segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

PRÊMIO MARCANTONIO VILAÇA PARA AS ARTES PLÁSTICAS PRORROGA INSCRIÇÕES ATÉ 10 DE MARÇO DE 2017

Foram prorrogadas as inscrições para o 6º Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas, inciativa que busca destacar trajetórias artísticas por meio de portfólios. O novo prazo para as inscrições, que são gratuitas e devem ser feitas agora somente pela internet, vai até 10 de março de 2017. Veja as informações completas no site do Prêmio (www.premiomarcantoniovilaca.com.br).
 
Cada um dos cinco artistas ou coletivos vencedores vai ganhar uma bolsa de trabalho de R$ 50 mil. Para o curador, o valor é de R$ 25 mil. O Prêmio não se limita a esse apoio financeiro, proporciona ainda o acompanhamento dos artistas vencedores por um curador, a realização do projeto curatorial premiado e a apresentação dessas obras em uma mostra itinerante que vai passar por quatro cidades do Brasil.
 
A seleção dos trabalhos e anúncio dos artistas finalistas ocorrerá até abril de 2017. Em agosto, os 20 artistas e os três curadores finalistas participam de uma exposição coletiva no Museu Brasileiro da Escultura (MuBE), em São Paulo. No evento, serão conhecidos os cinco artistas e o curador vencedores dessa edição. A partir de dezembro de 2017, as obras dos premiados começam a percorrer o Brasil.
 
O diretor de Operações do Serviço Social da Indústria (SESI), Marcos Tadeu, ressalta que atualmente essa é a maior premiação de artes plásticas no Brasil. “Desde que foi lançado, o Prêmio tem contribuído para revelar grandes nomes no cenário das artes, além de fazer uma junção perfeita entre artes plásticas, atividade industrial e a área educacional do SESI”, afirma.
 
Reconhecido no circuito da arte contemporânea, o Prêmio já contemplou e foi um marco na carreira de 25 artistas de diferentes Estados brasileiros, entre os quais: Jonathas de Andrade e Carlos Mélo (Pernambuco), Berna Reale e Armando Queirós (Pará), Virginia de Medeiros (Bahia), Marcone Moreira (Maranhão), Laura Belém e Marilá Dardot (Minas Gerais), Sara Ramo (Espírito Santo), Eduardo Berliner (Rio de Janeiro), André Komatsu e Renata Lucas (São Paulo).
 
SOBRE
 
PROJETO ARTE E INDÚSTRIA – Esta edição também dá continuidade ao Projeto Arte e Indústria, que acontece pela terceira vez paralelamente ao Prêmio e visa homenagear artistas cujos processos de criação estão relacionados à produção industrial. Depois de Abraham Palatnik e Amélia Toledo, desta vez o destaque será o escultor, gravador, ilustrador e pintor Sérvulo Esmeraldo. A mostra de seus trabalhos e de mais 10 artistas contemporâneos que dialogam com sua obra será aberta juntamente com a mostra dos 20 finalistas da 6ª edição do Prêmio, no MuBE (SP). Obras de Sérvulo Esmeraldo poderão ser vistas também na fase itinerante da exposição dos premiados.
 
O PRÊMIO – Com curadoria de Marcus Lontra, o Prêmio Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas é uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), do Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). A última edição recebeu 581 inscrições.
 
PRÊMIO CNI SESI SENAI MARCANTONIO VILAÇA PARA AS ARTES PLÁSTICAS
 
Inscrições gratuitas prorrogadas: até 10 de março de 2017 (durante o período de prorrogação - de 27 de fevereiro a 10 de março - só serão aceitas inscrições realizadas pela internet.
 
Informações e regulamento: no site do Prêmio www.premiomarcantoniovilaca.com.br
 
Seleção dos trabalhos: até 15 de abril de 2017
 
Exposição coletiva em São Paulo: agosto de 2017
 
Fase itinerante da exposição: dezembro de 2017 a dezembro de 2018
 
Fonte: Martim Pelisson - Pool de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário