quarta-feira, 18 de novembro de 2020

GAAB ANUNCIA NOVO ÁLBUM E LANÇA SINGLE DE ESTREIA "VOLTA QUE DÁ TEMPO" NESTA QUARTA-FEIRA

Trap, soul, funk, pagode... quantos Gaabs cabem em um Gaab? Depois de lançar o álbum "Infinito Acústico" e bater um milhão de fãs na plataforma Spotify, o cantor e compositor revela o novo projeto "Hora do Show", seu próximo disco solo, com previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2021. Mas, nesta quarta-feira, dia 18 de novembro, Gaab já disponibiliza a primeira faixa do trabalho, chamada "Volta Que Dá Tempo". A música, que é o primeiro lançamento do artista pela Som Livre, já está disponível em todas as plataformas digitais - ouça aqui.

"Volta Que Dá Tempo" é quase uma versão atual do clássico samba "Falsa Consideração", de 1987. Enquanto Jorge Aragão nos ensina "que não se deve crer / Em tudo aquilo que alguém nos diz / Num momento de prazer ou de amor" , Gaab lamenta a mesma promessa mentirosa em que acreditou: "Você me chamou de amor / No momento que eu tive prazer / Mas depois ‘cê passou / Nem pra esperar amanhecer". A canção chega ainda com um clipe no canal do artista do YouTube, ilustrando os desencontros por meio de um casal de bailarinos que executam movimentos de dança contemporânea - 
assista aqui.

Mesclando sonoridades do pop e trazendo ainda elementos de rap e R&B, Gaab brinca com a extensão da sua voz e estreia o novo projeto, mostrando que o ano de 2021 será realmente a sua "Hora do Show". O álbum "Infinito Acústico" nasceu no momento de introspecção do cantor durante a quarentena. Agora, ele volta a unir estilos musicais diferentes para mostrar a nova fase de sua carreira.

"Volta Que Dá Tempo" - Gaab

Lançamento Som Livre - 18 de novembro/2020

Letra:

Cê me chamou de amor
No momento que eu te dei prazer
Mas depois cê vazou
Nem pra esperar amanhecer...

Cê me chamou de amor
Fez mil planos na hora da brisa
Mas depois cê vazou
Na fumaça sumiu da minha vida...

Como é que eu faço pra te esquecer?
Eu tô passeando pelo mundo inteiro
Fico nesse vem e vai...
Volta e meia o vento traz toda a saudade junto com seu cheiro

Quantas vezes eu preciso te dizer que o coração aqui do maloqueiro
Tá querendo um lance sério, infinito e sincero...
E você querendo um lance passageiro

Volta, volta que dá tempo...
Volta, volta que dá tempo...
Volta, volta... aproveita enquanto eu tô te querendo
Volta, volta que dá tempo...
Volta, volta que dá tempo...
Volta, volta... aproveita enquanto eu tô te querendo

Cê me chamou de amor
No momento que eu te dei prazer
Mas depois cê vazou
Nem pra esperar amanhecer...

Cê me chamou de amor
Fez mil planos na hora da brisa
Mas depois cê vazou
Na fumaça sumiu da minha vida...

Como é que eu faço pra te esquecer?
Eu tô passeando pelo mundo inteiro
Fico nesse vem e vai...
Volta e meia o vento traz toda a saudade junto com seu cheiro

Quantas vezes eu preciso te dizer que o coração aqui do maloqueiro
Tá querendo um lance sério, infinito e sincero...
E você querendo um lance passageiro

Volta, volta que dá tempo...
Volta, volta que dá tempo...
Volta, volta... aproveita enquanto eu tô te querendo

Sobre a Som Livre

Sempre em busca de novos talentos e de portas abertas para diferentes vertentes musicais, há mais de 50 anos a Som Livre é responsável por apostar e lançar diversos nomes de sucesso no mercado. Hoje a Som Livre é muito mais do que uma gravadora, é a maior empresa nacional produtora de conteúdo e marketing musical.

Seja qual for a plataforma de lançamento, a Som Livre se faz presente como a trilha sonora de momentos especiais, refletindo assim as preferências e hábitos do público brasileiro. Durante sua história, a Som Livre lançou nomes importantes da música no país, como Djavan, Barão Vermelho, Cazuza e atualmente possui os maiores nomes da música nacional. Na linha de shows, a empresa é detentora de grandes festivais e eventos, como Festeja, Samba Demais, Destino Música e Arena Pop, além de assinar projetos para outras marcas, como o Glacial Fest, da Heineken.

No time de sertanejo e forró da Som Livre estão nomes como Marília Mendonça, Jorge & Mateus, Maiara & Maraisa, Wesley Safadão, Michel Teló, Zé Neto & Cristiano, César Menotti & Fabiano, Mano Walter, Xand Avião e Raí Saia Rodada. O samba e o pagode são estrelados por nomes como Thiaguinho, Alexandre Pires, Raça Negra, Tiee e o grupo Menos É Mais. A MPB é representada por Ney Matogrosso, Novos Baianos, Erasmo Carlos, João Bosco e no selo slap estão artistas como Maria Gadú, Marcelo Jeneci, Céu e Scalene. O pop e o funk trazem os fenômenos Lexa, Kevin O Chris, MC Kekel e a dupla Carol & Vitoria, enquanto o cast de rap carrega artistas como Edi Rock, Haikaiss e Filipe Ret. O selo austro de música eletrônica é formado por Bhaskar, Mojjo, Ralk e Samhara. E Ton Carfi, Davi Sacer e Clovis Pinho representam o gospel da Som Livre.

Som Livre, há mais de 50 anos a trilha sonora da sua vida.

Acompanhe a Som Livre nas redes:
somlivre.com
instagram.com/somlivre
facebook.com/somlivre
twitter.com/somlivre
youtube.com/somlivre
linkedin.com/somlivre

Fonte: Assessoria de Imprensa


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário