dos últimos anos. A programação, que acontece de 12 a 20/11, é alinhada com grandes eventos internacionais que, assim como BrLab, têm a missão de promover espaços qualificados para a discussão de questões atuais do setor audiovisual que são decorrentes do impacto que novas tecnologias têm nos hábitos de consumo pela audiência.

Neste ano em que pandemia acelerou diversas transformações que impactaram diretamente a economia do setor audiovisual, o BrLab traz ao Reach uma série de encontros com profissionais que estiveram à frente de empresas e casos durante a pandemia para compartilhar experiências e aprendizados na relação com consumidores online, na gestão de dados, clientes e consumidores na internet. Outras mesas trazem casos e encontros que promovem a reflexão sobre como o audiovisual pode pensar suas relações com a audiência e também discutir o momento atual brasileiro. O evento promove o encontro com profissionais de marketing, exibição, distribuição, programação produção e design de audiência da Argentina, Brasil, Espanha, Inglaterra, França, Alemanha, Colômbia, entre outros, para compartilhar ideias e experiências relevantes no mercado audiovisual.

A programação começa dia 12/11, às 11h, com a mesa sobre Design de Audiência “Explorar os mundos da narrativa e do público”, do audience designer alemão Benjamin Colle e continua com uma série de encontros e discussões como “Distribuição de Impacto, master class da britânica Sarah Mosses, no dia 12/11, às 16h; “Festivais – Desafios de Programação” com Anne Deleseth (Quinzena dos Realizadores), Susana Rodrigues (Festival de Rotterdam) e Cecilia Barrionuevo (Mar del Plata), no dia 16/11, às 21h; “Perspectivas para o Cinema Brasileiro” conversa entre o exibidor Adhemar Oliveira, a produtora Sara Silveira, e o cineasta Eryk Rocha no dia 17 de Novembro, às 17h30; “Como criar um ambiente para que o cinema e o VOD coexistam no novo mundo (lições que aprendemos)”, com os profissionais de marketing Kate Genova e Lee Shelton da rede de salas e plataforma inglesa Curzon no dia 18/11, às 16h; “Construindo públicos de nicho no ambiente digital” com as plataformas MUBI (Bobby Allen), Kabinett (Eduardo Constantini) e Spamflx (Markus Duffner) no dia 19/11 às 11h; e termina com a mesa “O marketing de Cinema em 2020: Promoção, Transição Digital e Mercados Online” em que Sarah Calderón, fundadora da The Film Agency, agência de promoção e marketing para cinema europeu responsável entre outros projetos, pela edição online do Marché du Film do Festival de Cannes

PROGRAMAÇÃO ABERTA – DIA A DIA: 

Local: Youtube BrLabwww.youtube.com/brlab

(para receber o link da live é necessário se inscrever em www.brlab.com.br)

09 DE NOVEMBRO, SEGUNDA-FEIRA

21h00

Salas Plurais, Narrativas Diversas

Com Alice Marcone, Thays Berbe, Ludmila Naves, Esmir Filho

Mediação: Maíra Oliveira

Como tem sido a experiência nacional na formação de salas plurais e na construção de narrativas diversas? Vamos analisar iniciativas brasileiras bem-sucedidas a fim de entender quais paradigmas ainda precisam ser vencidos para a criação de narrativas contra-hegemônicas.

10 DE NOVEMBRO, TERÇA-FEIRA

17h00

A Montagem Cinematográfica

Com Karen Akerman, Soledad Salfate e Fernando Epstein

Mediação: Erick González

Três montadores de grande trajetória, que participam do 3 Puertos Cine – Montagem, refletem sobre as construções possíveis na edição a partir dos elementos primários da linguagem cinematográfica: a edição que constrói o sentido do filme e o relato no tempo. Os três profissionais falam desde a perspectiva de seus próprios trabalhos e do trabalho como assessores de montagem.

21h00

Quem Disse Que Não Tem Roteiro?

Com Ana Abreu, Elísio Lopes Jr, Claudio Yosida

Mediação: Ana Durães

Os formatos non-scripted, que vão dos realities aos game shows, oferecem um conteúdo que parece "tão espontâneo quanto a própria vida”. Com menor custo de produção e forte apelo como produto de entretenimento popular, tornaram-se especialmente atrativos para o mercado. Afinal, como fica a parte do roteirista? Quem escreve aquilo que se vê?

11 DE NOVEMBRO, QUARTA-FEIRA

17h00

Master Class com Mark Goffman

Com Mark Goffman

Em parceria com MediaXChange

Mediação: Gustavo Gontijo.

A impulsionadora de conteúdo MediaXchange apresenta alguns de seus programas e dá uma amostra de seu trabalho. Com sede em Londres e em Los Angeles, a MediaXchange é responsável por aproximar grandes criadores do mundo todo, e organizou uma Master Class de Mark Goffman, produtor executivo e roteirista do hit na Netflix The Umbrella Academy, discípulo de Aaron Sorkin, roteirista de séries como The West Wing, Studio 60 on the Sunset Strip, e showrunner de Sleepy Hollow e Bull. (Com tradução simultânea)

12 DE NOVEMBRO, QUINTA-FEIRA

11h00

Design de Audiência: Explorar os mundos da narrativa e do público

Com Benjamin Cölle 

A master class se debruçará sobre a prática do design de audiência, que pode ser definido como "o processo de criar percepção e engajamento do público em relação aos filmes desde o início do estágio de desenvolvimento através de uma abordagem multi-angular e calcada na narrativa". Designer de Audiência atuante, Benjamin Colle apresentará bases teóricas e projetos de filmes recentes exemplares da prática do design de audiência. Voltada para roteiristas, diretores/as, produtores/as, distribuidores/as e todos os profissionais do cinema que estão dispostos a mergulhar juntos na exploração de suas histórias e públicos potenciais dos seus projetos, através de um processo colaborativo e iterativo desde o início do desenvolvimento.

16h00

Distribuição de Impacto

Com Sarah Mosses

Sarah Mosses, fundadora e CEO da Together Films, oferece uma introdução à Distribuição de Impacto, voltada para profissionais interessados em alcançar novos públicos e que estão em fase de elaboração de estratégias para lançamento de seus projetos. O mundo da distribuição mudou, e a COVID-19 trouxe consigo a oportunidade de desenvolvimento de modelos novos e inovadores. Como uma empresa de distribuição e levantamento de dados, a Together Films é ponta-de-lança na elaboração de modelos de distribuição únicos e no engajamento do público em debates sobre temas de importância. Na palestra, serão apresentadas formas singulares de promoção deste engajamento e levantadas bases para a construção de estratégias de distribuição de impacto para cada projeto.

(Com tradução simultânea)

21h00

A Representação em Foco: Documentário ou Ficção?

Com Flávia Castro, Gabriel Martins, Gabriel Mascaro

Mediação: Maíra Bühler

Uma parcela importante da ficção atualmente produzida no Brasil traz corpos, espaços e sotaques de diferentes estados e regiões do Brasil, e faz uso de uma linguagem híbrida cada vez mais recorrente no cinema, em que a ficção e o documentário se misturam muitas vezes na narrativa. Nessa trilha, cada vez mais roteiristas e cineastas transitam entre os dois gêneros. Quais os critérios adotados pelos realizadores na hora de optar pelo registro documental ou ficcional?

13 DE NOVEMBRO, SEXTA-FEIRA

21h00

O Cinema e a Poética dos Corpos

Com Albertina Carri

Mediação: Érica Sarmet

A cineasta, roteirista e produtora argentina Albertina Carri apresenta algumas de suas reflexões atuais sobre a poética dos corpos no cinema, neste momento em que nossos corpos representam potencialidades vitais. A partir do entendimento do cinema como algo orgânico, a diretora dos premiados filmes Las Hijas del Fuego, Los Rubios, La Rabia, entre outros, faz referência a conceitos da filosofia, psicanálise e análise da imagem para investigar algumas perguntas que a filosofia vem formulando desde os tempos pré-socráticos, e a psicologia desde o seu início. O que é um corpo? O que pode um corpo? As respostas são variadas, de acordo com o sistema epistemológico utilizado para formular a resposta. Albertina propõe uma aproximação ao de Spinoza, que usará para pensar as possibilidades do corpo e o cinema como devir do sagrado a partir da nossa natureza puramente profana.

16 DE NOVEMBRO, SEGUNDA-FEIRA

11h00

Da escrita à mesa de edição – Aproximações narrativas

Com Marcelo Gomes e Ernesto Soto

Mediação: Paula Astorga

A partir de suas experiências entre a ficção e o documentário, Marcelo Gomes (roteirista e diretor) e Ernesto Soto (produtor) compartilham uma revisão sobre os processos e os dispositivos narrativos que consolidam uma história. Desde as particularidades de suas primeiras obras, como “Viajo porque preciso, volto porque te amo”, e recentemente do documentário “Estou me guardando pra quando o carnaval chegar”, estes cineastas trabalham com todos os mecanismos - desde a escrita até a mesa de edição - e moldam o filme desde uma perspectiva única.

18h00

Festivais: Desafios para um programador

Com Anne Deleseth, Susana Rodrigues e Cecilia Barrionuevo

O trabalho de um programador de festival é frequentemente visto como algo que todo cinéfilo adoraria fazer - descobrir filmes, criar uma identidade para que um evento se apresente para um certo público - e festivais definitivamente são o espaço para a pluralidade de vozes e para a liberdade artística. Há, no entanto, muitos desafios no dia-a-dia de um programador, não apenas no que diz respeito à natureza do próprio trabalho (pois, sendo muitas vezes um trabalho da categoria freelancer, precisa ser combinado com outros empregos na própria indústria), mas também pelo esforço pelo encontro de novos filmes e pontos de vista, com a tarefa de concatenar questões importantes como a representatividade, formas inovadoras de filmagem, novas tecnologias, etc. Anne Delseth, Susana Rodrigues e Cecilia Barrionuevo, três mulheres com vasta experiência neste campo, falarão sobre esses desafios. As profissionais são programadoras de festivais como a Quinzena dos Realizadores de Cannes, Festival de Rotterdam e Mar del Plata, entre outros.

17 DE NOVEMBRO, TERÇA-FEIRA

17h30

Perspectivas para o Cinema Brasileiro em 2020

Com Adhemar Oliveira, Sara Silveira, Eryk Rocha

Mediação: Ivan Melo

Nos últimos anos o cinema brasileiro tem sofrido as consequências de mudanças estruturais nas políticas direcionadas à indústria audiovisual no Brasil enquanto, paradoxalmente, a produção do país vem sendo celebrada ao redor do mundo nos principais festivais e mercados. Nesse cenário em que todas as principais entidades de classe do audiovisual brasileiro lutam para que não se estabeleça uma crise ainda maior no setor, convidamos o exibidor Adhemar Oliveira, a produtora Sara Silveira e o cineasta Eryk Rocha para conversar sobre o cinema brasileiro hoje, com moderação do produtor Ivan Melo. Quais as perspectivas para o cinema brasileiro hoje em 2020? Como enfrentar esse momento de crise? A quem o cinema brasileiro interessa? Quem são as audiências do cinema brasileiro?

18 DE NOVEMBRO, QUARTA-FEIRA

16h00

Como criar um ambiente para que o cinema e o VOD coexistam no novo mundo

Com Kate Gerova e Lee Shelton (Curzon Cinemas)

Cada exibidor ao redor do mundo está lidando com as consequências da COVID-19 e a predominância de filmes de grandes estúdios rapidamente postergando suas datas de lançamento. Enquanto os distribuidores se recalibram voltando olhares para seus negócios online e digitais, o que pode ser feito para atrair consumidores para plataformas de nicho e como garantir a sobrevivência do cinema arthouse? Durante a mesa, Kate Gerrova e Lee Shelton, profissionais de marketing B2C da rede de salas e plataforma britânica Curzon, explorarão a jornada do consumidor digital, focando na aplicação do design e uso de dados voltados formatados em função do usuário, de modo a alcançar a longevidade do produto. Será também explorada a ideia das parcerias estratégicas com exibidores e influenciadores que possam alcançar um público ávido por conteúdo novo, assim como o uso de recursos como o CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente), propagandas dirigidas, adwords e remarketing para assegurar a fidelidade do consumidor.

(Com tradução simultânea)

19 DE NOVEMBRO, QUINTA-FEIRA

11h00

Construindo públicos de nicho no ambiente digital

Com Bobby Allen (MUBI), Eduardo Constantini (Kabinett) e Markus Duffner (Spamflx)

Um dos temas mais desafiadores para a indústria do cinema independente durante a última década tem sido o ambiente digital. Com a chegada e consolidação da internet, plataformas de streaming foram criadas e rapidamente se tornaram gigantes da indústria, não só como exibidores de filmes e séries mas também como criadores de conteúdo. Ao mesmo tempo, a pirataria rapidamente se tornou uma janela de exibição para usuários em busca de conteúdo que não encontram em cartaz nos cinemas ou em videolocadoras. Se há nomes como Amazon e Netflix, que se alastraram e são comumente tidos como sinônimo de VOD, há também plataformas como o MUBI, há mais de dez anos no mercado na empreitada de abrir espaço para o cinema arthouse, e mais recentemente outras soluções voltadas para o público de nicho, como Kabinett, Spamflix e muitas outras. 

20 DE NOVEMBRO, SEXTA-FEIRA

11h00

O marketing de Cinema em 2020: Promoção, Transição Digital e Mercados Online

Com Sarah Calderón (The Fim Agency)

Representada por sua CEO e cofundadora Sarah Calderón, a The Film Agency compartilha sua perspectiva singular sobre a transição digital pela qual a indústria cinematográfica está passando. Olhando para ferramentas concretas, experiências e estudos de casos recentes do Marché du Film Online e diversas campanhas de promoção de festivais híbridos, serão apontadas as melhores práticas da atualidade. Além disso, serão apresentados exemplos-chave de salas de cinema virtuais, salas físicas com medidas de distanciamento social e outras tendências da distribuição e promoção. Através da melhor compreensão da complexidade dos tempos atuais, será possível moldar melhor o futuro imediato.

BRLAB - PROJETOS SELECIONADOS EM 2020

Em 2020, o principal workshop do BrLab recebeu 591 inscrições, sendo 386 brasileiros e 205 estrangeiros dos quais foram selecionados 12 projetos, sendo 6 brasileiros (Bahia, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco, e São Paulo) e 6 de países como Colômbia, Cuba, Equador, México, Peru, Paraguai e Uruguai. Integram a seleção futuros filmes de cineastas premiados e novos talentos audiovisuais da região como o cineasta paraguaio Pablo Lamar que participa com seu novo longa “Remanso”, a diretora e atriz brasileira Grace Passô com seu primeiro longa como diretora baseado em uma peça de sua autoria “Amores Surdos 1500”, a premiada curta-metragista colombiana Juanita Onzaga que participa com o projeto de longa "Las Tierras Que Te Buscan". Também complementam o time de diretoras a peruana Melina León com seu segundo longa “San Blas”, a equatoriana Ana Cristina Barragán com seu terceiro longa-metragem “La Hiedra”, e as brasileiras Everlane Moraes com “O Segredo de Sikán”; Rafaela Camelo com “Sangue Do Meu Sangue” e Janaína Marques com “Amores Paraguayos”. Outros quatro diretores estreantes no longa-metragem, mas com trajetórias consolidadas como curta-metragistas e/ou assistentes de direção, complementam a seleção deste ano: os brasileiros Diego Paulino, com “Experiências Incômodas em Dias Nublados” e Maick Hannder com “Perto da Meia Noite”, o cubano Damián Sans Edwards com “Los Caídos” e o uruguaio Sergio de León com seu primeiro longa de ficção “Siempre Vuelven”.

Os participantes dos projetos selecionados passam por consultorias de roteiro, direção, produção e distribuição com renomados profissionais do Brasil e do mundo como a cineasta Mariana Rondón, diretora do premiado filme “Pelo Malo”; a consultora de direção mexicana Paula Astorga; a roteirista brasileira Iana Paro Cossoy; os premiados produtores Agustina Llambi-Campbell (Argentina) e Giancarlo Nasi (Chile), além de diversos outros palestrantes e convidados que compõem a programação de conteúdos e atividades.

Ao final do evento, os responsáveis pelos projetos participam de rodadas de negócios e concorrem a diversos prêmios oferecidos por empresas e instituições parceiras que somam R$650 mil reais. Pela primeira vez, a distribuidora Vitrine Filmes entregará o Prêmio Vitrine Filmes - Programa Novos Clássicos do Cinema Brasileiro, que consiste no investimento R$400.000,00 (quatrocentos mil reais) como Start Money em um projeto brasileiro ou estrangeiro coproduzido com o Brasil. Também são oferecidos o Prêmio Desenvolvimento Globo Filmes no valor de R$110.000,00 e o Prêmio Desenvolvimento Vitrine Filmes também no valor de R$110.000,00. A distribuidora Vitrine Filmes – parceira do BrLab desde a primeira edição – entrega ainda um terceiro prêmio destinado a projetos estrangeiros, o Prêmio Aquisição Vitrine Filmes que consiste no compromisso de distribuição futura de um projeto estrangeiro em território brasileiro. O Projeto Paradiso, que também patrocina parte das atividades do BrLab, oferece o Prêmio Incubadora Paradiso no valor de R$30.000,00 (trinta mil reais) para um(a) do(a)s roteiristas de projetos brasileiros. Os eventos internacionais PopUp ResidencyTorino FIlm Lab e Cinéma en Développement de Toulouse selecionam dentre os participantes do BrLab alguns projetos para participarem de suas concorridas atividades, e empresas como Cesnik, Quintino & Salinas Advogados e C/as4atro oferecem horas de assessoria jurídica e assessoria em produção executiva, respectivamente. O Coletivo DAFB - Coletivo de Mulheres e Pessoas Transgênero do Departamento de Fotografia do Cinema Brasileiro – também oferece um prêmio de consultoria em cinematografia para um projeto.

Complementam a programação de workshops a terceira edição do 3 Puertos Cine - Montagem, organizado em parceria com AUSTRALAB (Chile) e Circo 2,12 (México), para projetos em fase de montagem e, pela segunda vez, o Locarno Industry Academy São Paulo, workshop para profissionais que trabalham também na etapa final da cadeia: jovens programadores, distribuidores, exibidores, profissionais de marketing e outros. Ainda, em parceria com o Projeto Paradiso o BrLab promove a terceira edição do Workshop de Design de Audiência com TorinoFilmLab, focado em filmes mais próximos à filmagem e no entendimento da audiência das obras e nas formas de se conectar com seu público mesmo antes do lançamento. 

BrLab é uma atividade desenvolvida pela Klaxon Cultura Audiovisual, com patrocínio do Projeto Paradiso e do Programa Ibermedia. Suas atividades acontecem também graças ao apoio da Vitrine Filmes, Globo FIlmes, UK Department for International Trade e Cidade de São Paulo e a parceria com 3Puertos Cine, Locarno International Film Festival, Torino Film Lab, Festival Rencontres Cinémas d’Amérique Latine de Toulouse (Cinéma en Développement), PopUP Residency,  European Audiovisual Entrepreneurs, Media Xchange, Diáspora Conecta,  DAFB, C/as4atro, Cesnik Quintino & Salinas Advogados, Brazilian Content,  API, BRAVI, APRO, ABRA, Embaixada da França no Brasil, Consulado Geral de Israel em São Paulo,  Imprensa Mahon, LATAM Cinema, Revista de Cinema, entre outros.

Em 2020, apesar de todos os desafios, BrLab comemora 10 anos como a única plataforma no Brasil que recebe projetos de diferentes países e incentiva o aprimoramento e a capacitação profissional, ao mesmo tempo que estimula o desenvolvimento e a criação de projetos audiovisuais para os mercados brasileiro e internacional. No total, o evento já recebeu 3.050 inscrições e mais de 400 profissionais foram qualificados diretamente pelo programa; através de 140 projetos que participaram do BrLab e que representaram 18 países e 10 estados brasileiros. Dentre os projetos participantes, 38 já foram finalizados e lançados como longas metragens; 10 títulos estão atualmente em finalização; e outros 25 estão em estágios avançados de financiamento, o que permite à organização projetar o número de 73 longas metragens participantes do programa lançados e finalizados até 2022.

Para detalhes da lista de projetos selecionados e mais informações:

http://www.brlab.com.br/

Serviço: 

10º BrLab – de 05 a 27 de Novembro

Evento fechado para os profissionais selecionados

4º BrPlot – Encontro de Roteiristas – de 05 a 13 de Novembro

Gratuito e aberto ao público

Inscrições: http://www.brlab.com.br/

2º REACH - Encontro Internacional Sobre Audiências – de 12 a 20 de Novembro

Gratuito e aberto ao público

Inscrições: http://www.brlab.com.br/

Fonte: Assessoria de Imprensa



Nenhum comentário:

Postar um comentário