quinta-feira, 16 de junho de 2022

ANÁLISE CROMÁTICA: EXISTE COR CERTA DE SE VESTIR?

 

Tem sido comum ver influenciadores de moda falar sobre como a análise cromática consegue ajudar a melhorar a imagem pessoal de cada indivíduo. Buscar roupas e acessórios com cores da sua cartela definida, porém, acaba gerando alguma confusão. Há pessoas que acham que existem cores certas de se vestir, abandonando outras que até gostam. Mas, esse não é o caminho sugerido. 

A análise cromática não visa estabelecer regras de o que é certo ou errado vestir. Por outro lado, a ideia é dar dicas de como cada pessoa pode valorizar ainda mais suas características individuais. “Quando vestimos algo em um tom oposto, o efeito é um visual de menos impacto e harmonia. Sabe aquela roupa que todos elogiam quando você veste? Muito provável que as pessoas tenham essa leitura positiva devido a perfeita harmonia da cor da roupa com sua pele, cabelo e olhos”, conta a Profa. Valesca Sperb Lubnon, de Design de Moda do Unipê. 

André Ricardo da Silva Nascimento, estudante do curso de Design de Moda do Unipê, faz um paralelo com o universo da maquiagem. “O maquiador faz essa arte no seu dia a dia, ele vê os rostos como telas em branco para executar suas obras, escolhendo com cuidado as cores que irão dar ainda mais destaque ao olhar e beleza da cliente. E notamos que quando não nos sentimos bem com uma maquiagem é provavelmente devido ao mau uso das cores e tons”, diz. 

Por isso, usar corretamente os tons é fundamental para deixar a make bonita e harmoniosa, e ainda evidenciando os pontos fortes da pessoa maquiada. “Além disso, dominar os tons é algo essencial para que vários truques possam ser feitos, deixando a cliente muito mais satisfeita”, coloca André. 

Cores diferentes para estações diferentes? 

Agora já que a análise cromática realmente não dita o certo ou o errado, o mesmo pode ser visto com as estações do ano. Indiferentemente da época ou do lugar, a constituição natural de cada pessoa será a mesma: a cartela de cores permanecerá a mesma. Assim, se você está bronzeada pós-verão, é preciso só ajustar os tons de cada cor. 

“Por exemplo, usa-se a cor azul céu vibrante em um momento e em outro, talvez, usa-se azul céu pastel (esmaecido). Já em relação aos dias cinzentos e nublados de inverno ou em relação à luz intensa do verão, pode-se trabalhar com tons que harmonizem também junto a esses cenários, mas sempre mantendo a sua paleta de cores principal”, indica Valesca. 

Tudo isso é mais bem definido ao saber o subtom de cada pessoa. Na área de estudo de imagem pessoal, é possível dividir os subtons de pele em quatro paletas básicas: Verão e Inverno são dominados por cores frias como verdes e azuis; e Primavera e Outono, caracterizadas por cores quentes e coloridas como laranja, amarelo e vermelhos. 

“Todas as paletas possuem todas as cores, mas, em cada uma a cor aparece em um tom diferente”, diz a especialista. O amarelo é um exemplo: com subtom Primavera: amarelo quente, brilhante e claro (canário); para Verão, amarelo frio, opaco e claro (bebê); Outono tem o amarelo quente, opaco e escuro (caramelo); e para o Inverno, amarelo frio, brilhante e escuro (gema). 

Mas Valesca lembra que é sempre bom se orientar com um profissional especializado em imagem pessoal. “Ele também orientará em relação às melhores modelagens e estilos das roupas para cada ocasião do seu cotidiano, valorizando você por completo”, diz. “E assim poder ajudar o profissional de maquiagem a executar um trabalho com mais qualidade, sabendo quais os tons de base, sombras, blush e batons que irão harmonizar mais com você”, complementa André. 

Sobre o UNIPÊ – Fundado em 1971, o Centro Universitário de João Pessoa – UNIPÊ possui conceito 5 pelo MEC, conforme avaliação in loco de recredenciamento presencial e credenciamento EAD, sendo a única instituição privada do estado a conquistar este feito, solidificando-se entre as melhores do país. O UNIPÊ é reconhecido pela sua contribuição para o desenvolvimento da Educação no Brasil e na Paraíba, tendo um forte tripé de ensino, pesquisa e extensão em sua comunidade. A Instituição oferta cursos de graduação, presenciais e a distância, e pós-graduação (lato e stricto sensu) em diversas áreas do conhecimento. Pertence ao grupo Cruzeiro do Sul Educacional, um dos mais representativos do País, e reúne instituições academicamente relevantes e marcas reconhecidas em seus respectivos mercados, como Universidade Cruzeiro do Sul e Universidade Cidade de São Paulo – Unicid (São Paulo/SP), Universidade de Franca - Unifran (Franca/SP), Centro Universitário do Distrito Federal - UDF (Brasília/DF, Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio - Ceunsp (Itu e Salto/SP), Faculdade São Sebastião – FASS (São Sebastião/SP), Centro Universitário Módulo (Caraguatatuba/SP), Centro Universitário Cesuca (Cachoeirinha/RS), Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG (Bento Gonçalves e Caxias do Sul/RS), Centro Universitário de João Pessoa – UNIPÊ (João Pessoa/PB), Centro Universitário Braz Cubas (Mogi das Cruzes/SP) e Universidade Positivo (Curitiba e Londrina /PR), além de colégios de educação básica e ensino técnico. Visite: www.unipe.edu.br

Fonte/Foto-Reprodução-divulgação: Assessoria de Imprensa 


Nenhum comentário:

Postar um comentário