quinta-feira, 25 de novembro de 2021

FORTALEZA HOTEL, NOVO FILME DE ARMANDO PRAÇA, ESTREIA NA MOSTRA COMPETITIVA DO CINE CEARÁ NESTE SÁBADO (27)


Acolhimento, compreensão e ajuda mútua por mulheres de duas culturas distintas estão ao centro de FORTALEZA HOTEL, novo longa de Armando Praça (“Greta”), que terá sua primeira exibição no país neste sábado (27), de forma presencial, na Mostra Competitiva Ibero-Americana, do 31o Cine Ceará. Depois disso, ainda integrando a programação do festival, na terça (30), às 21h30, o filme será exibido no Canal Brasil.

O diretor define o longa como sendo “sobre duas mulheres de culturas distintas que se  conectam a partir de seus problemas e se comunicam do fundo de suas solidões. Almejo um filme que possa mostrar o poder feminino através da solidariedade, esse sentimento tão poderoso e conhecido da alma humana.”

Pilar (Clébia Sousa) é camareira num hotel na capital do Ceará, mas em breve espera imigrar para Dublin, e, para isso, está estudando inglês. Ela foi mãe muito jovem, e, neste momento, enfrenta problemas com a filha adolescente Jamile (Larissa Góes). Shin (Lee Young-Lan) vem ao Brasil para buscar o corpo do marido que morreu em Fortaleza, e levar para ser sepultado na Coreia do Sul. Os trâmites, no entanto, se revelam mais complexos e mais caros do que o esperado.

Nessas duas mulheres, o diretor vê duas faces da globalização que explodem numa Fortaleza repleta de esperança. “A gente tem cada vez mais que se juntar. Porque essas diferenças que foram criadas por diversas ordens, na verdade, estão levando a gente a um colapso, ambiental, psicológico, financeiro, a um colapso de saúde pública, todas as naturezas de colapso possível. A gente está degringolando porque estamos nos distanciando uns dos outros por questões ideológicas, políticas, religiosas, econômicas."

O diretor investiga como a amizade improvável entre essas duas mulheres pode transformar a vida de ambas. Comunicando-se num inglês rudimentar, Pilar e Shin encontram uma maneira de se ajudar no momento em que as duas enfrentam dificuldades. Praça se preparou para isso de uma maneira bastante peculiar. “Eu me exercitei vendo filmes falados em inglês com legendas em inglês antes de filmar. Um pouco para me familiarizar com o inglês, para observar a entonação das atrizes, pois eu precisaria entender se aquilo estava dentro da chave correta da emoção.”

Esteticamente, FORTALEZA HOTEL é construído com apuro visual na fotografia assinada por Heloísa Passos. Antes de começar a rodar seus filmes, Praça coleciona um grande acervo de referências de fotografias, e constrói um universo visual que servirá de base para o filme e, a partir daí, criou uma estética bastante própria do longa. “Todas as cenas de rua, noturnas, eu queria filmar como se viesse uma luz por trás do corpo da atriz, ao invés de eu jogar a luz para frente para ver o rosto. Eu via como se ela fosse uma silhueta. Quando a gente filmava na rua ao invés de acender a gente mais apagou luzes, mas claro que a gente acendeu algumas muito pontuais.

No longa, cujo roteiro é assinado por Isadora Rodrigues e Pedro Cândido, Praça explica ter procurado “sentimentos universais e, sobretudo, urgentes, pois acredita que é através da solidariedade, essa já tão  conhecida ferramenta feminina, que vamos romper barreiras e nos reinventar como humanidade.”

SOBRE:

Sinopse

A camareira Pilar conhece Shin, uma hóspede sul-coreana. Quando os planos de ambas começam a dar errado, elas acabam se aproximando e estabelecendo uma intensa relação de solidariedade, buscando encontrar uma na outra a solução para seus problemas.

Ficha Técnica

Direção: Armando Praça

Roteiro: Isadora Rodrigues, Pedro Cândido

Elenco: Clébia Sousa, Lee Young-Lan, Demick Lopes, Larissa Góes, Ana Marlene e Vanderlei Bernardino

Produção: Maurício Macêdo

Coprodução: João Vieira Jr., Nara Aragão

Produção Executiva: Janaína Bernardes e Maurício Macêdo

Fotografia: Heloísa Passos

Montagem: Rita Pestana, Karen Harley, Gustavo Campos

Direção de Arte: Diogo Costa

Figurino: Tarsila Furtado

Som Direto: Pedrinho Moreira e Moabe Filho

Trilha original: O Grivo

Edição de Som e Mixagem: Nicolau Domingues

Colorista: Pablo Nóbrega

Assistência de Direção: Mykaela Plotkin

Direção de Produção: Clara Bastos

Gênero: drama

País: Brasil

Ano: 2021

Duração: 77 min.

Biografias:

Armando Praça

Cineasta, formado em dramaturgia e direção pelo Instituto Dragão do Mar e sociólogo, formado pela  Universidade Estadual do Ceará.

Greta, seu primeiro longa-metragem, foi lançado mundialmente na 69º edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim. Realizou  nove títulos como diretor e roteirista entre curtas e médias-metragens, ficção e documentário, entre eles: A Mulher Biônica, O Amor do Palhaço, Origem:Destino e Parque de Diversões. Os filmes circularam no Festival Internacional de Clermont-Ferrand, no Latino  Americano em Toulouse, Mecal em Barcelona e em mais de 30 festivais nacionais e internacionais.

Desenvolve em parceria com a Carnaval Filmes os projetos Ne Me Quitte Pas e Adeus Batucada.

Trabalhou com importantes cineastas brasileiros como Marcelo Gomes, Sérgio Machado, Karim Aïnouz, Márcia Faria e outros, como roteirista, pesquisador, assistente de direção e preparador de elenco.

Na televisão atuou como roteirista nas séries Me Chama de Bruna (primeira temporada) para FOX TV, Betinho (em produção) para Globo Play, desenvolveu Meninas do Benfica (em finalização) para a Cine Brasil TV e Pedro, para a Ipanema Filmes.

Moçambique Audiovisual

É uma empresa fundada pelo produtor audiovisual Maurício Macêdo e nasceu da vontade de fazer cinema de raiz nordestina e cearense, mas com o olhar além do horizonte. Em 2017 a  produtora coproduziu seu primeiro longa metragem,   Greta ,   de Armando   Praça,  selecionado para a mostra Panorama do Festival de Berlim 2019, em parceria  com Carnaval Filmes e Segredo Filmes.

Atualmente a Moçambique executa seus primeiros projetos próprios: os longas-  metragens Fortaleza Hotel, de Armando Praça, Amores Paraguayos, de Janaína  Marques , em fase de pós-produção e  Glória e Liberdade, de Letícia Simões , em fase de produção. A empresa é coprodutora e responsável pela produção executiva da série Meninas do Benfica, de Roberta Marques, para a  CineBrasilTV.

Em 2022 a produtora rodará a minissérie de ficção Fortaleza  Paraíso e dá início ao processo de produção da série infantil em animação Na Cozinha do Sítio, ambos dirigidos por Janaína Marques.

Carnaval Filmes

Fundada  em  2017  pelos  experientes  produtores  João  Vieira  Jr.  e  Nara  Aragão,  a  CARNAVAL FILMES é uma produtora brasileira com foco em filmes de longa-metragem, conteúdos originais para televisão e plataformas digitais direcionados ao  público adulto e infanto-juvenil. Nara e João são parceiros há 18 anos na produção de  filmes, sendo responsáveis por diversos destaques da cinematografia brasileira, quando  atuava na Rec Produtores Associados, como Tatuagem, de Hilton Lacerda  Joaquim,  que  estreou  na  seleção  oficial  do  Festival  de  Berlim,  e  Era  Uma  Vez  eu,  Verônica , ambos de Marcelo Gomes  Baixio das Bestas, de Cláudio Assis O Homem  das Multidões, de Cao Guimarães e Marcelo Gomes , entre outros títulos. Sediada no centro de Recife, capital pernambucana que acolhe a folia mais criativa do  país e notada por sua diversidade cultural, a CARNAVAL FILMES já lançou quatro  longas nos cinemas: Casa, de Letícia Simões, Estou me Guardando para Quando o  Carnaval Chegar , de Marcelo Gomes (seleção da Mostra Panorama em Berlim)  Greta,  de Armando Praça (Mostra Panorama do Festival de Berlim) e Fim de Festa, de Hilton  Lacerda, além da série de animação Bia Desenha, de Neco Tabosa e Carol Pacheco e  das minisséries de ficção Fim do Mundo e Chão de Estrelas para o Canal Brasil. Seus próximos lançamentos nos cinemas são os longas Paloma, de Marcelo Gomes e a coprodução Fortaleza Hotel, de Armando Praça.

Vitrine Filmes

A Vitrine Filmes, em dez anos de atuação, já distribuiu mais de 160 filmes e alcançou mais de quatro milhões de espectadores. Entre seus maiores sucessos estão 'O Som ao Redor', 'Aquarius' e 'Bacurau' de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. Outros destaques são 'A Vida Invisível', de Karim Aïnouz, representante brasileiro do Oscar 2020, 'Hoje Eu Quero Voltar Sozinho', de Daniel Ribeiro, e 'O Filme da Minha Vida', de Selton Mello. Entre os documentários, a distribuidora lançou 'Divinas Divas', dirigido por Leandra Leal e 'O Processo', de Maria Augusta Ramos, que entrou para a lista dos 10 documentários mais vistos da história do cinema nacional.

Além do cinema nacional, a Vitrine Filmes vem expandindo o seu catálogo internacional ao longo dos anos, tendo sido responsável pelo lançamento dos sucessos “O Farol”, de Robert Eggers, indicado ao Oscar de Melhor Fotografia; “Você Não Estava Aqui”, dirigido por Ken Loach, e premiado com o Oscar de Melhor Filme Internacional 2021: 'DRUK - Mais uma rodada', de Thomas Vinterberg.

Em 2021, a Vitrine Filmes apresenta mais novidades, começando a atuar diretamente na produção audiovisual e também na capacitação de profissionais, com o programa de formação Vitrine Lab. Entre as estreias deste ano estão a Sessão Vitrine edição especial de 10 anos com lançamento coletivo de quatro longas, entre eles "A Torre", de Sérgio Borges, "Entre Nós, um Segredo", de Beatriz Seigner e Toumani Kouyaté, "Chão", de Camila Freitas e "Desvio", de Arthur Lins; o novo documentário sobre o impeachment da Dilma, "Alvorada", de Anna Muylaert e Lô Politi; “First Cow”, da diretora Kelly Reichardt; “O Livro dos Prazeres”, de Marcela Lordy e muitos outros títulos.

FORTALEZA HOTEL será lançado no Brasil pela Vitrine Filmes.

Fonte: Assessoria de imprensa
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário