terça-feira, 25 de junho de 2019

DA INTERNET PARA A LITERATURA: JORNALISTA LANÇA LIVRO DE CRÔNICAS E ESTIMULA A ESCRITA DE DIÁRIOS



O primeiro livro da jornalista Fran Micheli, Impróprio Para Consumo, teve seu lançamento durante a 19ª edição da Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto, o segundo maior evento literário do país. Durante o lançamento, a autora falou sobre a importância de se preservar histórias pessoais em registros e diários e como esse hábito influencia positivamente os processos criativos individuais.   

“Impróprio para Consumo” é um compilado de crônicas e textos em curto formado, sendo a maioria deles publicados em seu blog – Mãe, já Acabei, criado há 12 anos – e em suas redes sociais. Todos eles têm como protagonistas ou figurantes comidas, cheiros, texturas e memórias afetivas sensoriais. “Quando a editora e eu começamos a fazer a curadoria dos textos, percebi que todos eles falavam sobre comida, de alguma forma inconsciente. A linha narrativa faz essa ligação porque minha memória afetiva – e de tanta gente – é construída com base nestes elementos que muitas vezes parecem irrelevantes na nossa história”, diz.

Segundo a autora, a ideia de publicar um livro é antiga, porém somente agora sentiu que sua escrita tinha atingido uma maturidade relevante. “E acho que o resultado foi bom. Recebi mensagens de gente que acompanha o blog há mais de 10 anos querendo comprar o livro. O feedback nas redes sociais do que eu escrevo foi fundamental para ganhar coragem nesse projeto”.

Aposta na crônica da memória individual

Francine ministra cursos itinerários de escrita criativa há sete anos e um dos grandes propósitos é fazer com que as pessoas compreendam e aproveitem melhor o seu próprio processo criativo utilizando a escrita nesse processo de autoanálise. Segundo ela, manter um diário e escrever com frequência sobre as próprias experiências é uma ferramenta fundamental para mergulhar no universo pessoal e potencializar uma visão mais ampla sobre a própria existência.

“Tenho minha vida escrita em diários desde os 11 anos de idade e é incrível ler o que você pensava, fazia e desejava no passado. Escrever sobre nós mesmos nos dá consciência sobre nossa própria evolução”.

Sobre a autora

Fran Micheli tem 36 anos, nasceu em Ribeirão Preto e é jornalista, mestre em Mídia e Tecnologia da UNESP, onde desenvolveu pesquisa sobre memes. Desenvolve projetos jornalísticos e de marketing de conteúdo na sua agência ESC Conteúdo Editorial e é editora da Farofa Magazine, publicação de gastronomia. É professora no curso de Marketing Digital da FAAP e mediadora do curso itinerante Escrita Criativa para Não Escritores. Já escreveu para Folha de São Paulo, revistas Veja, Viagem e Turismo, Vida Simples e Superintessante. Foi também fotógrafa no jornal Wanaka Sun, na Nova Zelândia.

livro também está à venda pela Amazon por R$29,90 AQUI

Fonte/Foto-reprodução-divulgação: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário