domingo, 12 de setembro de 2021

2ª BIENAL BLACK BRAZIL ART ABRE INSCRIÇÕES

 

 
Estão abertas até o dia 30 de outubro as inscrições de trabalhos artísticos para a 2ª Bienal Black Brazil Art (2BienalBlack). Com o tema Cartografia e Hibridismo do Corpo Feminino: Representação Visual e Afetiva, o evento busca criações de artistas contemporâneos individuais e coletivos, inéditos ou recentes, que abordam narrativas com recortes do universo proposto. Informações no site blackbrazilart.com.br/2bienalblack.

Artistas brasileiros e estrangeiros residentes no Brasil há mais de cinco anos  podem apresentar seus trabalhos, projetos de pesquisa ou curatorial. Cada participante, individual ou em coletivo, poderá inscrever até dois trabalhos em até duas categorias que concorrerão aos prêmios previstos no regulamento. Os valores das inscrições variam de R$ 45,00 para artista individual e R$ 85,00 para coletivo. 

Todas as categorias são admitidas (pintura, escultura, fotografia, instalação, têxtil, videoarte, etc.), porém, as obras digitais são recomendáveis. Os trabalhos selecionados irão compor a 2ª Bienal Black Brazil Art, e serão expostos numa galeria virtual de interação com os visitantes. Os artistas selecionados na categoria performance que não seja vídeo performance, deverão se apresentar ao vivo na plataforma Zoom.

"A Black Brazil Art acredita fortemente que o mundo da arte deve ser apoiado, incentivado e conectado além dos limites das barreiras geográficas", explica a produtora executiva Patricia Brito. "Esta segunda edição nos cria estímulo para o pensamento de um mundo mais coeso, compartilhável e onde mulheres tenham direitos e oportunidades semelhantes aos homens", conclui.

Em formato online, a 2BienalBlack vai conectar artistas de diversas partes do mundo e conta com um corpo de jurados do Brasil e do exterior. Também participam desta edição, artistas convidados do Brasil e do exterior.

Sobre

Bienal Black Brazil Art

Realizada de novembro de 2019 a março de 2020, com a temática Mulheres (in) Visíveis - a bienal percorreu as três capitais da região sul do Brasil em 12 espaços de artes, com o propósito de dar visibilidade para mulheres anônimas, principalmente as mulheres negras em galerias e museus. Ao todo foram apresentadas mais de 320 obras de mais de 160 artistas. Em 2020 promoveu o ciclo online Arte Sem Fronteiras.

Patrícia Brito

Curadora independente, museóloga, pesquisadora e gestora cultural, Patrícia Brito foi idealizadora e curadora geral da primeira Bienal Black Brazil Art e coordenou o preparatório Arte Sem Fronteiras (Bienal Black) e a Residência Artística Virtual Compartilhada com o Colectivo de Estudios Afrolatinoamericano da UDELAR. Nascida em Porto Alegre (RS), tem vários prêmios nacionais e internacionais - entre eles o Ford Foundation Art Residence Equity e o Prêmio Baobá - todos com a linguagem do recorte racial nas artes. Formada em história e museologia, é membro da Association of Art Museum Curators (AAMC) em Nova Iorque.

Créditos

Obra de arte: “Estou Aqui” de Susan Mendes (@susan_mendes);

Apoio jurados: Associação Brasileira de Críticos de Arte - ABCA, Itaú Cultural, Association of Art Museum Curators (AAMC), International Association of Women's Museums (IAWM);

Parceria e colaboração: Colectivo de Estudios Afrolatinoamericanos da Udelar e Casa de la Cultura Afrouruguaia;

Curadoria: Patrícia Brito (RS), Priscila Costa (SC), Zaika dos Santos (MG).

Serviço:

Inscrições abertas para a 2ª Bienal Black Brazil Art até 30/10/21

Tema: Cartografia e Hibridismo do Corpo Feminino: Representação Visual e Afetiva


Nossos canais de comunicação:

Site oficial: blackbrazilart.com.br | Facebook: /BlackBrazilArt

Instagram: @bienalblackbrazilart | Twitter: @blackbrasilart | YouTube: /BlackBrazilArt


Fonte: Assessoria de Imprensa - Legenda: 2BienalBlack. Crédito: "Estou Aqui", pintura de Susan Mende

Nenhum comentário:

Postar um comentário