terça-feira, 26 de janeiro de 2021

WEBINAR GRATUITO DISCUTE O LEGADO DE BURLE MARX

 

Os jardins do Aterro do Flamengo, o calçadão de Copacabana e o paisagismo do Eixo Monumental de Brasília são apenas algumas das obras produzidas por Roberto Burle Marx. Considerado um dos maiores paisagistas do século XX, tornou-se mundialmente célebre por criar o conceito de jardim tropical moderno, que utiliza a flora tropical em harmonia com a paisagem local.

Para discutir o legado do artista, a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público Intermuseus promove, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o webinar O legado de Burle Marx: arte e meio ambiente. Com inscrição gratuita, o evento ocorre nesta quarta-feira, 27 de janeiro, a partir das 16h.

A iniciativa é parte do Programa de Requalificação do Sítio Roberto Burle Marx, realizado com o gerenciamento da Intermuseus e com o patrocínio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio da Lei de Incentivo à Cultura. A programação do webinar conta com a participação de quatro especialistas: Claudia Storino, Andréa Buoro, José Tabacow e Vera Beatriz Siqueira.

Diretora do Sítio Roberto Burle Marx (SRBM) desde 2012, Storino é arquiteta e designer. De 2009 a 2012, foi coordenadora de espaços museais, arquitetura e expografia do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e membro do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural. André Buoro, por sua vez, é diretora executiva do Intermuseus. Mestre em antropologia, coordenou projetos nas áreas de desenvolvimento social, direitos humanos, educação, entre outros, em diversas ONGs, institutos e fundações.

Já o arquiteto e paisagista José Tabacow atuou no escritório de paisagismo Burle Marx por 17 anos. Em 2017, recebeu a medalha Mário de Andrade do Iphan. Completa a programação a historiadora da arte Vera Beatriz Siqueira. Professora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), é autora de distintas publicações, entre elas uma dedicada a Burle Marx. Tanto Tabacow quanto Siqueira foram consultores do Programa de Requalificação do Sítio. Além disso, Siqueira coordenou a nova expografia instalada no SRBM.

O Sítio Roberto Burle Marx

De atuação multifacetada, Burle Marx deixou sua marca em diversos campos da arte: além de paisagista, atuou como pintor, escultor, desenhista e designer. Um vasto panorama da obra do artista está preservado no Sítio Roberto Burle Marx, unidade especial do Iphan. Laboratório da criatividade incessante do artista, o espaço funciona atualmente como um centro cultural.

A 50 km do centro do Rio de Janeiro, em Barra de Guaratiba, o sítio tem 400 mil metros quadrados de área, por onde passa um riacho, com viveiros de plantas, sete edificações, cinco espelhos d’água e um acervo museológico de mais de três mil itens. A coleção botânica, com mais de 3.500 espécies de plantas tropicais cultivadas, é única no mundo. Neste ano, o sítio concorre a Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Fonte: Assessoria de Imprensa


Nenhum comentário:

Postar um comentário