sexta-feira, 9 de agosto de 2019

ÁLBUM DUPLO DE ANDRÉ GALIANO COMEMORA OS 25 ANOS DE CARREIRA DO ARTISTA


Os papéis de cantor, produtor, instrumentista e publicitário se misturam, criativo e inquieto, André Galiano, que nos últimos anos tem se dividido entre projetos, família e shows, apresenta seu mais recente álbum, 25 Miles, um CD que trafega pela história do artista, que neste ano comemora vinte e cinco anos de carreira.

Após os bem-sucedidos “Outras estradas” e “Otras Rutas”, álbuns lançados simultaneamente em 2016, e que renderam boas posições nas principais rádios do interior de São Paulo, André Galiano mergulhou em sua própria seara e lapidou um repertório que passa por canções inéditas e algumas releituras, entre elas, músicas que foram sucesso durante sua passagem por bandas como Vodka Frog, grupo que caiu nas graças do público em 2002, Angel Hammer, Mr. McCoy, Sixxty9 e Bastidores.

Revisitar letras, harmonias e melodias foi uma tarefa árdua, mas também muito divertida – Conta, André Galiano – Pude viajar no tempo e conversar com uma versão anterior de mim mesmo – um jovem rapaz e seus desejos, devaneios, batalhas e confusões. Houve anos de produção prolífica, que acabou dificultando a tarefa de definir a melhor música para representá-los. Por outro lado, houve anos em que apenas uma ou outra canção sobreviveu ao tempo e acabou sendo a única escolha possível. Depois de uma aplicada curadoria, pesquisando, ouvindo e, principalmente, (re)descobrindo, consegui elencar as 25 músicas do álbum, com 18 inéditas e 7 versões.

O som das faixas preserva a mistura entre o rock e a country music e é o próprio Galiano que assina a produção do disco assim como todas as canções. Múltiplo, André mostra intimidade com vários instrumentos criando uma obra livre, mas sem se desprender do roteiro.

Produzi o álbum sozinho (o que é um tremendo desafio) e eu mesmo fui engenheiro de gravação, pilotando a mesa com uma mão e o os instrumentos com outra – Explica, Galiano - Toquei guitarra, baixo, violão, piano, órgão, banjo, bandolim, gaita, percussão, programei bateria, escrevi arranjos de cordas e metais e tirei um baita sarro de mim mesmo brincando com sintetizadores. Gravei voz em casa e, em diversas ocasiões, dentro de armários em quartos de hotel espalhados pela América Latina – enquanto me esforçava para balancear trabalho e música (como se música não fosse trabalho suficiente). Medellín, Bogotá, Cidade do México, Panamá City, Lima, Santiago, Buenos Aires e outras cidades de nosso maravilhoso continente foram minhas paisagens e meus ouvidos para a maioria das faixas vocais registradas.

Mixado em Los Angeles, EUA, por Eric Greedy, que tem no currículo gigantes como Ringo Starr, Barbara Streisand, Smashin Pumpkins, Alice in Chains e Mötley Crüe, 25 Miles conta com um time campeão de músicos e participações primorosas de artistas em ascensão nos Estados Unidos e também aqui no Brasil. Lydia Salnikova, pianista clássica e cantora russa radicada em Nashville gravou backing vocals em quase todas as canções. Sarah Clanton, de Nova York, colaborou gravando voz e cello em “Maybe”. Yann Marc, cellista britânico radicado em Paris, gravou seu instrumento com maestria em algumas faixas. Sarah Elizabeth Haynes, violinista com passagem pela Orquestra Sinfônica de Nova York, também deixou seu registro. Chico Macedo e Bruno Garcia (brasileiros) assumiram sax barítono/tenor e trompete respectivamente. Vale destacar os integrantes da “The 25Miles Band”, que deram vida à mistura de influências do álbum, Dmitri Medeiros na bateria, Sandrinha Justino no violino, Bruno Dreadfino no órgão, Adson Silva no baixo e Roy Carlini na guitarra.

25 Miles abre com 4 Wheels & A Song, um rock com elementos do sul dos EUA. A canção que conta com a participação de Peu Kuyumjian, ex-The Voice Brasil e amigo de longa data de Galiano, tem arranjos inspirados no Memphis Sound com solos de violino, piano, guitarra e um ousado quarteto de metais. About Us é outra surpresa do CD, em sua melhor personificação de Springsteen e seu Heartland Rock, Galiano revela seu lado contador de histórias (inspirado também pelo brasileiro Fernando Sabino) em uma letra que fala sobre o amor nos pequenos gestos e os sonhos esquecidos. Com uma levada dominada por metais, violões e bandolim. Leave Me Behind a primeira faixa de trabalho (que ganhou um videoclipe e levantou a bandeira sobre o tema “abandono de animais”), é um rock n’ roll direto e poderoso. Curiosamente, a faixa mais “pra cima” do disco elenca, como protagonista, o violão, e não as guitarras (como seria o esperado). Com inversões rápidas de acordes, uma bateria pulsante e uma voz sentida, Galiano entrega a música que talvez seja o testamento mais urgente de sua identidade. Outra faixa que tem absolutamente todos os instrumentos gravados pelo André, All my life é um rock direto, com um arranjo preenchido pelo órgão, coros aveludados e guitarras complementares (foram mais de 6 canais diferentes de guitarra empregados na música). A música fala do tema talvez mais retratado no universo roqueiro: a (im)probabilidade de um simples encontro se transformar em algo indelével. E a pergunta que fica é clara: será que “hoje” e “para sempre” podem significar a mesma coisa? Nessa música, ambos parecem se encontrar no tempo. Frozen Wings, apresenta Galiano em seu estilo mais pesado, trazendo elementos de Kiss, Led Zeppelin e até o grunge de Alice In Chains. A faixa é uma, entre apenas 3 músicas do álbum, que conta com um co-autor (as demais 22 foram compostas unicamente por ele). Neste caso o co-autor é Eduardo Viegas, primeiro parceiro musical de Galiano. Ambos dividiram os vocais e, além de cantar, André gravou guitarras e baixo. A bateria ficou por conta de outro amigo seu de infância, Felipe Tamburello. Os três formam a Sixxty9, banda de hard rock de Galiano que em breve lançará um disco com 12 faixas.

O estilo das demais faixas preserva a paixão de Galiano pelo Heartland Rock, um gênero musical criado na década de 1970 e que alcançou o seu auge na década de 1980 por conta do sucesso comercial de artistas como Bruce Springsteen, Bob Seger, Tom Petty, Eric Clapton e John Mellencamp. Da agressividade do rock pesado ao lirismo das baladas, 25 Miles não é apenas um álbum que festeja a trajetória do artista, mas é também uma produção refinada e inteligente, com um toque atemporal, incomum nos dias atuais.

Serviço

25 Miles

Artista: André Galiano

Gravadora: One Rock

Distribuição Tratore

Preço: R$ 25,00

Fonte/Fotos-reprodução-divulgação: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário