sexta-feira, 29 de novembro de 2019

MPB É O ESTILO MUSICAL PREFERIDO ENTRE OS MORADORES DA REGIÃO NORDESTE, DIZ PESQUISA


Seja em casa, no trabalho ou no trânsito, por meio de diferentes plataformas, o brasileiro dificilmente vive sem música, pois ela consegue retratar as mais diversas sensações, marcando momentos, lugares e pessoas. A forma de consumi-la mudou com o passar dos anos, e cada localidade possui suas particularidades quando o assunto é o gosto musical de seus habitantes. A agência de pesquisa de mercado e inteligência Hello Research divulga mais uma etapa do projeto Hello Monitor Brasil que mostra o gosto musical de quem mora nas cinco regiões do país.
MPB foi eleita como o gênero musical preferido dos moradores da região Nordeste, com a adesão de 68% dos entrevistados. O ranking ainda registra seguidores da música pop com 35% da preferência, eletrônica (18%)reggae (16%), rap e hip hop (15%), entre outros estilos comuns ao dia-a-dia musical dos nordestinos.
A análise registrou quase um empate técnico entre homens e mulheres que apreciam a MPB na região, caracterizado também por atrair ouvintes com maior grau de instrução.
De acordo com o executivo responsável pelo projeto Hello Monitor Brasil, Dorival Mata-Machado, a indústria está passando por um momento chave, a população brasileira está "envelhecendo”, ao mesmo tempo em que a tecnologia de ouvir música está se renovando. O desafio para reter clientes é oferecer conteúdo equilibrado entre jovens e pessoas maduras engajadas em consumir música todo dia. O profissional completa ressaltando ser indispensável aos veículos que oferecem música com conteúdo reforçarem seus mecanismos de retenção de ouvintes, de forma que haja um maior equilíbrio entre jovens e pessoas maduras engajadas em consumir este tipo de produto.
A Hello Research realizou 1230 entrevistas pessoais e domiciliares em 75 municípios das cinco regiões brasileiras. Os resultados apresentam margem de erro de 3% para mais ou menos.
Fonte: Assessoria de Imprensa - Legenda: Gráfico - Hello Research

Nenhum comentário:

Postar um comentário