segunda-feira, 28 de março de 2022

RUY GUERRA VOLTA AO SERTÃO NORDESTINO NO LONGA-METRAGEM "O TEMPO À FACA"

 


Aos 90 anos, engana-se quem pensa que Ruy Guerra pensa em aposentadoria. O consagrado diretor está trabalhando em um novo filme. O roteiro é uma adaptação de um romance escrito pelo moçambicano que também assina a direção do longa-metragem “O Tempo à Faca”. A película conta a história de um homem que retorna ao povoado onde nasceu, no sertão nordestino, para cumprir uma promessa de vingança sentenciada anos atrás.

Os detalhes de produção foram alinhados por Vânia Lima diretora do Grupo Têm Dendê e pelo cineasta em um encontro realizado no Rio de Janeiro. “Iniciamos a pré-produção de O Tempo à Faca no segundo semestre desse ano e a previsão é que as sequências sejam rodadas no primeiro trimestre de 2023, explica Vânia Lima, que também assina a produção executiva do filme.

Um dos principais nomes do cinema novo, Ruy Guerra tem no currículo obras renomadas como Os Cafajestes (1962), Os Fuzis (1964), Os Deuses e os Mortos (1970), A Queda (1978), Ópera do Malandro (1986), O Veneno da Madrugada (2004) e, mais recentemente, Quase Memória (2015). O Tempo à Faca marca a volta do cineasta sertão nordestino e retoma a parceria de Ruy com a Têm Dendê, onde dirigiu o curta-metragem Dia de Cão, em 2014. A produtora será a responsável pela produção do filme que deve chegar às telonas em 2024.


Foto/crédito: Simone Kontraluz


Fonte: Assessoria de imprensa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário