quinta-feira, 17 de maio de 2018

FUTURO DO TRABALHO NO BRASIL SERÁ DISCUTIDO EM FÓRUM, COM TRANSMISSÃO ONLINE E GRATUITA



Kwigoo – rede social voltada para educação, qualificação profissional e empreendedorismo – em parceria com o CENAM (Centro Nacional de Modernização Empresarial), promove o 1º fórum “O Futuro do Trabalho e o Impacto das Novas Leis no Brasil”. O evento tem patrocínio da FIPE (Fundação de Pesquisas Econômicas) e do CIEE (Centro de Organização Empresa e Escola) e vai acontecer no dia 22 de maio, com início às 9h. A participação é online e gratuita e, para assistir, os interessados deverão acessar o site www.trabalho.kwigoo.com.

Com palestras e participações de especialistas renomados, o fórum tem o objetivo de discutir as transformações do trabalho, tema que mais preocupa as empresas e jovens que estão ingressando no mercado. Segundo dados da consultoria McKisney, a automoção vai afetar entre 400 milhões e 800 milhões de empregos no mundo até 2030. A pesquisa ainda revela que, só no Brasil e nesse mesmo período, serão atingidos cerca de 16 milhões de trabalhadores.  Já o Fórum Econômico Mundial estima a perda de 7,1 milhões de postos ao redor do mundo até 2020. Além dessas questões, o evento também vai abordar os possíveis impactos negativos ou positivos da reforma trabalhista no Brasil, assim como a lei da terceirização.

Para Marco Contreras, co-fundador e CEO da Kwigoo, o fórum é uma oportunidade para apresentar e discutir as mudanças que estão em curso e que vão impactar profundamente a maneira de viver e trabalhar. “Criamos a comunidade colaborativa ‘Futuro do Trabalho’ dentro da Kwigoo, reunindo figuras importantes, como empresários, associações, estudantes, trabalhadores e instituições de ensino. Nosso objetivo é discutir essas transformações que estão acontecendo, sejam pela tecnologia, por mudanças demográficas ou pela legislação”, afirma Contreras. “Acreditamos que as mudanças trarão consequências positivas, mas também uma série de desafios que deverão ser vencidos para garantir que isso não seja apenas privilégio de uma minoria”, completa.

Para Lívio Giosa, presidente do CENAM e presidente-executivo da ADVB, o 1º Fórum O Futuro do Trabalho vai levantar questões pertinentes que ainda não foram totalmente esclarecidas, além de trazer opiniões de especialistas no mercado de trabalho. “O nosso objetivo ao promover esse evento é de ressaltar a importância do tema para a sociedade, além discutir as consequências que as leis trabalhistas recentemente aprovadas vão trazer ao país”, afirma. “O futuro do trabalho ainda é incerto. O avanço da tecnologia, o envelhecimento da população e as novas leis entrando em vigor são fatos que estão promovendo transformações no mercado de trabalho e precisam ser discutidos”, completa.
Confira abaixo a programação completa do 1º Fórum O Futuro do Trabalho:
Palestra 01 – O Estado do Futuro e os impactos nas atividades e profissões
Rosa Alegria – Mestre em Estudos do Futuro pela Universidade de Houston (EUA), Co-fundadora do NEF Núcleo de Estudos do Futuro da PUC-SP e diretora do Projeto Millennium no Brasil
Palestra 02 – Os impactos da nova Lei da Terceirização na gestão das organizações
Lívio Giosa – Presidente do CENAM – Centro Nacional de Modernização Empresarial e Presidente da ADVB – Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil. Autor dos Livros: Terceirização: Uma Abordagem Estratégica, O Brasil Profissional: a Hora e a Vez da Competência, e Olhos da Vida
Palestra 03 – A Lei da Reforma Trabalhista e dos Empregos Temporários pode gerar aumento da empregabilidade?
Vander Morales –Presidente do Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão de Obra e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo (Sindeprestem). Presidente da Federação Nacional dos Sindicatos das Empresas de RH, Trabalho Temporário e Terceirizado (Fenaserhtt). Conselheiro Nato da Cebrasse (Central Brasileira do Setor de Serviços)
Palestra 04 – Como o Trabalho à Distância se enquadra no modelo de empregabilidade disposta na nova Lei da Reforma Trabalhista
Cléo Carneiro – Presidente da SOBRATT- Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades e ex-Presidente da ABRH-SP. Consultor associado ao GCONTT – Grupo de Consultoria em Teletrabalho.
Palestra 05 – Os pontos de convergência da Lei da Terceirização e da Reforma Trabalhista sob a visão da Revolução 4.0
Wolnei T.Ferreira – Diretor jurídico da ABRH BRASIL e Diretor da SOBRATT Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades. Conselheiro do Comitê de Relações do Trabalho da CNI e da FIESP
Palestra 06 – A nova gestão de RH frente às novas regras advindas da Lei da Terceirização e da Lei da Reforma Trabalhista
Wagner Brunini –Vice-Presidente Financeiro da ABRH-Brasil – Associação Brasileira de Recursos Humanos. Professor do Curso MBA – Gestão Empresarial – FIA – Fundação Instituto de Administração
Palestra 07 – Os impactos na economia à luz da vigência da Lei da Terceirização e da Lei da Reforma Trabalhista
Eduardo Zylberstajn – Economista e Pesquisador da FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas
Palestra 08 – O Futuro do Trabalho e os Impactos das Leis na Indústria
Luciana Nunes Freire – Diretora Executiva Jurídica da FIESP. Integra o Conselho de Relações do Trabalho da CNI. Professora do Insper, e do IDP
Palestra 09 – O estado da arte da Reforma Trabalhista após a vigência da nova Lei
Gleibe Pretti – Advogado Trabalhista, Professor Universitário e Escritor de mais de 40 livros sobre Direitos do Trabalho
Fonte: Assessoria de Imprensa



Nenhum comentário:

Postar um comentário